Artigos Científicos 2017

Os artigos são de responsabilidade exclusiva de seus autores, não expressando necessariamente a opinião dos editores. Todos os artigos fazem parte da Revista Online Psicologia Corporal, sob o registro ISSN-15160688.
Para ler os artigos, é necessário ter instalado em seu computador um leitor de PDF. Se você não tiver o programa instalado em seu computador, pode fazer o download clicando no endereço:
http://www.baixaki.com.br/site/dwnld71431.htm

2003 / 2004 / 2005 / 2006 / 2007 / 2008 / 2009 / 2010 / 2011 / 2112 / 2013 / 2014 / 2015 / 2016 / 2017 / 2018 / 2019

A psoríase sob o olhar da Psicologia Corporal
Autor(es): MARTINS, Leandro Dal Pont; REICHOW, Jeverson Costa

RESUMO
A psoríase é uma doença cutânea que atinge significativa parte da população mundial, sendo desconhecida sua etiologia e o porquê da sua manifestação. Sabe-se que atualmente, vem sendo discutido por inúmeras pesquisas que o estresse influencia na manifestação da psoríase, agravando ainda mais o problema. A psicologia corporal, cita que a etiologia dessa doença de pele pode estar associada à um ou mais eventos estressores sentidos pela mãe ao longo do desenvolvimento intrauterino, ficando gravado esse estresse na memória celular do bebê. Posteriormente, durante a vida, ao passar por situações que se assemelhem ao evento ancorado no seu corpo, acarretaria em somatização apresentando como resposta corporal a psoríase. Com isso, nesse artigo buscou-se investigar o período de gestação de 8 pessoas que apresentam o problema cutâneo. Concluindo-se que durante a gestação essas pessoas relataram houve situações de potencial estresse.
Palavras-chave: Doença de pele. Estresse. Psicologia corporal. Psoríase.


As consequências da oralidade no relacionamento amoroso.
Autor(es): OLIVEIRA, Lidiane Rabelo; LOURENÇO, Sarahuana Comin; FERNANDES, Gisele Jacinta Rodrigues Calegari; REICHOW, Jeverson Rogério Costa

RESUMO
O contato mãe-bebê, a amamentação, o desmame, os vínculos afetivos que estabelecem o desenvolvimento da sexualidade, a vitalidade e a disposição com que uma mulher vive sua gestação podem colaborar tanto para a formação de adultos seguros e saudáveis, como causar comprometimentos nos níveis físico, cognitivo, social e emocional do indivíduo. Desta forma torna-se necessário conhecer algumas questões referentes a oralidade e formação do caráter oral, que tem sua etiologia no primeiro ano de vida, visto que alguns fatores como a falta de vínculo com a mãe e/ou um desmame precoce, tardio ou brusco podem influenciar de maneira determinante o desenvolvimento saudável. Este artigo objetiva abordar a visão da psicologia reichiana sobre o desenvolvimento infantil, propondo uma reflexão sobre a importância da relação mãe-bebê, e como isso irá influenciar os futuros relacionamentos dos indivíduos.
Palavras chaves: Caráter oral. Oralidade. Psicologia corporal. Relacionamento amoroso.