Anais 2015

Anais do Congresso Brasileiro de Psicoterapias Corporais, são coletâneas de textos enviados pelos autores que apresentaram seus trabalhos nos Congressos organizados anualmente pelo Centro Reichiano. O texto é de inteira responsabilidade de cada profissional e não expressa necessariamente a opinião dos diretores do Centro Reichiano.

Para ler os artigos é necessário ter instalado em seu computador um leitor de PDF. Se você não tiver o programa instalado em seu computador, pode fazer o download clicando no endereço: http://www.baixaki.com.br/site/dwnld71431.htm

Clique no título para abrir o PDF

A TRANSMISSÃO PSÍQUICA ENTRE GERAÇÕES E AS PSICOTERAPIAS CORPORAIS: O QUE REICH E LOWEN TÊM A NOS DIZER?
Autor(es): BARBOSA, Cristina Maria Parra; NASCIMENTO, Périsson Dantas

RESUMO: A partir de um levantamento bibliográfico verificamos que a transmissão psíquica entre gerações é um tema amplamente explorado pela teoria psicanalítica, porém não é facilmente encontrado nas obras reichianas e lowenianas. Partindo desta constatação desenvolvemos esse trabalho, que tem por objetivo aprofundar esta temática dentro das teorias psi-corporais, investigando a relação entre a transmissibilidade geracional, o Complexo de Édipo e a constituição do Caráter do sujeito. Para isso, abordamos conceitualmente a diferença entre transmissão intergeracional e transgeracional, possibilitando assim compreender como se estabelece a força da hereditariedade psíquica através das gerações.
Palavras-chave: Transmissão geracional. Psicoterapia Corporal. Análise Bioenergética.


AMOR E ORALIDADE: UMA REFLEXÃO SOBRE O AMOR PATOLÓGICO
Autor(es): BERTON, Ana Lorena Montenegro; VOLPI, José Henrique

RESUMO: Na psicologia, pode-se dizer que o amor patológico tem como essência o medo de estar só ou de abandono, de não merecer amor. Ao não ser tratado, acaba gerando problemas na vida do indivíduo e na vida do objeto de amor, podendo inclusive acabar com perseguição, violência ou até em crimes passionais. Os comportamentos apresentados em esta patologia são característicos em indivíduos com traços predominantes orais, e o indivíduo predominante oral (dependendo também da história de vida) poderia ter uma predisposição a padecê-la. Por ser um tipo de dependência psicológica, a psicoterapia é efetiva no tratamento desta patologia uma vez que o foco principal deve ser a melhora dos sintomas que foram desenvolvidos desde a infância e que se apresentam bastante intensos. O presente artigo tem como objetivo conscientizar sobre a patologia, tornando-a maior alvo de estudos e apresentando propostas de tratamento, segundo a visão da Psicologia Corporal, para melhora da qualidade de vida do paciente e prevenindo perseguição e crimes passionais.
Palavras-chave: Amor patológico. Caráter. Psicologia. Psicologia Corporal. Psicopatologia.


A EDUCAÇÃO E SEUS ENTRAVES AO LONGO DO DESENVOLVIMENTO PSICOEMOCIONAL INFANTIL SEGUNDO A PSICOLOGIA CORPORAL
Autor(es): ALBERTI, Bruna Emanueli

RESUMO: O trabalho em questão corresponde a uma revisão teórica dos textos e matérias utilizados ao longo do curso de especialização em Psicologia Corporal, realizado no Centro Reichiano. Por meio da analise desse material foi possível compreender a dinâmica da estrutura humana (corpo, psique e energia), que ao interagir com o meio, num processo dinâmico e dialético, é influenciado por fatores culturais, como uma educação repressora e coercitiva, que pode ocasionar uma perturbação significativa das funções energéticas do organismo de uma criança que ao ter que responder aos seus estímulos internos e externos, modifica a maturidade e naturalidade dos seus estímulos e respostas diante da vida, tendo como consequências marcas significativas ao longo do desenvolvimento psicoemocional.
Palavras-chave: Cultura. Desenvolvimento. Educação. Espontaneidade. Saúde.


A ÁRVORE DA VIDA E O CORPO
Autor(es): BREUCKMANN, Tomas Keller

RESUMO: A Cabala é um método de ensino que tem sua origem no ano de 1800 a.c aproximadamente. Ensina que cada coisa no mundo é apenas uma particularidade de uma única força (Deus, o Criador, a Luz), que atua através do amor e do compartilhar; e que o objetivo maior do homem é tornar-se Luz para compartilhar Luz. Em seu texto inicial, Sefer Ietsirá, o Livro da Formação, são apresentados os 32 caminhos em direção a Luz; atualmente representados na simbologia da Árvore da Vida. Neste artigo vamos explorar algumas relações da Árvore da Vida com o corpo, traçando um paralelo com Reich; em especial com as etapas do desenvolvimento psico-afetivo, a caracterologia pós-reichiana e a vegetoterapia breve.
Palavras-chave: Árvore da Vida. Cabala. Corpo. Desenvolvimento. Vegetoterapia.


A CONEXÃO COM A ESSÊNCIA NA TERAPIA
Autor(es): DE NADAL, Luciana Garbini

RESUMO: Diferentemente de Freud, Reich tinha uma visão positiva da vida: ele acreditava que a natureza do ser humano é amorosa. Sua abordagem terapêutica tem por objetivo resgatar o princípio vital que se encontra sufocado no indivíduo pela repressão social. Assim é possível entrar em contato com nossa essência e liberar todo o potencial presente em nós. O objetivo desse estudo é trazer a visão de vários autores sobre o que há de mais profundo em nós, que é nossa essência.
Palavras-chave: Coração. Espiritualidade. Essência. Energia. Sexualidade.


A LEVEZA DO SER
Autor(es): CAMPOS, Wanda Maria Palmeira

RESUMO: É sabido que a circulação energética se faz de forma sutil ou mesmo obedecendo ao sistema respiratório que, consciente ou inconscientemente estimulado pode produzir um efeito benéfico, capaz de melhorar o raciocínio, a visão de mundo, a saúde e a harmonia entre outros. A vivência “A Leveza do Ser” pretende sensibilizar na prática para a questão em foco, utilizando a metodologia de Biodanza, abordagem sistematizada no Chile por Rolando Toro, na década de 60 e hoje reconhecida no mundo inteiro como uma terapia harmonizadora e integrativa do ser, onde são trabalhados uma diversidade de movimentos corporais, visando o crescimento humano e a integração do esquema corporal, expressos nas linhas de vitalidade, sexualidade, criatividade, afetividade e transcendência, presentes no processo evolutivo.
Palavras-Chave: Circulação Energética. Fluidez. Integração. Leveza. Movimento.


A ESSÊNCIA DOS NOSSOS ÓRGÃOS DOS SENTIDOS NA VIVÊNCIA BIOENERGÉTICA
Autor(es): GOMES, Maria José Barroso

RESUMO: Nossos órgãos dos sentidos são aguçados com o trabalho vivencial bioenergético, olhamos e vemos com mais clareza, ouvimos com atenção, sentimos mais os cheiros que exalam no ambiente, tocamos com gosto. O resultado é a melhora da percepção, conscientização e sensibilização corporal. Afinal desenvolver os sentidos leva ao bemestar e ao prazer de viver com qualidade de vida.
Palavras-chave: Corpo. Auto Expressão. Consciência. Percepção. Criatividade. Lowen


AMPLIAR A CONSCIÊNCIA CORPORAL POR MEIO DA DANÇA
Autor(es): HADZIC, Sharon Lira

RESUMO: Pretendemos estudar a dança egípcia como uma prática para a mulher ampliar a consciência corporal, por meio dos movimentos e ritmos específicos dessa modalidade, proporcionando um reencontro com sua feminilidade no que tange a sensação, percepção e seu desenvolvimento como um todo. Em conjunto com a Psicologia Corporal, a proposta é a de identificação e flexibilização das tensões, estimulando o contato com as sensações, e assim permitir que a energia do corpo possa fluir, vibrar e se movimentar, possibilitando a expressão corporal de suas capacidades.
Palavras-chave: Dança. Movimento. Psicologia Corporal.


A BIOENERGIA DO DINHEIRO: CONTATANDO A POTÊNCIA INTERNA
Autor(es): NASCIMENTO, Périsson Dantas; MOURA Eugenice Paula

RESUMO: Esse artigo pretende trazer os fundamentos teóricos da vivência a ser apresentada no congresso, que tem como objetivo principal a reflexão sobre como a relação com o dinheiro está diretamente influenciada pelas defesas caracterológicas, construídas a partir de história de vida familiar e do percurso do desenvolvimento psicossexual. O dinheiro simboliza um capital energético e simbólico, um meio para alcançar a realização e o prazer na vida, em nossa sociedade. Cada estrutura de caráter irá desenvolver, de acordo com suas dificuldades, uma relação específica com o dinheiro, no tocante aos movimentos de ganhar, receber, gastar, economizar, reter, esvaziar. Numa leitura psicocorporal, dinheiro e sexualidade/afeto estão intimamente relacionados, revelando nossa potência orgástica, ou seja, a capacidade de pulsar e concretizar projetos, apropriar-se do valor de suas potencialidades e efetuar trocas afetivas nas relações. Através de visualizações, exercícios e trabalhos em grupo, a vivência proporcionará uma experiência acerca desse assunto ainda tão tabu, cheio de culpas e conflitos, pouco discutido na Psicologia e na formação de terapeutas.
Palavras-chave: Dinheiro, Estrutura de Caráter, Potência Orgástica.


A RELAÇÃO ENTRE O ADOECIMENTO CORPORAL E AS ESTRUTURAS DE CARÁTER NA PERSPECTIVA DA ANÁLISE BIOENERGÉTICA
Autor(es): OLIVEIRA JÚNIOR, Wellington Roriz; HUR, Domenico Uhng

RESUMO: Este trabalho tem como objetivo discutir a concepção de adoecimento corporal para a Análise Bioenergética de Alexander Lowen e sua relação com as estruturas de caráter. Para isso, foi necessário inicialmente discutir a concepção de saúde e adoecimento para o autor. Assumiu-se a hipótese de que o adoecimento corporal está relacionado à constituição das estruturas de caráter. Como metodologia, foi utilizada pesquisa bibliográfica, qualitativa, e o método utilizado foi Análise de Conteúdo. Conclui-se que a constituição das estruturas de caráter segue a mesma função do adoecimento, que é reagir a um agente estressante e restabelecer o equilíbrio do organismo. Há, portanto, uma relação entre as estruturas e o adoecimento, uma vez que diferentes tipos de caráter lidam com o adoecimento de formas particulares. Além disso, encontramos através da revisão de literatura que indivíduos com a combinação de traços de caráter orais e rígidos se apresentam como mais propensos ao adoecimento corporal do que os indivíduos com outras estruturas.
Palavras-chave: Análise Bioenergética. Caráter. Adoecimento. Lowen.


A INTEGRAÇÃO CORPO/PSIQUISMO E O DESENVOLVIMENTO DO CONCEITO DE CARÁTER EM FREUD, REICH E LOWEN
Autor(es): OLIVEIRA JÚNIOR Wellington Roriz; HUR Domenico Uhng

RESUMO: Este trabalho tem como objetivo discutir o desenvolvimento do conceito de caráter na Análise Bioenergética, passando por Freud, Reich e finalmente na concepção de Alexander Lowen. Para isso, iniciou-se pela discussão sobre a integração corpo/psiquismo, já que se assumiu como hipótese que o caráter se mostra como um ponto de articulação importante dessas duas instâncias. Como Metodologia, foi utilizada pesquisa bibliográfica, qualitativa, e o método utilizado foi Análise de Conteúdo Categorial das obras de Alexander Lowen, assim como dos seus precursores, e também de artigos atuais sobre a temática. Três categorias foram elaboradas para se analisar a relação corpo/psiquismo na Análise Bioenergética, sendo elas: o conceito de energia; a relação entre o ego e o corpo; e a etiologia e desenvolvimento infantil. Com a Análise da bibliografia e através das três categorias, conclui-se que o caráter se mostra como elemento fundamental e resultante na relação entre corpo e psiquismo, ressaltando-se a importância do conceito e a necessidade de mais estudos sobre a temática.
Palavras-chave: Integração corpo/psiquismo. Caráter. Freud. Reich. Lowen.


A INTEGRALIDADE SOMATOPSÍQUICA E O PROCESSO DE HUMANIZAÇÃO
Autor(es): OISHI, Ana Caroline

RESUMO: Observa-se uma sociedade que adoece cada vez mais. Facilidades tecnológicas que proporcionam conforto e tornam o ser humano cada dia mais sedentário. Relações virtuais espantosamente crescente e relações pessoais escassas. Exigências sociais que exibem padrões muitas vezes fora da realidade da maioria das pessoas. Sentimentos como medo, culpa, raiva, abandono, traição, entre tantos outros, assombram. O corpo grita, implora por atenção e cuidado mas estão todos muito ocupados, conectados ao mundo, porém, desconectados de si. Aumentam os casos de estresse, ansiedade, depressão e a quantidade de doenças físicas sem causas clínicas aparentes. Este artigo propõe uma reflexão sobre a relação entre o corpo, a mente, o adoecimento, bem como a importância da humanização na assistência à saúde.
Palavras-chave: Adoecimento. Humanização. Integralidade.


ANÁLISE REICHIANA DA CABEÇA AOS PÉS
Autor(es): PAULA, Maria Beatriz Thomé

RESUMO: No trabalho científico de W. Reich a observação funcional dos segmentos corporais é um dos pontos centrais da sua pesquisa. Um funcionamento adequado dos segmentos corporais promove um aporte energético para células, órgãos e estruturas em sua área de influência. Eventos estressantes, a partir da concepção, determinam reações de defesa no organismo formando traços caracteriais que, ao mesmo tempo, asseguram sua sobrevivência, e tornam-se a gênese de diversas doenças psicossomáticas. Esta organização psicossomática, em todos os segmentos, que protege e assegura a sobrevivência do organismo e contém a história e a dinâmica que lhe deu origem, W. Reich denominou couraça caractereológica. A observação do funcionamento dos sete segmentos corporais nos leva à história da pessoa, aos seus traços caracteriais e ao modo como estabelece relações. As fases de fixação denunciam a qualidade das relações com os diferentes campos de energia, as emoções contidas em cada nível e mostram qual a melhor maneira que o analista pode se posicionar no setting.
Palavras-chave: Análise reichiana. Psicoterapia corporal. Reich. Vegetoterapia


ANORGASMIA FEMININA
Autor(es): PICCININI, Elen Patricia; VOLPI, José Henrique

RESUMO: Muitas abordagens psicológicas tentam explicar as causas da anorgasmia, bem como oferecer recursos técnicos diferenciados para o tratamento. Neste artigo será apresentada a visão da psicologia corporal sobre a anorgasmia feminina, um referencial teórico que apresenta uma visão abrangente sobre o sujeito como um todo, de forma que a compreensão sobre tal fenômeno percorrerá as obras de Reich, Navarro e Volpi & Volpi.
Palavras-chave: Libido. Orgasmo Feminino. Reich. Sexualidade. Terapia Sexual.


AFETO E APRENDIZAGEM NO BRINCAR NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO À LUZ DA PSICOLOGIA CORPORAL
Autor(es): SILVEIRA, Patrícia Asinelli; VOLPI, José Henrique

RESUMO: Este artigo parte de uma revisão bibliográfica que visa contribuir para a compreensão do afeto na aprendizagem e no processo de alfabetização à luz da Psicologia Corporal, analisando o processo de aquisição da linguagem escrita pelas crianças. Dessa forma, pretende-se demonstrar como a educação escolar pode e deve contribuir para tornar a alfabetização significativa levando em consideração a singularidade de cada criança neste processo, manifestada através de sua linguagem corporal e cultural.
Palavras-chave: Afeto. Aprendizagem. Alfabetização. Educação Escolar.


CORPO FERIDO: A EFICÁCIA DE GRUPOS TERAPÊUTICOS PARA PACIENTES COM CÂNCER DE MAMA
Autor(es): VIEIRA, Eliza Maria Neiva de Lima

RESUMO: A terapia de grupo bioenergética em psico oncologia, não apenas se baseia nos efeitos gerais das expectativas positivas sobre a melhora do paciente, como também se beneficia como uma fonte de esperança que é única. Os grupos de terapia invariavelmente contém indivíduos que estão em pontos diferentes ao longo de um continuum de enfrentamento e colapso. O presente artigo faz um relato breve sobre a trajetória de mulheres que tiveram seus corpos feridos e suas vidas marcadas pelo câncer de mama e como esta experiência transformou um grupo terapêutico de psico oncologia em um grupo promotor de informação, que se propõe a trabalhar de forma pró ativa e difundir a difícil arte da prevenção do câncer de mama no Brasil. Vidas que foram entrelaçadas pelo câncer de mama escrevem uma estória de superação e apoio mútuo. E é neste interstício entre e o que fomos e o que seremos que desenhamos a estória de superação do momento vivido com a doença. Sem deixar abismos existenciais.
Palavras-chave: Corpo. Energia. Câncer. Mama. Psicooncologia


CONEXÕES, DESCONEXÕES E RECONEXÕES ENERGÉTICAS QUE COMPÕEM A ESTRUTURA EMOCIONAL
Autor(es): VOLPI, José Henrique; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: Atualmente percebemos o aumento dos conflitos gerados pela ausência de contato na relação entre pai, mãe e filho(a) e na relação com o campo familiar e social. A proposta desta palestra é apresentar alguns desses comprometimentos psicoafetivos que impactam sobre os campos energéticos, as relações e, por consequência, o temperamento, a personalidade e o caráter.
Palavras-chave: Corpo. Desenvolvimento. Energia. Psicologia. Reich.


CONTRIBUIÇÕES WINNICOTTIANAS À PRÁTICA DA VEGETOTERAPIA CARACTEROANALÍTICA
Autor(es): AMARAL, Henrique Uva; RIBEIRO, Diana Pancini de Sá Antunes; ABRÃO, Jorge Luís Ferreira

RESUMO: Ao entrar em contato com pacientes psicóticos e com câncer, Reich observa que mesmo quando a couraça é dissolvida, não aparecem fortes excitações como no sujeito neurótico. Ele conclui que o bloqueio de energia não está tanto na periferia, mas no cerne do organismo, dando o nome de anorgonia. Ainda que tentasse expandir o organismo por meio de um acumulador de orgone, a sua postura em relação às defesas do paciente se manteve a mesma que para neuróticos – ativa e consistente. É aqui que podemos introduzir algumas contribuições da clínica winnicottiana à prática da Vegetoterapia Caracteroanalítica, pois notamos que os sujeitos com anorgonia são similares aos pacientes com falso self, descritos por Winnicott. Nosso objetivo é, portanto, trazer alguns questionamentos acerca de como Winnicott pode contribuir para repensar a postura do terapeuta reichiano quanto ao manejo, principalmente, de sujeitos psicóticos.
Palavras-chave: Anorgonia.  Falso Self. Reich.  Winnicot. Vegetoterapia Caracteroanalítica. 


CARÁTER E TIPOLOGIA: DIÁLOGOS ENTRE AS ABORDAGENS JUNGUIANA E CORPORAL
Autor(es): MIRANDA, Renato Nascimento

RESUMO: O tema deste artigo será a relação entre a tipologia psicológica desenvolvida por Jung e a caracterologia desenvolvida por Reich e seus seguidores, Navarro e Lowen. Para a psicologia junguiana, cada sujeito escolhe e desenvolve algumas funções psicológicas em detrimento de outras, e com isso delimita uma forma particular de lidar com a vida, os objetos e consigo mesmo, embora esta escolha não seja consciente. Reich, por outro lado, buscou em causas tanto emocionais quanto orgânicas e no fluxo da energia no organismo a organização do comportamento do sujeito, chegando à percepção da couraça e ao conceito de caráter. Este trabalho irá se focar no diálogo entre as duas abordagens citadas, buscando pontos de conexão e convergência entre ambas, bem como a forma como uma pode ser usada para complementar a outra.
Palavras-chave: Bioenergética. Caracterologia analítica. Jung. Reich. Tipologia.


CRESCER QUERO SER… EU MESMO!
Autor(es): MACCARINI, Renato Moretto

RESUMO: Vivemos em um mundo onde a sociedade insiste em nos governar. O que devemos comer, beber, ver, ouvir, assistir e pior acreditar, nos é dado por meios externos e por vezes com o nosso consentimento. Os padrões de beleza, de vestir, de se portar ou seja, a moral social também nos é ensinada para que sejamos aceitos em nosso grupo e não tratados como marginais. Mas qual é o limite entre o social e o individual, o que é meu e o que eu posso aceitar de fora. O que eu realmente quero ser e poder viver nessa mesma sociedade sem agredir ou ser agredido.
Palavras-chave: Autoimagem. Indivíduo. Psicologia corporal. Self. Sociedade.


DANÇA DO VENTRE E QUALIDADE DE VIDA COM BASE NA PSICOLOGIA CORPORAL: REVISÃO INTEGRATIVA
Autor(es): HERNANDES Janete Capel; PORTO Celmo Celeno

RESUMO: Este estudo tem como objetivo fazer um levantamento de publicações acadêmicas nas principais bases de dados para estruturar uma Revisão Integrativa sobre o tema dança do ventre e qualidade de vida e relacionar com a Psicologia Corporal. Com o aumento da expectativa de vida, também tem crescido a necessidade de investigar a qualidade deste prolongamento, por isso, é pertinente o estudo de qualidade de vida e especificamente de mulheres praticantes de dança do ventre, pois é um tipo de exercício físico muito procurado e que possibilita benefícios à saúde de suas praticantes. Esses benefícios podem ser usufruídos por mulheres de todos os tipos físicos e várias idades e vão desde melhoria na postura, na motricidade, na coordenação, na criatividade, no raciocínio como também outros decorrentes da constante movimentação pélvica. É uma técnica que considera mente e corpo de forma integrada, por meio de uma maior consciência corporal, possibilitando assim, uma ampliação da imagem corporal feminina. Um dos estudiosos que voltou bastante sua atenção para a questão do corpo foi Willhelm Reich, chegando a considerar que insatisfações e frustrações podem até desenvolver doenças psicossomáticas.
Palavras-chave: Qualidade de vida e dança. Qualidade de vida e dança do ventre. Psicoterapia corporal de Reich.


DEIXA VIR… ASSOCIAÇÃO LIVRE E RESISTÊNCIA NA PSICOTERAPIA CORPORAL
Autor(es): REGO, Ricardo Amaral

RESUMO: Apresento aqui uma proposta em que a postura do psicoterapeuta corporal varia conforme o grau de resistência. Nos graus mais baixos de resistência, predominaria a postura de seguir o impulso interior. Conforme a resistência se mostra mais significativa, há a necessidade de o psicoterapeuta intervir ativamente no andamento da sessão. Delimito aqui seis diferentes graus de resistência, e proponho um método de como lidar com cada um deles.
Palavras-chave: Resistência. Psicoterapia corporal. Reich. Associação livre. Psicologia Biodinâmica.


DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA PSICOSE EM PSICOTERAPIA SOMÁTICA:  WILHELM REICH E A ORGONOTERAPIA
Autor(es): BARBOSA, Moara Thainan Oliveira; NASCIMENTO, Périsson Dantas

RESUMO: O presente artigo tem como objetivo realizar uma investigação conceitual acerca dos princípios teóricos e técnicos utilizados no diagnóstico e tratamento de pacientes psicóticos no âmbito das psicoterapias corporais, sobretudo mediante os conceitos desenvolvidos por Wilhelm Reich a partir das suas descobertas oriundas da Orgonomia e resultantes do tratamento de uma paciente com diagnóstico de esquizofrenia paranoide. Percebe-se que na psicoterapia corporal a totalidade do trabalho a ser desenvolvido com o paciente psicótico, busca integrar as suas sensações corporais aos processos perceptivos subjacentes visando o estabelecimento da conexão bioenergética soma/psique que foi interrompida precocemente.
Palavras-chave: psicose, diagnóstico, tratamento, Orgonomia, Wilhelm Reich.


EMERGÊNCIA ESPIRITUAL NA TERAPIA CORPORAL
Autor(es): HENRIQUES, Antônio Roberto de Sousa

RESUMO: Este trabalho faz um paralelo entre as Emergências Espirituais e os Transtornos Psíquicos em situações terapêuticas e será referenciado com os conhecimentos da Psicologia Corporal e Psicologia Transpessoal.
Palavras-chave: Corpo. Energia. Espírito. Psicose. Reich.


ENIGMA EM PSICOTERAPIA CORPORAL COM CRIANÇAS: BRINCAR COM A MORTE?
Autor(es): CAMARGO, Cristiane Zanette; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: O trabalho visa compreender como a Análise Bioenergética, uma terapia que se apoia na proposição de que cada ser é seu corpo, pode contribuir com o processo psicológico e emocional de uma criança de 8 anos. A criança em questão apresenta durante as sessões no consultório diversas queixas escolares e situações em que parece “brincar com a morte”. Como terapeuta corporal acredito que as tensões armazenadas no corpo restringem a capacidade de viver uma vida satisfatória, e que a Análise Bioenergética tem o intuito de tentar restabelecer a capacidade do indivíduo se autorregular e buscar sua unicidade.
Palavras-chave: Análise Bioenergética. Brincar. Criança. Morte.


FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO E CARACTERIALIDADE
Autor(es): SOUZA, Diego Felipe; VOLPI, José Henrique

RESUMO: O presente trabalho se propõe a discutir a questão do fundamentalismo religioso, bem como o comportamento extremista que algumas pessoas apresentam com base na ideologia de suas religiões. Aborda temas como religião e fé, trazendo notícias ligadas ao tema e relacionando os comportamentos apresentados com temáticas da Psicologia Corporal. Por fim, traça um paralelo entre comportamentos comuns em extremistas religiosos e alguns traços de caráter específicos. A discussão deste tema torna-se relevante devido ao considerável aumento do número de fiéis a religiões mais conservadoras. Juntamente, surge a preocupação com a influência que os dogmas destas religiões podem exercer sobre diversas esferas da sociedade, como política, estilo de vida, relações familiares, trabalho, etc.
Palavras-chave: Fé. Fundamentalismo Religioso. Intolerância Religiosa. Narcisismo. Peste Emocional.


GRUPO DE MOVIMENTO: CONCIÊNCIA E PERCEPÇÃO CORPORAL POR MEIO DAS ATIVIDADES E TÉCNICAS DA ABORDAGEM REICHIANA
Autor(es): SANTOS, Carlos; SANTOS, Carla; CÔRTES, Karina; ROSÁRIO, Milena; PEÇANHA; Tatiana

RESUMO: O grupo de movimento é uma estratégia de intervenção vinculada à Psicoterapia Corporal que tem como principal autor Wilhelm Reich. O grupo de movimento busca facilitar o contato dos indivíduos com sua corporeidade, promovendo uma sensibilização e
conscientização corporal. O presente trabalho tem como objetivo relatar uma experiência de grupo de movimento, onde o público alvo se constitui dos alunos de psicologia das Faculdades Integradas São Pedro.
Palavras-chave: Grupo de movimento, percepção, expressão, consciência corporal.


INTEGRANDO NOSSA ESSÊNCIA: POTÊNCIA ORGÁSTICA
Autor(es): HENRIQUES, Antonio Roberto de Sousa; EISENREICH, Alessandra da Silva; DE NADAL, Luciana Garbini

RESUMO
Em um organismo relativamente desencouraçado a energia flui tanto na direção espiritual, quanto na direção sexual, sempre mantendo contato com o coração. Essa capacidade de entrega a sua própria energia chama-se potência orgástica e permite a conexão com sua essência. O objetivo deste trabalho é discorrer sobre o significado do conceito de essência para Reich e outros autores neo-reichianos, fazendo um paralelo com a Medicina Tradicional Chinesa.
Palavras-chave: Energia. Essência. Medicina Tradicional Chinesa. Potência Orgástica. Reich.


INTROSPECÇÃO, CRIATIVIDADE E OUTRAS HABILIDADES EM DECADÊNCIA
Autor(es): BEZERRA, Maria Lúcia Maranhão

RESUMO: A introspecção, a apreensão da realidade interna, externa e da mente do outro, a experiência anímica das sutilezas biológicas dos corpos masculinos e femininos e a privacidade são atingidas pelas mudanças da vida contemporânea que preza, talvez em excesso, foco, performance, multiplica situações virtuais, gera stress e distress em generosas porções e coloca em cheque a firmeza de nossas convicções a respeito do que é público e do que é privado. O trabalho discute a presença e o fascínio despertado pelas informações científicas das ciências naturais a respeito do funcionamento cerebral e mental e busca a partir daí uma visão da subjetividade humana e suas dificuldades contemporâneas.
Palavras-chave: Ciências naturais, psicossomática , neuropsicanálise,subjetividade.


INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA NA ABORDAGEM CORPORAL PARA PACIENTES OBESOS ATENDIDOS NUM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO CARDÍACA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA COM GRUPO
Autor(es): SERAFINI, Lygia Cristyna; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: O presente trabalho relata a experiência de uma intervenção psicológica na abordagem corporal com pacientes que fazem parte de um programa de reabilitação cardíaca, uma vez que boa parte dos participantes encontram-se acima do peso e com dificuldades de emagrecer. O trabalhado também tem o intuito de auxiliar nesta redução de peso, focando nas questões emocionais trazidas pelos participantes, para assim possibilitar melhor equilíbrio emocional aos mesmos no controle da obesidade que apresenta intrínseca relação com os transtornos psiquiátricos.
Palavras-chave: Intervenção Psicológica. Obesidade. Psicologia Corporal.


LEITURA DOS SONHOS NO CORPO ONÍRICO
Autor(es): SILVA, Juarez Francisco

RESUMO: A leitura psicológica dos sonhos pode ser relacionada de forma imediata ao corpo do sonhador, no instante em que conta seu sonho como um processo de assimilação simbólica. Os sonhos para Jung, podem ser lidos como um processo de introspecção
psíquica, semelhante aos exercícios espirituais de Inácio de Loyola. Essas imagens do inconsciente, segundo Arnold Mindel, podem ser lidas na manifestação corporal do sonhador e consequentemente se mostram como conteúdos latentes e descritivos de um processo de vida. O que aqui se tenta demonstrar como pesquisa, também qualifica o processo de vida pessoal do autor, em que a pesquisa aproxima num processo dialógico intermitente, os conceitos místicos da cultura indígena familiar e a devida contextualização profissional. A pesquisa científica para Edgar Morin, é antes de tudo fonte de conhecimento do próprio pesquisador, e que na relação de pessoa a pessoa os conteúdos latentes se mostram presentificados na expressão genuína dos valores psíquicos. O fenômeno da expressão corporal pode demonstrar de forma direta, a relação do conteúdo que simbolicamente se apresenta nos sonhos e na contação da experiência.
Palavras-chave: Corpo. Sonhos. Energia. Psicologia. Pesquisa.


MUTISMO SELETIVO: O SILENCIO QUE SE OCULTA NO CORPO E AS TERAPIAS ALIADAS PARA DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO
Autor(es): VIEIRA, Elisa Maria Neiva de Lima

RESUMO: Atualmente, o mutismo seletivo é definido como um transtorno de ansiedade, no qual a criança apresenta incapacidade de falar e se comunicar em ambientes sociais selecionados. É mais frequente no sexo feminino, tem início antes dos 5 anos de idade, podendo persistir até a idade adulta. É provável ser um transtorno com etiologias variadas. Estima-se que mais de 90% das crianças com mutismo também sofram de fobia social ou ansiedade. Crianças com mutismo seletivo podem apresentar transtorno do processamento sensorial. O presente artigo apresenta um estudo de caso realizado com uma criança de seis anos do sexo masculino, assim como o diagnóstico e manejo clinico realizado na situação explanada, através da terapia comportamental e psicoterapia corporal.
Palavras-chave: Mutismo. Seletivo. Psicologia. Ansiedade. Tratamento


MEU CORPO CARREGA MINHA HISTÓRIA. LIBERTANDO-SE DAS CICATRIZES EMOCIONAIS
Autor(es): VOLPI, José Henrique; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: Desde a gestação e durante todo o desenvolvimento infantil, o corpo registra sensações e lembranças que mesmo depois de passadas, deixam suas marcas. Quando temos possibilidade de entrar em contato com as lembranças e sensações que provocaram essas cicatrizes, também temos a possibilidade de amenizar os possíveis comprometimentos que elas causam em nossas vidas.
Palavras-chave: Corpo. Couraça. Desenvolvimento. Psicologia. Reich.

MEDICINA CHINESA X TERAPIA REICHIANA: OS CINCO ELEMENTOS DA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E OS SETE NÍVEIS DE COURAÇA SEGUNDO WILHELM REICH
Autor(es): ORTIZ, Mirian de Fátima

RESUMO: A Medicina Tradicional Chinesa (MTC), objetiva formas para aliviar as dores e tensões do paciente, com o uso de técnicas específicas, aplicáveis conforme a avaliação energética do paciente no momento da consulta. Através das técnicas, acupuntura, Tui Ná, Exercícios e Fitoterápicos, o terapeuta trabalha para restabelecer o equilíbrio energético, entre Yin e Yang pelo diagnóstico dos Cinco Elementos. Este apresenta uma leitura similar às apresentadas por Reich nos sete níveis e suas couraças, onde identifica o nível que está comprometido e atua para que este se equilibre. Estagnações causam tensões e outros sintomas, que podem ser físicos e ou comportamentais; as couraças também nos remetem a essa observação. Este seminário tem como proposta relacionar essas duas teorias e suas respectivas técnicas como: acupuntura, Tui Ná, exercícios e fitoterápicos, para a MTC e vegetoterapia com a aplicação de actings específicos, utilizados pela Análise Reichiana.
Palavras-chave: Acupuntura. Cinco Elementos. Couraças. Medicina Tradicional Chinesa. Sete Níveis.

MASSAGEM, MANOBRAS E TOQUES
Autor(es): BRANDÃO, Frinéa Souza

RESUMO: A palavra massagem vem do grego amassar. “A massagem é um método de tratamento de determinadas disfunções por meio de procedimentos mecânico-manuais. ” Vários estudos comprovam que a massagem contribui na prática clínica. Na saúde mental, estudos mostram que práticas de massagem ajudam a eliminar o estresse, diminuem a pressão arterial, melhoram a propriocepção.
Palavras-chave: Apego. Contato. Massagem terapêutica. Prática clínica. Saúde mental.


O DESENVOLVIMENTO DAS ESTRUTURAS PSÍQUICAS DURANTE A FASE INTRAUTERINA E A ABORDAGEM PREVENTIVA SEGUNDO A PSICOEMBRIOGIA
Autor(es): AMBRÓZIO, Solange; SANTOS, Stella de Mello; VOLPI, José Henrique

RESUMO: Os distúrbios ocorridos no período intrauterino podem comprometer todo o desenvolvimento saudável do bebê. Quando ocorre um comprometimento neste período há uma tentativa de sobrevivência do embrião e/ou feto mesmo que ainda em condições rudimentares onde as estruturas do cérebro poderão ser privilegiadas em sobrecarga. O fluxo energético do embrião recolhe em si mesmo devido a uma contração a nível celular que atinge todo o organismo, prejudicando o desenvolvimento de um “EU”, e neste momento a estrutura psíquica, temperamental e de caráter sofrerão interferências em sua formação. A partir de um estudo aprofundado sobre a formação das instâncias e estruturas psíquicas e de seu envolvimento com as questões comportamentais e somáticas, a psicoembriologia estimula uma nova consciência a respeito da gestação e do nascimento atuando de forma preventiva. A proposta deste artigo é traçar pontos de convergências entre a psicoembriologia e a psicologia corporal apontando possibilidades de métodos preventivos em prol de uma desenvolvimento saudável desde o período intrauterino).
Palavras-chave: Psicoembriologia. Gestação. Feto. Intrauterino. Reich.


O TERROR COMO DEFESA EM UM CORPO CONGELADO DE MEDO: PERSPECTIVA DA BIOENERGÉTICA
Autor(es): BENGTSSON, Lusiana; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: Esse artigo traz o relato de caso do atendimento de paciente psicótica no estágio clínico do último ano da faculdade de Psicologia na abordagem Bioenergética. A prática dessa linha da Psicologia Corporal mostrou eficácia a partir do estabelecimento de um vínculo amoroso da terapeuta em relação à paciente, em que a psicóloga, por meio do olhar, do toque e do empréstimo do próprio corpo pode acolher e contornar a falta de proteção das esferas psíquica e física da paciente.
Palavras-chave: Bioenergética. Esquizoide. Grounding. Lowen. Psicose.


POSSIBILIDADES DE DIFUSÃO DO PENSAMENTO REICHIANO COM BASE NAS TIC’S: SOBRE AS PUBLICAÇÕES ONLINE EM PORTUGUÊS
Autor(es): BESSANI, Gabriela Grimaldi; MATTHIESEN, Sara Quenzer

RESUMO: Consciente da importância da obra de Wilhelm Reich para as diversas áreas do conhecimento e tendo observado o grande número de pesquisas e informações disponíveis online sobre seus estudos e biografia, este trabalho procurou fazer um levantamento inicial das publicações online disponíveis em português facilitando o acesso dos interessados. Constatamos que embora existam muitos vídeos disponíveis e que tendem a ser mais atrativos devido à interação visual que oferecem, há, também, muitos artigos e livros digitais, os quais podem ser acessados facilmente, propiciando um aprofundamento nas ideias deste autor.
Palavras-chave: Reich. Publicações Online. Português.


ONDE ESTÁ O SEU TESÃO? OU SOBRE A FALTA DE DESEJO NOS TEMPOS ATUAIS
Autor(es): EISENREICH, Alessandra da Silva

RESUMO: Trabalho, família, casa, celular conectado 24h por dia, com tantas demandas onde sobra um espaço para o tesão? Como tentar equilibrar tudo isso para manter um nível de energia e criatividade através da potência orgástica.
Palavras-chave: Energia. Potência Orgástica. Reich. Respiração.


O AMOR NA PERSPECTIVA DA PSICOLOGIA CORPORAL: UM ESTUDO NEO-REICHIANO SEGUNDO ALEXANDER LOWEN
Autor(es): GLASENAPP, Cristian; SAPELLI Carlos

RESUMO: Este artigo apresenta um estudo teórico acerca do sentimento de amor sob o olhar da psicologia corporal, mais especificamente, a partir da teoria bioenergética de Alexander Lowen. Delineamos através dessa abordagem um percurso com relação ao sentimento de amor, levando em conta aspectos do desenvolvimento, aspectos sociais, bem como as reações propriamente corporais relacionadas ao sentimento de amor, contemplando a questão do amadurecimento dos sujeitos para a vivência do sentimento de amor maduro. Por meio da presente pesquisa, verificamos a influência da psique no sentimento de amor, mas (não somente desta), o corpo e os processos energéticos também estão intimamente relacionados e de forma interligada com a psique. Desse modo, como corpo e psique se relacionam para a vivência do sentimento de amor maduro, que está ligado ao self. De toda forma, o sentimento de amor nos inquieta, não importa quão abrangente sejam os aspectos de desenvolvimento, do caráter e da cultura.
Palavras-chave: Amor; Bioenergética; Psicologia.


O TRABALHO NO CORPO, O TOQUE, E O ASPECTO SEXUAL NA TERAPIA PSICOCORPORAL MORFOANALÍTICA
Autor(es): GONÇALVES, Márcia Castanho Lavaqui

RESUMO: Uma questão polemica dos trabalhos corporais é a preocupação com a erotização que pode aparecer na relação terapêutica. Uma terapia que trabalha com o corpo como a Terapia Morfoanalítica suscita muito este imaginário entre os que se dispõem a compreender seu funcionamento. E é justo. Dentre as técnicas utilizadas estão as massagens, das mais suaves na superfície da pele do corpo todo às mais profundas, no tecido conjuntivo que na maioria das vezes encontra-se retraído. Também os trabalhos respiratórios e de todas as cadeias musculares que organizam a Unidade Psicopostural do paciente desde o início da vida. Lidar com estes sentimentos contraditórios, sem deixar de tocar, é um desafio a ser superado, com interpretações corporais e/ou verbais. Desta forma o paciente irá decodificando os sentimentos e as sensações vividas e integrando uma Unidade Psicopostural mais livre e harmoniosa.
Palavras-chave: Corpo. Toque. Terapia corporal. Morfoanálise. Psicocorporal.


OS MECÂNISMOS DE DEFESA CORPORAIS E PSÍQUICOS. O CAMINHO DO CORPO NA TERAPIA MORFOANALÍTICA
Autor(es): GONÇALVES, Márcia Castanho Lavaqui

RESUMO: Uma das dificuldades encontradas para a evolução do processo terapêutico são as defesas utilizadas pelo paciente, psíquicas ou corporais. Na Terapia Morfoanalítica, a forma como a pessoa vive e se coloca na vida e nas relações está de acordo com e pode ser compreendida por sua Estrutura Muscular de Comportamento. Trabalhar com o corpo e a partir do corpo pode ser mais um meio ao alcance do terapeuta para ultrapassar certas defesas. Os mecanismos de defesa utilizados aparecerão durante o trabalho psicocorporal Morfoanalítico. Na Terapia Morfoanalítica, partimos da experiência corporal para alcançar o psíquico que está ancorado no fisiológico.
Palavras-chave: Terapia Corporal. Cadeias musculares. Mecanismos de defesa. Psicologia. Morfoanalise.


O FEMININO E SEUS CAMINHOS SEXUAIS
Autor(es): LORIA, Giovanna; LIMA, Marcos Aurélio

RESUMO: As filosofias matriarcais enaltecem o poder sagrado feminino. A mulher moderna ocidental busca seu lugar na sociedade e em seus relacionamentos. Esta tarefa não é fácil, pois temos uma cultura patriarcal fortemente enraizada com uma resistência ainda tímida dos movimentos feministas. Este artigo introduz a ciência dos três caminhos sagrados, uma abordagem inédita das energias sexuais femininas – e masculinas – que traz todo o conhecimento ancestral e uma aplicação prática deles para os dias de hoje. Entenda quais são, como atuam e qual o ponto de equilíbrio de cada energia. A mulher, quando conhecedora dessas energias e comportamentos sexuais, torna-se capaz de resgatar sua ancestralidade e passa a compreender e respeitar sua própria sexualidade. Esta é a verdadeira liberdade que ela tanto almeja e merece.
Palavras-chave: Sexualidade. Mulher. Energia. Espiritualidade. Tabus. Orgasmo.


O DESENVOLVIMENTO NA TERCEIRA IDADE: A IMPORTÂNCIA E O RECONHECIMENTO DESSA FASE PARA OS HOMENS VENDEDORES DE PEIXE NO MERCADO MODELO DE SANTARÉM – PA
Autor(es): MOTA, Alessandra Cabral Da; UMBELINO, Camila Amaral; SANTOS, Wivian Narla Texeira; ROCHA, Edilmara Patrícia; ALMEIDA, Thayenne Lukeshi Cabral

RESUMO: A presente pesquisa foi desenvolvida por acadêmicas do sétimo semestre de Psicologia diurno da Instituição de Ensino Superior – IESPES, localizada na cidade de Santarém – PA. A priori, as acadêmicas realizaram a pesquisa como carga horária pertencente à grade curricular da graduação e a um projeto de extensão denominado PI – Projeto Interdisciplinar, o qual busca envolver a comunidade em geral e os acadêmicos da instituição. O interesse no tema desta, sobre o desenvolvimento na terceira idade com vendedores de peixe do Mercado Modelo de Santarém deu-se a partir da observação e da necessidade de se conhecer e entender esse processo que é fundamental para que os mesmos procurem por sua integridade física e psicológica, assim, como se certifiquem da sua adequação do ponto de vista biopsicossocial. O objetivo geral consistiu em identificar nos sujeitos, o desenvolvimento da terceira idade e sua relação com esta fase tendo ainda, como objetivos específicos verificar a percepção desses quanto à sua faixa etária cronológica e mental, além de analisar a autoimagem que esses vendedores fazem de si mesmos e como se sentem em relação à valorização e bem estar pessoal, promovendo deste modo, o autocuidado dos vendedores de peixe.
Palavras-chave: Desenvolvimento. Terceira Idade. Integridade Psicológica. Modificação
Corporal.


OLHAR A INFÂNCIA COM OS OLHOS DA ANÁLISE REICHIANA
Autor(es): PAULA, Maria Beatriz Thomé

RESUMO: Quem somos nós? Somos um sistema vivo que é, ao mesmo tempo um processo? Somos um fragmento de pensar a vida em cada momento? A Análise Reichiana pensa a vida partindo do princípio que a energia orgone interliga de forma holística diferentes movimentos nas diversas singularidades do vivo. A partir do código energético reichiano vamos observar no ser humano a formação evolutiva nas fases do desenvolvimento infantil, os traços caractereológicos, os segmentos corporais e os actings. A Análise Reichiana observa a etapa do desenvolvimento na qual a pessoa se encontra e quais são suas possibilidades reais de sustentabilidade de energia. Observa e percebe a linguagem verbal, corporal e caracterial implícita nas relações em cada momento. Olha a infância de todos nós com os olhos no tempo infinito.
Palavras-chave: Análise reichiana. Infância. Psicoterapia corporal. Reich.


RENASCER PARA O CORPO. VIVER PLENAMENTE
Autor(es): PICCININI, Elen Patrícia;  DIERKA Leandro; SILVEIRA, Patrícia Asinelli

RESUMO: Em meio à correria e compromissos do dia a dia é difícil prestar atenção em nosso corpo. Como ele reage à nossa rotina e que carga essa última lhe confere. Igualmente difícil é adotar novos comportamentos que amenizem o sofrimento psicocorporal resultante do estresse diário. Porém só é possível uma vida plena quando se busca a mesma no próprio corpo e não fora dele.
Palavras-chave: Caráter. Corpo saudável. Estresse. Viver plenamente.


O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA PRÉ-ESCOLAR ATRAVÉS DO ATO DO BRINCAR
Autor(es): QUIMELLI, Karen Vanessa Matozo

RESUMO: O presente trabalho trata de um estudo sobre o brincar das crianças de quatro a cinco anos de idade no contexto pré-escolar, articulado aos aspectos cognitivo, psicomotor e subjetivo do desenvolvimento infantil. Objetiva-se verificar a percepção dos educadores acerca do brincar e sua relação com o desenvolvimento infantil. Para tal investigação utilizou-se como ferramenta de coleta de dados entrevistas semi-dirigidas compostas por questões abertas, realizadas com professoras e estagiárias da Educação Infantil do Centro de Atenção Integral à Criança (CAIC), visto que nesta instituição pública há vários espaços abertos e fechados para os alunos fazerem uso livre do brincar. Na análise dos dados, realizou-se a apresentação dos resultados com a teoria articulada ao relato das entrevistas, demonstrando o reconhecimento das educadoras sobre a relação entre o brincar e o desenvolvimento infantil, assim como estas identificam os diversos espaços destinados para o brincar das crianças na pré-escola.
Palavras-chave: Brincar; Pré-Escola, Desenvolvimento Infantil.


POSTURA CORPORAL CRIATIVA: A EXPRESSÃO POSTURAL NA RELAÇÃO ENTRE A FISIOTERAPIA E A PSICOLOGIA CORPORAL
Autor(es): SCHULER, Karina Ferri; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: Diversos tratamentos, como a Psicologia Corporal e a Fisioterapia Postural, podem ser realizados para auxiliar o indivíduo a melhorar as sensações corporais, ter uma postura mais funcional e se desenvolver emocionalmente. É preciso transformar e seguir o desenvolvimento para se aproximar do amadurecimento do caráter e de uma expressão corporal criativa tendo vitalidade e prazer no corpo e na vida. Corpos mais saudáveis são aqueles que se movimentam livremente e expressam naturalmente os seus sentimentos. Entender a linguagem corporal é se colocar no caminho do desenvolvimento ampliando suas potencialidades gerando prazer, saúde e vida plena.
Palavras-chave: Actings. Anatomia Humana. Couraça Caracterial Muscular. Movimento Corporal. Postura Corporal.


SENTIR, ENRAIZAR E CAMINHAR. O ACOLHIMENTO EM PSICOTERAPIA CORPORAL
Autor(es): DIERKA, Leandro; VIEIRA, Penélope Berto

RESUMO: Os autores corporalistas, buscando a evolução da técnica analítica, ultrapassaram o padrão tradicional do terapeuta ouvinte e o convidam a assumir posturas que auxiliem ativamente o amadurecimento da estrutura de caráter de seu paciente, revivendo o passado através de seu corpo. São posturas de terapeuta útero, boa mãe, genitor acolhedor e amigo solidário que conduz o trabalho psicoterapêutico buscando a fluidez energética e sexualidade genital do paciente.
Palavras-chave: Psicoterapia corporal. Postura terapêutica. Terapeuta útero. Terapeuta boa mãe. Terapeuta genitor acolhedor. Terapeuta amigo solidário.


TERAPIAS ALTERNATIVAS BASEADAS NAS LEIS HERMÉTICAS
Autor(es): AMARO, Isabel Cristina

RESUMO: Através das Ciências Sagradas ou Herméticas, encontramos chaves que abrem portais de sabedoria cósmica. As leis Herméticas desvelam os segredos contidos no universo, permeiam tudo e todos, estão intrínsecas na natureza. O individuo quando está em ressonância com elas, encontra sua homeostase total, o equilíbrio perfeito e harmônico do “Ser”. Todas as terapias são regidas por essas leis perfeitas e imutáveis.
Palavras-chave: Herméticas. Hermetismo. Mentalismo. Lei da Correspondência. Flor da Vida. Caduceu. Tabua de Esmeralda.


TERAPIA BREVE REICHIANA
Autor(es): BRANDÃO, Frinéa Souza

RESUMO: O presente trabalho apresenta um exemplo da metodologia da Terapia Breve Reichiana e resultados da autora e outros psicoterapeutas no ano de 2010. Focada na estimulação vagal tem como objetivo final a cura de sintomas, o aumento da propriocepção e o equilíbrio do sistema nervoso central.
Palavras-chave: Terapia Breve, Depressão, Bruxismo, Reich, Impedância da Pele,
Segmento Oral.


VAMOS BRINCAR? UMA VISÃO REICHIANA DA FUNÇÃO DO BRINQUEDO NA INFÂNCIA
Autor(es): GOMES, Gislaine de Souza

RESUMO:
Brincar é uma atividade essencial para uma infância saudável.E através desta atividade a criança se expressa, reproduz emoções e aprende. No entanto podemos utilizar os brinquedos no desenvolvimento cognitivo e afetivo. Como pais ou educador, o brinquedo é uma importante objeto no fortalecimento do vínculo. Já no processo terapêutico é uma importante ferramenta para atingir os objetivos propostos. Se utilizarmos os brinquedos adequados podemos mobilizar a energia do paciente e trabalhar as couraças de forma lúdica.
Palavras-chave: Brinquedo. Criança. Afeto. Terapia. Energia.