Artigos Científicos 2009

Os artigos são de responsabilidade exclusiva de seus autores, não expressando necessariamente a opinião dos editores. Todos os artigos fazem parte da Revista Online Psicologia Corporal, sob o registro ISSN-15160688.
Para ler os artigos, é necessário ter instalado em seu computador um leitor de PDF. Se você não tiver o programa instalado em seu computador, pode fazer o download clicando no endereço:
http://www.baixaki.com.br/site/dwnld71431.htm

2003 / 2004 / 2005 / 2006 / 2007 / 2008 / 2009 / 2010 / 2011 / 2112 / 2013 / 2014 / 2015 / 2016 / 2017 / 2018 / 2019

A FISIOLOGIA DA RESPIRAÇÃO E O PSIQUISMO HUMANO
Autor(es): ELIAS, Marcos T. Elias

RESUMO
Este texto se propõe à análise da fisiologia da respiração, traçando sua correspondência com diferentes estados emocionais e perfis psicológicos. O objetivo é ilustrar como modos particulares de respirar revelam perfis de personalidade, bem como tendências ou estados emocionais específicos. De posse desta análise, a observação da respiração pode se tornar uma excelente ferramenta para a percepção do outro, bem como para o desenvolvimento do próprio autoconhecimento. Da mesma forma, o conhecimento de técnicas específicas de respiração podem se tornar excelentes instrumentos para a transformação de estados mentais, bem como para o desenvolvimento de diferentes qualidades psicológicas. O conteúdo deste texto reúne conhecimentos da Psicologia Corporal e da milenar tradição do Yoga.
Palavras-chave: Emoção. Personalidade. Psicologia. Respiração. Yoga. 


A BUSCA DO SAGRADO FEMININO ATRAVÉS DA DANÇA E DOS MOVIMENTOS CORPORAIS
Autor(es): FONTANELLA, Tamaris de Campos

RESUMO
Reunindo os conceitos da teoria reichiana de pulsação energética e do desenvolvimento corporal/psíquico com a terapia da mulher contemporânea, no campo de trabalhos do resgate do sagrado feminino, esta vivência tem como intuito levar os participantes à conscientização corporal e emocional proporcionando um reencontro com a essência da feminilidade no sentido de percepção, sensação e identificação da energia feminina através movimentos expressivos de dança em grupo.
Palavras-chave: Dança, Mulher, Pulsação energética, Sagrado feminino, Terapia da mulher.

 


A PSICOLOGIA CORPORAL NA SALA DE AULA
Autor(es): CRISTOFOLINI, Glória Maria Alves Ferreira

RESUMO
Sala de aula, lugar de construção do saber, de alegrias e sensibilidades. É assim que penso o verdadeiro sentido de estarmos em um ambiente no qual chamamos escola. É possível educar a sensibilidade, trazendo de volta a alegria do corpo, porque sentir e perceber o corpo é sentir e perceber a vida. Levar a Psicologia Corporal para sala de aula é uma experiência que aproxima os alunos do significado do aprender. Quando se estimula o auto conhecimento da energia do corpo e se possibilita o exercício constante da respiração e toque, estamos aguçando o cérebro para receber novos conhecimentos. É preciso auxiliar os alunos a se auto conhecerem, a olhar para dentro de si, a ouvir as funções de cada órgão de seu corpo e saber que estão se auto regulando para novos aprendizados. Deslizar pelo conhecimento ao amor é o mais provocador desafio da aprendizagem. É esta a amplitude que precisa orientar o sofisticado ato de ser professor.
Palavras-chave: Aprendizagem. Psicologia Corporal. Sala de aula.


A MAGIA DO VIVER
Autor(es): CAMPOS, Priscilla de Castro

RESUMO
Este artigo tem por objetivo apresentar as bases teóricas da vivência A Magia do Viver. O objetivo dessa vivência é trabalhar o desenvolvimento como ser humano, como vida e existência, e buscar trazer aos participantes uma melhor compreensão do seu corpo e mente hoje desenvolvidos. Por intermédio de recordações, brincadeiras e imaginação, os convidados são estimulados a entrar em contato com o EU, com o corpo e mente e com o que ele pode vir a ser. Refletir sobre as etapas do seu desenvolvimento e as fases da vida que ainda estão por vir.

Palavras-chave: Etapas do Desenvolvimento; Psicologia Corporal; Dinâmica de Grupo.


A MÚSICA COMO RECURSO TERAPÊUTICO
Autor(es): BRÉSCIA, Vera Pessagno

RESUMO
A música é uma experiência universal no sentido de que tudo nela pode ser compartilhado, portanto, toda e qualquer música pode ser usada num contexto clínico. A utilização da música com finalidade terapêutica implica na figura de um terapeuta que traga consigo uma formação específica em seu campo de atuação e que englobem a música e as teorias e técnicas psicoterapêuticas. A música pode bem ser um antídoto curativo e saudável para as tensões e desarmonias da modernidade conforme KATSH e MERLE-FISHMAN (1985).
Palavras-chave: Antídoto. Desarmonia. Música. Musicoterapia. Terapêutica.


AS DIREÇÕES DA ENERGIA DA ESSÊNCIA: A ALMA E O ESPÍRITO
Autor(es): CALEGARI, Dimas

RESUMO
Cada conceito corresponde a sensações corporais específicas. As vivências da alma e do espírito correspondem a atitudes corporais e movimentos energéticos também específicos. A partir da abordagem reichiana o autor busca uma compreensão corporal das vivências de Alma e Espírito. O ego íntegro atende aos anseios anímicos e espirituais. O corpo harmônico tem estruturas específicas que sustentam as energias da alma e do espírito e dão dignidade ao ser humano. Quando existem falhas estruturais, o ego compensa- as, tornando-se rígido e distorcido. O corpo torna-se desarmônico, o ser perde a dignidade pessoal e a neurose se instala. A neurose expressa a perda da dignidade do ser!

Palavras-chave: Alma. Consciência. Dignidade. Energia. Espírito.


COMPREENSÃO PRÁTICA COM CONTEÚDOS CIENTÍFICOS DA INTEGRAÇÃO FÍSICO E PSÍQUICA NO TRABALHO CORPORAL
Autor(es): BEIJO, Ronaldo Pereira

RESUMO
Reich mostra através da unidade funcional que a pulsação energética tem uma manifestação simultânea física e psíquica. Para esta compreensão deve-se entender a nossa origem anterior ao átomo (menor partícula da matéria) que será chamada genericamente de energia. O mecanismo de pulsação é representado no organismo pelo sistema nervoso vegetativo que rege as vísceras e é dividido em: a) simpático (contração)- para executarmos atividades, inclusive de luta e fuga. b) parassimpático (relaxamento)- relacionado principalmente com a digestão e o sono. O sistema nervoso somático representado pela musculatura estriada esquelética que nos permite relacionarmos voluntariamente e está ligado a estruturação egóica. Os cérebros uno e trino de Mac Lean: reptiliano (reação), límbico (afeto, sentimento) e neocórtex (raciocínio e funções cognitivas). Será feito uma integração didática e muito prática dos sub-sistemas neuro- endócrino, neuro-vegetativo, neuro-muscular e os cérebros.
Palavras-chave: Reich. Somatopsicodinâmica. Trabalho Corporal. Vegetoterapia.


CUIDADO, COURAÇA E AUTORREGULAÇÃO NA MATERNIDADE E NA PATERNIDADE
Autor(es): CARVALHO, Maria Luiza Mello; KOATZ; Gabriela Lorenzo Fernandez

RESUMO
As transformações econômicas e de gênero vêm afetando o cuidado materno e o paterno. Homens e mulheres se vêem divididos entre projetos de carreira profissional e os desejos de se tornarem pais e mães. O trabalho de cuidado dos filhos, em comparação com o trabalho remunerado, é desvalorizado socialmente e cada vez mais, pais e mães têm menos tempo para cuidar da família. O trabalho de cuidado dos filhos é vivido com diferentes significados por homens e mulheres. As mulheres, identificadas com o cuidado materno, vivem a sobrecarga do trabalho doméstico paralelo ao trabalho fora de casa. Os homens, pressionados pelo empobrecimento das famílias ou pelas transformações de gênero, começam a cuidar de seus filhos, sem que esta atividade seja valorizada por eles. No entanto, o exercício do cuidado pode facilitar a libertação do encouraçamento de gênero da masculinidade. O cuidado se caracteriza como uma potencialidade humana, que precisa de condições para se manifestar, podendo encouraçar ou facilitar a autorregulação das pessoas.
Palavras-chave: Autorregulação. Couraça. Cuidado. Maternidade. Paternidade.


ENCONTRANDO AS FONTES DA VIDA, A NOSSA MÃE SIMBÓLICA
Autor(es): CHIQUIERI, Ana Maria Crepaldi

RESUMO
A vivência propõe entrar em contato com a “imagem simbólica”, que é restauradora e faz parte da energia primária. Ela existe desde antes da encarnação, fazendo parte desse projeto de vida. Assim, a imagem simbólica está contida na concepção. A imagem simbólica e o impulso primário são dois aspectos do mesmo conceito. A imagem simbólica precisa de energia orgânica contida no impulso primário para se encarnar. Inversamente, o impulso primário contém a imagem simbólica, que lhe confere sentido, significado e direção. Uma e outra são necessárias para todo ato criativo que se encarna. O útero é uma mãe simbólica. No nascimento, a mãe é uma pessoa para o bebê, e quando ele reclama, balbucia, ele está pedindo uma mãe simbólica, a do útero, que é o que ele conhece a princípio. Depois, aos poucos, ele reconhece sua mãe, mas vive e viverá no simbólico e no real; entre as duas imagens haverá o imaginário que supre a distância entre o simbólico e o real. O imaginário é o retorno do simbólico sobre o real. O mundo simbólico é inconsciente, representa e garante a nossa encarnação, nosso princípio de vida, dando suporte às necessidades fundamentais. Esses conceitos fazem parte da abordagem da Análise Psico-orgânica e foram estabelecidos por Paul Boyesen, em 1994. A vivência poderá reavivar o núcleo energético criador, nutrindo o nosso Ser.
Palavras-chave: Análise Psico-Orgânica. Imagem Simbólica. Nutrição Energética.


ERROS DA VISÃO X QUESTÕES EMOCIONAIS: UMA LEITURA DA VEGETOTERAPIA
Autor(es): AZEVEDO, Shirlaine Nascimento

RESUMO
Percebemos em nossos dia-a-dia sintomas decorrentes de problemas ocasionados pelos erros da visão, como a hipermetropia, a miopia, o astigmatismo, entre outros. Muito além do que a Medicina vem a nos explicar, encontraremos neste artigo um fator a mais para justificar o desencadeamento de tais deficiências visuais: o fator emocional. Contudo, através de uma leitura pela Vegetoterapia conheceremos um caminho de possibilidades para um olhar saudável e que enxergue muito além do que nos é “permitido” enxergar, isto é, conheceremos uma forma terapêutica para o caminho da cura das demais doenças visuais encontradas no nosso cotidiano.
Palavras-chave: Actings. Bloqueio. Couraça. Emoção. Vegetoterapia.


ESTÉTICA, SAÚDE E BEM ESTAR: O QUE ESTÁ CAUSANDO UM VAZIO NA VIDA DO SER HUMANO?A MAGIA DO VIVER
Autor(es): CARDOZO, Aline; ROSSETI, Janine

RESUMO
Em busca de um corpo perfeito, gerando transtornos alimentares e no intuito de agradar aos outros, o ser humano acaba esquecendo sua essência e qual o verdadeiro conceito de saúde e bem estar integral que gera uma qualidade de vida e não uma competitividade estética. Este tema irá abordar a saúde emocional e física relacionada à Psicologia Corporal.

Palavras-chave: Corpo. Psicologia Corporal. Reich.


EXPECTATIVAS E CONFLITOS NA MATERNIDADE E NA PATERNIDADE
Autor(es): CARVALHO, Maria Luiza Mello; KOATZ, Gabriela Lorenzo Fernandez

RESUMO
O objetivo desta atividade será trabalhar expectativas e vivências dos participantes, relativas à paternidade e maternidade. Serão compreendidos os encouraçamentos dos padrões de gênero, presentes entre homens e mulheres, e as possibilidades de auto-regulação pessoal no trabalho de cuidado dos filhos. Aberta a adultos de todas as idades, a oficina apontará possibilidades para a busca da auto-regulação e da espontaneidade, nos cuidados materno e paterno, considerando as diferentes escolhas de vida de cada um. Serão utilizadas técnicas psicocorporais e da musicoterapia que promovam a consciência corporal e o emergir de emoções, relativas às expectativas e experiências na maternidade e paternidade. Considera-se que o trabalho de cuidado dos filhos pode ser vivido com diferentes significados para homens e mulheres, encouraçando ou libertando as pessoas, facilitando ou dificultando a auto-regulação pessoal.
Palavras-chave: Autorregulação. Cuidado. Maternidade. Paternidade. Oficina psicocorporal.


HISTÓRIA DE VIDA:PAIS SIMBÓLICO E REAL E MÃES SIMBÓLICA E REAL NA RELAÇÃO DO CASAL – RELATO DE EXPERIÊNCIAENCONTRANDO AS FONTES DA VIDA, A NOSSA MÃE SIMBÓLICA
Autor(es): CHIQUIERI, Ana Maria Crepaldi

RESUMO
Trata-se do relato de experiência que compõe a monografia do final do curso de especialização na abordagem da “Análise Psico-orgânica”. A autora relata sua história de vida, objetivando analisá-la e interpretá-la, com a ajuda da teoria de pais simbólico e real e mães simbólica e real na relação do casal. Foi analisada e descrita parte dessa relação do casal, tentando compreender e desatar alguns nós, relacionando ligeiramente com os cinco passos para o real e a problemática do casal (concepção, encarnação, movimento, passagem, união-reunião),quanto às cinco fases da relação amorosa (é como um sonho, decepção e provocação,retraimento sobre si, reconhecer e aceitar, crescimento e diálogo real), com base no texto de Anne Veillet, 1995, p.59-66. Através desse relato, a autora confessa ter podido verificar a riqueza da escrita, com insights que, mesmo depois de seis anos e meio de terapia na abordagem da Análise psico-orgânica (APO) e das vivências durante três anos e meio, como aluna da especialização da APO, ainda não tinha conseguido viver, sentir e vivenciar com tal intensidade e “amorosidade”, como foi essa experiência com a escrita. O homem, com seus mistérios infinitos, a impulsionam cada vez mais a intensificar suas buscas, como eterna pesquisadora de si mesma e de toda a humanidade.
Palavras-chave: Autoconhecimento. Autotransformação. História de vida. Imaginário. Real.


MÁSCARA, EU INFERIOR E EU SUPERIOR: UMA VIVÊNCIA EM CORE ENERGETICS
Autor(es): AGUIAR, Fernando Henrique Rezende

RESUMO
A Core Energetics tem uma visão de homem – da dinâmica da consciência – e do processo terapêutico que se baseia nos conceitos de Máscara, Eu Inferior e Eu Superior. A Máscara é o que mostramos ao mundo na tentativa de esconder o nosso Eu Inferior – pelo aspecto “feio” da sua expressão – e a nossa Essência, porque aprendemos que ela é inadequada. O Eu Inferior é a distorção da energia da vida, é uma energia de medo e destruição, é o local onde não nos permitimos viver plenos e abundantes. O Eu Superior ou a Essência é a dimensão viva, radiante, criativa, amorosa, poderosa, unificadora e integradora do nosso ser; nossa verdade mais profunda, o lugar onde confiamos, entregamos e amamos sem medo ou dúvida. A Core Energetics amplia e conecta o ser mais profundamente na sua verdade em um processo de compreender a máscara, reintegrar o eu inferior e abrir caminho para a ampla expressão da Essência.
Palavras-chave: Core Energetics, Eu Inferior, Eu Superior, Máscara, Vivência


MUSICOTERAPIA E PSICOTERAPIA CORPORAL: UMA EXPERIÊNCIA COM CRIANÇAS EM BUSCA DA EXPRESSÃO
Autor(es): GOMES, Gislaine de Souza

RESUMO
A criança é um ser totalmente expressivo. Se algo está lhe incomodando ou lhe entristecendo, ela sinalizará através de suas atitudes. Pensando nisso foi desenvolvido um trabalho de Musicoterapia em sala de aula, do ensino regular, utilizando a Psicologia Corporal como meio facilitador para o trabalho terapêutico, buscando alcançar a expressão e mobilizar as emoções, contribuindo dessa forma com o processo de aprendizagem.
Palavras-chave: Criança. Expressão. Musicoterapia. Psicologia Corporal.


O CONCEITO DE COURAÇA E A EDUCAÇÃO EM WILHELM REICH
Autor(es): FARIA, Cynthia Cavalcanti Moura de Melo

RESUMO
A pesquisa é focada na noção de couraça, um importante conceito da teoria reichiana, e na forma como a educação influi no encouraçamento dos indivíduos. Trata-se de uma breve investigação da noção de couraça na obra reichiana, avaliando o papel da educação na formação da mesma. Para alcançar esse objetivo, foi preciso esclarecer o que é couraça e pesquisar como surge o conceito na teoria reichiana. Paralelamente, foi estudada a forma como a educação influencia na formação da couraça e a maneira como ela pode ser um meio para prevenir o encouraçamento.
Palavras-chave: Couraça. Educação. Educador. Reich.


O PACIENTE CALA E O CORPO FALA – UM ENFOQUE PSICOSSOMÁTICO
Autor(es): FREIRE, Christina

RESUMO
A autora toma como ponto de partida, fragmentos de experiências e reflexões pessoais embasando a teoria e técnica do Somatodrama onde o corpo e sua abertura perceptiva é a revelação do desejo da integração. Aborda o adoecer e a morte como parte integral da vida humana, e que através da sua simbolização e contextualização trará a possibilidade de uma nova significação que mobilize a busca criativa da auto-cura.
Palavras-chave: Adoecer. Morte. Sensação. Somatodrama.


O tempo presente na psicoterapia corporal: uma análise do sujeito a partir do aqui e agora
Autor(es): TOSTA, Francisco

RESUMO
Este artigo trata-se de uma revisão teórica que discute a ideia do trabalho psicoterapêutico corporal, englobado em uma analise do sujeito a partir do seu presente. Discute-se a possibilidade, através da analise caracterial e somática, de se compreender o funcionamento atual do paciente, buscando nas suas relações sociais as respostas para a flexibilização das couraças, facilitando ao sujeito, um entendimento do seu comportamento e a influência da caracterialidade em seu cotidiano.
Palavras-chave: Caráter. Comportamento. Couraça. Ideologia. Psico-corporal.


Princípios fundamentais para a elaboração de uma monografia
Autor(es): VOLPI, José Henrique; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO
A monografia é um dos requisitos parciais obrigatórios para a conclusão de todos os cursos de graduação e de especialização. Como forma de auxiliar nossos alunos do curso de Especialização em Psicologia Corporal, ministrado pelo Centro Reichiano, Curitiba/PR, é que montamos essa apostila.
Palavras-chave: Bioenergética. Monografia. Orgonomia. Psicologia Corporal.


REFLEXO DO ORGASMO – A CAMINHO DA POTÊNCIA ORGÁSTICA
Autor(es): HENRIQUES; Antônio Roberto de Sousa; EISENREICH, Alessandra da Silva

RESUMO
Segundo Reich, a auto-regulação do organismo seria o caminho para a genitalidade, uma fórmula de diminuir os processos neuróticos na transformação do indivíduo. Seu trabalho clínico visava restabelecer a Potência Orgástica e o Reflexo do Orgasmo. Através dessa nova perspectiva teórico- clínica ele passa a aprofundar suas pesquisas no campo da relação entre o psiquismo e as correntes vegetativas biológicas. O objetivo deste artigo é situar na história de suas pesquisas um novo caminho no processo terapêutico. Partindo da análise do caráter passando pela potência orgástica e o reflexo do orgasmo em direção à vegetoterapia.
Palavras-chave: Caráter. Couraça Muscular do Caráter. Orgasmo. Potência Orgástica. Reflexo do Orgasmo.


REICH e REIKI – O ELO DAS ENERGIAS VITAIS
Autor(es): CARDOZO, Maria Salete Mueller

RESUMO
Energia é a base do funcionamento comum: mente/corpo. Sem energia não há vida. O objetivo deste é evidenciar os benefícios que constatamos nas abordagens terapêuticas, tanto na análise reichiana, quanto na terapia reiki. Ambas atuam num padrão como um todo, visando o equilíbrio, a harmonia do ser humano em sua totalidade, mental,emocional, corporal e espiritual.
Palavras-chave: Energia. Reich. Reiki.


RENASCER – UMA NOVA POSSIBILIDADE DE ESTAR NA VIDA
Autor(es): SOUZA E SILVA, Ana Carolina; SANCHES, Maria Angélica; DADAM, Sara Helena

RESUMO
Este artigo tem como objetivo mostrar a importância da gestação saudável, do parto humanizado e das fases do desenvolvimento da criança para criar um ambiente acolhedor e preservar seu fluxo energético desde o início da vida. Em cada fase do desenvolvimento ficamos presos em conflitos gerados pelas intensas sensações de desarmonia entre os meios interno e externo. Crescemos limitados por essas sensações e com isso limitamos o fluir da vida. Aprofundar a percepção de si mesmo e reconhecer o próprio funcionamento faz com assumamos a responsabilidade por nossas construções internas e atitudes externas. Isso nos possibilita o desenvolvimento da consciência e um estar presente na vida mais integrado com o meio.
Palavras-chave: Consciência. Fluxo. Nascimento. Padrões. Renascimento.


SOBRE MÃOS: DA MÃOZADA À TERAPIA
Autor(es): BORGES, Paulo

RESUMO
A apresentação deste artigo refere-se à parte teórica do pôster homônimo e destina-se a ilustrar uma reflexão a respeito das mãos presentes no trabalho clinico da vegetoterapia e na construção sócio-cultural de signos e expressões representados pelas mesmas. Ao situar a importância das mãos do terapeuta e as do sujeito em terapia apontaremos a mão como enunciador de sentidos pelo qual são expressos complementos não verbais e expressões inconscientes mobiliados através dos actings sobre os segmentos das couraças neuro- musculares cervical e toraxico. Em contrapartida cotidiana, indicaremos alguns gestos que expressam valores e verdades e emoções não verbais. Por fim, toda a ilustração verbal e escrita visa apontar expressões não verbais que o corpo socialmente construído revela tanto na rua (cotidiano) quanto na clinica, onde são trabalhados durante o processo terapêutico da vegetoterapia.
Palavras-chave: Segmento de couraça cervical e toraxica, vegeto-terapia e cotidiano.


SOMAGRAMA – UMA FERRAMENTA VIVENCIAL NO TRABALHO DE BIOENERGÉTICA FOCADA
Autor(es): FREIRE, Alzira de Souza (Zoca Freire)

RESUMO
É um trabalho de sensibilização para os pontos e estados de tensão que configuram focos de trabalho na Análise Bioenergética Focada. Confecção do desenho do corpo humano, compartilhamento das reflexões de questões existenciais e vivência do comportamento identificado no desenho.
Palavras-chave: Somagrama. Desenho do Corpo Humano. Mapa. Desenho em Bioenergética.


TRABALHANDO A PERCEPÇÃO DO CORPO E A AUTO-ESTIMA NA TERCEIRA IDADE: RELATO DE EXPERIÊNCIA
Autor(es): DECKER, Sheila Sabrina; PEREIRA, Eliane Regina

RESUMO
Este artigo apresenta o relato de experiência de estágio básico em Psicologia da Saúde Pública e Comunitária realizado em uma instituição asilar. O trabalho teve como objetivo coletar dados para o diagnóstico de uma situação problema e assim, elaborar um plano de intervenção. Foram observados vários fenômenos psicológicos, e dentre estes se escolheu como objeto de intervenção a baixa auto-estima dos idosos institucionalizados, sendo que 90% dos idosos na instituição sofriam de depressão. As estratégias de intervenção utilizadas foram dinâmicas de grupo, apresentação de filme e atividades de expressão artística fundamentadas na Arteterapia, através da música, trabalhos com argila e outros exercícios de percepção corporal; tendo como foco o tema “Fortalecimento da auto-estima”, abrangendo questões relacionadas à valorização da vida, mostrando a importância do papel do indivíduo idoso na sociedade e sensibilizando-os para a percepção do corpo como palco de uma história de vida, com suas marcas no tempo.
Palavras-chave: Arteterapia. Auto-estima. Instituição Asila.; Saúde Pública. Terceira Idade.

 


TRANSFORMANDO MITOS: A DOENÇA E A MORTE ATRAVÉS DO TEMPO
Autor(es): FREIRE, Christina

RESUMO
A autora discorre de forma breve sobre a concepção da morte ao longo da história até o momento atual e a importância na compreensão dos pensamentos sobre Vida e Morte no trabalho psicoterápico com doenças orgânicas, tanto para o terapeuta como para o paciente.
Palavras-chave: Finitude. Morte. Vida.

 


UMA CONTRIBUIÇÃO REICHIANA AO TRABALHO DE ACOMPANHAMENTO TERAPÊUTICO
Autor(es): FERRETI, Flávia

RESUMO
O trabalho de Acompanhamento Terapêutico é uma prática comumente indicada ao atendimento de pacientes graves/ e ou em situações graves, em que há uma demanda explícita para além do trabalho terapêutico realizado tradicionalmente no consultório. O presente trabalho consiste na apresentação de um estudo de caso de um acompanhamento terapêutico realizado com um homem de 44 anos que teve uma encefalite viral (pelo vírus da herpes) e sofreu seqüelas graves na área da memória recente. Trata-se de uma experiência como acompanhante terapêutico de reabilitação neurológica em que foram utilizadas técnicas corporais como recurso para aliviar o sofrimento, a dor e a angústia vivida. Assim como meio para que o indivíduo pudesse restabelecer um contato mais profundo com o seu eu biológico. Além de favorecer na construção de um vínculo de confiança potente com o terapeuta criando condições para que encontrasse algum modo de organização em si que pudesse colocá-lo funcionando na vida.

Palavras-chave: Abordagem Reichiana. Acompanhamento Terapêutico. Ressonância. Reabilitação Neurológica. Técnicas Corporais.


WILHELM REICH NO SÉCULO XXI: DE VIOLÊNCIA A GLOBALIZAÇÃO
Autor(es): ABRAHÃO, Carlos Eduardo Cantúsio 

RESUMO
A partir da obra de Wilhelm Reich o autor procura resgatar sua contribuição ao homenageá-lo no cinquentenário de sua morte (2007), observando sua pertinência no atual contexto planetário. Decorrido meio século ao início do século XXI, as “crianças do futuro”, às quais reservara com eterno carinho a possibilidade da transformação das mazelas da cultura, não se submeteram na prática à profilaxia de neuroses, conforme preconizou. O autor avalia que ainda não obtivemos êxito na empreitada de um futuro melhor para as crianças como almejava Reich, tomando por base o acirramento exponencial de distúrbios sociais e todas as demais violências do mundo globalizado – em ameaça de “convulsão febril”, que se espalham como praga, evidenciando uma terrível e ressonante peste emocional da humanidade.

Palavras-chave: Economia sexual. Globalização. Profilaxia das neuroses. Psicologia de massas. Psicologia política.