Anais 2010

Anais do Congresso Brasileiro de Psicoterapias Corporais, são coletâneas de textos enviados pelos autores que apresentaram seus trabalhos nos Congressos organizados anualmente pelo Centro Reichiano. O texto é de inteira responsabilidade de cada profissional e não expressa necessariamente a opinião dos diretores do Centro Reichiano.

Para ler os artigos é necessário ter instalado em seu computador um leitor de PDF. Se você não tiver o programa instalado em seu computador, pode fazer o download clicando no endereço: http://www.baixaki.com.br/site/dwnld71431.htm

Clique no título para abrir o PDF

MASSAGEM PARA A INTEGRAÇÃO PSICO-FÍSICA, ENERGÉTICA E ESPIRITUAL
Autor(es): ABRAHÃO, Carlos Eduardo C., SOARES, Aparecida Dias

RESUMO: Vivência fundamentada na psicologia corporal, na qual os participantes iniciam com um aquecimento bioenergético, que se segue à aplicação e recebimento de massagem de forma recíproca e em rodízio entre os participantes, concluindo-se com meditação e partilha, sob a orientação mediada pelos autores.
Palavras-chave: Exercícios de bioenergética. Massagem. Meditação. Toque terapêutico em grupo


VERDADEIRO E FALSO SELF: A PROBLEMÁTICA DE SER E DE VIVER NO MUNDO DO 007 E DA BARBIE
Autor(es): ALENCAR, Cristian Valeski

RESUMO: Ser, não ser, quem ser, essa é a questão. Quem se pode ser no mundo do fálico, no mundo do poder, da fama e do corpo perfeito? Como viver no mundo do 007 e da Barbie? O presente trabalho, com base na Análise Bioenergética, explora a problemática de ser e de viver no mundo de hoje. Procura compreender o afastamento do ser humano de sua natureza primária, de seu verdadeiro self, para viver um falso self, adaptado, se adaptando ou tentando se adaptar ao mundo externo e sofrendo por não ser quem é e por não conseguir ser quem gostaria de ser. Esse é o problema do narcisista, que abandonou sua própria natureza em busca de uma imagem. Esse é o problema do Caráter Rígido que tem origem na etapa edipiana, na fase fálica do desenvolvimento psicossexual. O trabalho explora dois tipos de Caráter Rígidos: O Fálico-Narcisista e a Histérica. Talvez os tipos de Caráter mais adaptados ao mundo atual. Um mundo que valoriza a imagem, um mundo narcisista, um mundo que se afastou da sua natureza primária, do seu verdadeiro self, um mundo dominado pelo ego.
Palavras-Chave: Fálico-Narcisista. Falso Self. Histérica. Narcisismo. Verdadeiro Self.


O TRABALHO CORPORAL EM BEBÊS
Autor(es): ALEXANDRE, Andrezza e MALGARIN, Jenifer

RESUMO: O processo de formação de couraças começa após o nascimento. Um bebê que não é adequadamente atendido em suas necessidades e/ou desejos, pode utilizar-se de contrações musculares para contê-los e conformar-se. Se essas situações, vividas como uma ameaça, forem constantes, as couraças podem tornar-se crônicas e comprometer a saúde e formação do caráter desse ser em desenvolvimento. O trabalho corporal em bebês – através de massagem – pode ajudar a fortalecer vínculos afetivos, obter desenvolvimento psicoafetivo mais saudável, reduzir riscos de patologias, flexibilizar couraças e auxiliar no processo de formação do caráter.
Palavras-chave: Bebês. Couraças. Desenvolvimento psicoafetivo. Massagem.


O CORPO NA PREPARAÇÃO PARA O PARTO: A PROFILAXIA NA GESTAÇÃO
Autor(es): ALEXANDRE, Andrezza

RESUMO: A gestação promove uma série de mudanças — emocionais, físicas, familiares e sociais — na vida da mulher. Estas, por sua vez, podem gerar ansiedades, medos, inseguranças que acabam se refletindo no corpo e dificultando o trabalho de parto. Por este motivo, a psicoprofilaxia na gestação, além de oferecer informações e apoio emocional, deve ajudar a mulher a conhecer o próprio corpo para saber identificar as próprias tensões, aprender a desfazê-las e alcançar o relaxamento e o prazer; e com isso possa encontrar os próprios recursos para trazer seus filhos ao mundo.
Palavras-chave: Corpo. Gestação. Parto. Prevenção. Psicoprofilaxia.


REICH – UM ELO ENTRE CIÊNCIA E ESPIRITUALIDADE
Autor(es): AMUD, Margareth Veltrini

RESUMO: Assistimos, desde o século passado, uma revolução no desenvolvimento do conhecimento científico a desafiar nosso entendimento, trazendo conceitos complexos como a noção de totalidade, a interconexão entre todas as coisas e a equivalência entre matéria e energia. Por outro lado, muitas tradições espiritualistas, vêm, há milênios, entendendo o mundo a partir de conceitos bastante semelhantes, tendo como base a dimensão energética da nossa realidade física. A teoria de Reich, por sua vez, entende o funcionamento biológico a partir de uma energia intrínseca à matéria, cujas características, talvez, nos permitam construir uma ponte entre essas diversas maneiras de olhar para a realidade.
Palavras-chave: Chakras. Couraças. Energia. Éter. Orgone.


CASAMENTO E A ESCOLHA DO PARCEIRO – ANÁLISE CARACTEREOLÓGICA E SISTÊMICA
Autor(es): ANDREASSA, Eloá

RESUMO: O casamento apresenta muitos correlatos com as situações vividas na primeira infância por ser um relacionamento tão íntimo em que as duas pessoas precisam confiar muito uma na outra para viver dia-a-dia todos os desafios que esta relação acende. Na escolha do parceiro entram vários ingredientes de carências vividas nas famílias de origem que são repassadas para o cônjuge com a expectativa de preenchimento de necessidades emocionais. A Psicologia Corporal ao estudar a formação do caráter nos contempla com uma visão de que, em nossa cultura, as condições para o amadurecimento psicológico são restritas, resultando em que as pessoas se tornam adultas na sua idade cronológica, mas não nas suas emoções e seus comportamentos. Quando casam levam estas  expectativas imaturas consigo exigindo de seu parceiro atitudes totalmente descabidas que só teriam coerência no contexto nas experiências infantis.
Palavras-chave: Amor. Casamento. Traços de caráter.


COACHING, BIOENERGÉTICA E BIOSSÍNTESE
Autor(es): BARRETO, Márcia

RESUMO: O coaching conhecido como “executivo” ou voltado para as questões profissionais e de carreira, é uma atividade que vem sendo, cada vez mais, difundida e transformada a partir da integração de novas técnicas e possibilidades. O coaching é uma experiência que pode ser desenvolvida com a utilização de recursos da Análise Bioenergética e Biossíntese. A proposta desse seminário é discutir como o diálogo entre coaching e os referenciais dessas escolas pode ocorrer, potencializando a experiência e os resultados. Exemplos de como essa atividade pode ser construída serão apresentados a partir do relato de casos.
Palavras-chave: Corpo. Psicologia Corporal. Reich.


CORPO, ÉTICA E RESILIÊNCIA
Autor(es): BARRETO, Márcia

RESUMO: Viver na atualidade significa transitar por vazios que podem provocar a experiência de ruptura na condição humana em suas mais profundas dimensões. O sofrimento humano, no mundo contemporâneo, apresenta desafios que precisam ser compreendidos em sua essência.  A resiliência pensada a partir do referencial reichiano e neo reichiano cria a possibilidade de um olhar que inclui também o corpo e a ética na reflexão do que pode significar o resgate do “Vivo” diante dessas quebras.
Palavras-chave: Corpo. Ética e Resiliência. Contemporâneo.


CONVERGÊNCIAS ENTRE A TÉCNICA DE F. M. ALEXANDER E A PSICOLOGIA CORPORAL: MOBILIZAÇÃO DAS COURAÇAS DESBLOQUEIO DA CRIATIVIDADE
Autor(es): BORGES, Paulo

RESUMO: A Técnica de Alexander, desenvolvida por F.M. Alexander tem por objetivo trabalhar a postura e sistema neuromuscular para que seja reestabelecida no individuo a capacidade natural de expressão corporal usada tanto por atores, músicos, quanto para pessoas comuns. As Psicoterapias Corporais têm por objetivo algo bastante similar: reestabelecer ao individuo a capacidade de expressar e reconhecer suas emoções e impulsos corporais através de trabalhos sobre os sete segmentos de couraça neuromuscular. Este artigo tem por objetivo apresentar o primeiro resultado da pesquisa sobre as convergências entre a T.A. e a Psicologia Corporal.
Palavras-chave: Couraças. Expressão. Psicologia. Reich. Técnica Alexander.


GROUNDING O ENCONTRO COM O VERDADEIRO SELF
Autor(es): CAMPOS, Priscilla de Castro

RESUMO: Parafraseando a obra “Narcisismo”, de Alexander Lowen (1993) este artigo tem o objetivo de descrever primeiramente a negação narcisista do self tanto na esfera individual quanto na esfera coletiva e brevemente apontar o grounding como caminho para a ancoragem do self no corpo, promovendo assim o encontro com a verdadeira essência, reconstruindo no corpo a mobilidade e expressão vital e proporcionando ao indivíduo o contato com as realidades mais básicas da sua existência.
Palavras-chave: Bioenergética. Corpo. Grounding. Narcisismo. Self.


APRENDIZAGEM TEÓRICO-VIVENCIAL DA PSICOLOGIA CORPORAL EM CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA
Autor(es): CARVALHO, Maria Luiza Mello

RESUMO: A abordagem psicocorporal de Wilhelm Reich e de autores pós e neorreichianos se afina com os avanços da ciência no sentido da  compreensão integrada do ser humano, da diminuição da perspectiva de cisão entre corpo e mente, e de construção de intervenções terapêuticas, sociais e educacionais que lidem com a pessoa como um todo.  Esta abordagem contribui para compreensão e atenção às demandas psicológicas e físicas da população, na psicoterapia, na pesquisa biofísica, na promoção da saúde, na educação das crianças e na ecologia. Apesar disso, as aprendizagens teórica, vivencial e prática da Psicologia Corporal raramente integram o currículo dos cursos de graduação em Psicologia, no nosso país. 
Palavras-chave: Ensino e Aprendizagem teórico-vivencial. Bioenergia Graduação. Psicologia corporal. Wilhelm Reich. 


ORIGEM DO ESPÍRITO HUMANO
Autor(es): CASTRO, Marcos Paulo

RESUMO: O caráter humano foi adquirido durante a evolução da mulher. Há mais de 50 mil anos, quando nossas antepassadas, portadoras de mãos e pés articulados desceram das árvores, assumiram a postura ereta e o bipedalismo, iniciou-se o processo evolucionário que nos conferiu aquilo que se chama de espírito humano. Com a evolução da espécie houve progressiva diminuição adaptativa do diâmetro pélvico feminino. Isso provocou estreitamento do canal do parto e encurtamento seletivo do período gestacional para poder, a cada período, acomodar o delivramento do crescente crânio ósseo que abriga nosso complexo cérebro. O recém nascido de nossa espécie passou a finalizar seu desenvolvimento neuro-sensorial fora do útero materno, em situação de completa dependência da mãe.  Foi esse íntimo contacto extra-umbilical que definiu o caráter humano que nos caracteriza e diferencia.
Palavras-chave: Caráter. Corpo. Espírito.


PAI SIMBÓLICO E REAL
Autor(es): CHIQUIERI, Ana Maria Crepaldi

RESUMO: A vivência sugere entrar em contato com a “imagem simbólica”, que é restauradora e faz parte da energia primária. A vivência proporciona essa restauração. A energia primária existe desde antes da encarnação, fazendo parte desse projeto de vida. Então, a imagem simbólica está contida na concepção. A imagem simbólica e o impulso primário são dois aspectos do mesmo conceito. A imagem simbólica precisa de energia orgânica contida no impulso primário para se encarnar. Inversamente, o impulso primário contém a imagem simbólica, que lhe confere sentido, significado e direção. Uma e outra são necessárias para todo ato criativo que se encarna. O útero é uma mãe simbólica. No nascimento, a mãe é uma pessoa para o bebê, e quando ele reclama, balbucia, ele está pedindo uma mãe simbólica, a do útero, que é o que ele conhece a princípio. Depois, aos poucos, ele reconhece sua mãe, mas vive e viverá no simbólico e no real; entre as duas imagens haverá o imaginário que supre a distância entre o simbólico e o real. 
Palavras-chave: Análise psico-orgânica. Energia restauradora. Pai simbólico e real.


MEDITAÇÕES ATIVAS E PSICOLOGIA CORPORAL
Autor(es): DE NADAL, Luciana Garbini

RESUMO: As meditações ativas são técnicas criadas pelo mestre indiano Osho que se utilizam da expressão corporal, movimentos, respiração, emissão de sons a fim de levar o praticante a entrar em contato consigo mesmo, ou seja, aumenta a consciência corporal. Essas técnicas buscam a expressão de sentimentos até então suprimidos pelo medo de entrar em contato com eles. No momento em que essa energia é liberada, o praticante consegue sentir um silêncio interior. A bioenergética de Alexander Lowen segue princípios muito parecidos. Essa técnica terapêutica trabalha com exercícios que envolvem certas posturas corporais, movimentos, respiração, expressão de sentimentos, a fim de liberar essa energia bloqueada. Com isso, o indivíduo se reconecta e se conscientiza de seu corpo. O objetivo desse artigo é fazer um paralelo entre as meditações ativas de Osho e a Psicologia Corporal, mais precisamente a bioenergética de Alexander Lowen.
Palavras-chave: Alexander Lowen. Bioenergética. Meditações ativas. Osho. Psicologia Corporal.


EU SOU NATUREZA
Autor(es): DUARTE, Simone Rockenbach

RESUMO: Os seres humanos apresentam a mesma energia que o resto da natureza, a energia Orgone. Segundo Reich cada ser vivo manifesta esta mesma energia em movimentos, formas, qualidades e quantidades diferentes. No entanto, houve um distanciamento entre humanos e natureza a ponto de o primeiro não se reconhecer enquanto integrante desta. Para que esta relação volte a uma harmonia saudável é necessário que cada pessoa olhe para sua própria relação com a natureza, para suas responsabilidades e possibilidades diante da situação atual.
Palavras-chave: Auto-regulação. Energia Orgone. Natureza. Respeito.


PAIXÃO, DESILUSÃO E AMOR
Autor(es): FRANÇA, Edson Galrão

RESUMO: No processo de desenvolvimento a pessoa passa por 3 fases – Infância, Adolescência e Fase Adulta. Estas fases são acompanhadas por processos transferenciais descritos por W. Reich no capítulo 3 do livro Análise de Caráter, tendo assim na Infância a idealização do outro, o que podemos chamar de Transferência Positiva, na Adolescência a desidealização do outro gerando uma profunda desilusão acompanhada da Transferência Negativa e no Adulto o encontro com o outro reconhecendo e aceitando suas qualidades e defeitos onde o encantamento e a desilusão caminham juntos gerando a construção do Amor Adulto.
Palavras-chave: Amor. Desilusão. Paixão. Reich. Transferência Positiva. Transferência Negativa


GESTÃO EMOCIONAL NAS EMPRESAS
Autor(es): FRANÇA, Edson Galrão

RESUMO: A partir das construções teóricas da Bioenergética e Biossíntese construí uma linguagem organizacional que permite o entendimento dos conteúdos destas linhas no dia a dia das relações de trabalho e como podemos usar as ferramentas destas escolas no tratamento das organizações e no fortalecimento das suas equipes de trabalho.
Palavras-chave: Equipes de Trabalho. Feedback. Formação de Equipes. Gestão de Pessoas. Liderança.


UM CORPO IMERSO NO INCONSCIENTE: O SIMBOLISMO ELEMENTAR DA ALIMENTAÇÃO – ACOMPANHANDO UMA HISTÓRIA CLÍNICA
Autor(es): FREITAS, Clarice

RESUMO: O objetivo deste artigo é apresentar uma história clínica, em seus aspectos relevantes, para a inclusão de uma compreensão do processo da oralidade, em que a nutrição ocupa um lugar proeminente, tanto nas verbalizações, como nas expressões corporais. No processo psicoterápico, o método utilizado foi o da livre verbalização e recorreu-se a diferentes técnicas como exercícios corporais, acupuntura, relaxamento e pontuações, nos momentos em que pareceu à terapeuta a melhor forma de ação. A compreensão teórica do caso teve como base o arquétipo da Grande Mãe, em suas diferentes polaridades, vividas pelo paciente como uma sensação de não preenchimento, da alimentação sempre acompanhada de figuras femininas, da recusa desta alimentação, das expressões nas áreas orais (boca e lábios) repetitivas, da intermediação da mãe para o acesso ao pai. Um sonho com a figura simbólica da Vaca (Mãe), anuncia o caminho da integração, através da inclusão do pai, como mediador, entre a mãe ameaçadora e a mãe nutridora.
Palavras-chave: Nutrição. Inconsciente. Grande Mãe. Acupuntura. Mediador.


A LINGUAGEM SIMBÓLICA DA DOENÇA – O CORPO REVELANDO OS CONFLITOS DA ALMA
Autor(es): FREITAS, José Fernando

RESUMO: Através de atividades teóricas e práticas iniciaremos a compreensão da Linguagem da Doença e de suas mensagens. Ao decifrá-las podemos descobrir que a origem da doença encontra-se nos conflitos emocionais infantis e familiares inconscientes. A partir daí temos a oportunidade de descobrir caminhos para a solução desses problemas. A doença será vista como nossa aliada e nos guiando para o encontro de uma vida mais saudável, digna, livre e feliz.
Palavras-chave: Corpo. Doença. Psicossomática.


A ARTE DO POMPOARISMO AUTOCONHECIMENTO, PRAZER E ALEGRIA
Autor(es): FONTANELLA, Tamaris

RESUMO: Durante toda a vida a procura pela saúde do corpo é fundamental para manter a mente e o espírito equilibrados.  A ginástica pélvica, conhecida também como pompoarismo, é um conhecimento passado de mãe para filha há milênios como forma de tornar a mulher mais feliz, melhor esposa e mãe. Neste workshop teremos um panorama rápido da ancestralidade dessa técnica, focaremos o aprendizado desvendando o mistério da sexualidade feminina com exercícios para autoconhecimento, prazer e alegria.
Palavras-chave: Ginástica Pélvica. Mulher. Pompoarismo. Prazer. Sexualidade.


“ÓCULOS” A COMPREENSÃO DA PSICOLOGIA CORPORAL SOBRE O SEGMENTO OCULAR
Autor(es): FORTES, Odailda Simões; MOREIRA, Weslley Marques

RESUMO: A proposta deste artigo é fazer uma reflexão entre o segmento ocular e alguns comportamentos característicos que ficam claros através da música “Óculos” de Herbert Vianna, que trata do discurso de um jovem que usa óculos, sua relação com este e com o mundo.    
Palavras-chave: Caracterialidade. Núcleo psicótico. Ocular. Óculos.


CADA UM DEITA NA CAMA EM QUE FAZ
Autor(es): GOMES, Wilson Mendes

RESUMO: Vivemos na forma em que somos criados e educados, pelas influências em que recebemos da cultura que estamos mergulhados. Toda nossa vida é baseada nessas experiências que muitas vezes são impostas a nós, por nossos pais e que influenciam, nossas atitudes, nossas relações com nosso amigos, família, colegas de trabalho, etc. O homem não foi criado para ser estático, mas para mudanças, influenciamos e somos influenciados a todo momento. O processo terapêutico vem contribuir para esta mudança, e você escolhe se dever ficar estagnado ou se deve “crescer” como pessoa, você faz a cama em que se deita.
Palavras-chave: Processo terapêutico. Mudança. Crescer.


DO CORPO VIVO AO CORPO DESVITALIZADO COMO O CORPO TORNOU-SE “ESCRAVO DA MENTE”
Autor(es): HANTOWER, Maya

RESUMO: O dualismo cartesiano é com freqüência entendido como um dos grandes “vilões” da cisão entre mente e corpo de que sofremos, ao que parece, cada vez mais. Estudos recentes empreendidos principal­mente nos campos da História e da Antropologia sobre o modo como se constituiu o conceito de corpo tal como o concebemos descrevem um longo processo – que o Renascimento inaugura e Descartes configura no plano das idéias − de dissociação entre corpo, alma e natureza. Esse processo também destituiu o indivíduo do poder sobre seu corpo, sedimentando o que José Ângelo Gaiarsa denomina “tradição negativa do corpo”. É nosso propósito apresentar os principais marcos dessa passagem.
Palavras-chave: Corpo. Dissecação. Dualismo. Identidade. Renascimento.


CONTATO, AMOR E MOVIMENTO
Autor(es): HENRIQUES, Antonio R. de Sousa; EISENREICH, Alessandra da Silva

RESUMO: A psicologia corporal trabalha com o contato, o amor e o movimento. Reich descobriu ao longo de seu trabalho que o caráter de uma pessoa está sedimentado em seu corpo, todas as terapias corporais estão baseadas neste conhecimento. Desde o início ele percebeu que utilizando a contração muscular, as pessoas conseguiam represar a energia vital no seu corpo e mais tarde impedia os movimentos expressivos fazendo com que cada vez mais o contato fosse diminuindo, trazendo consigo a incapacidade de amar.
Palavras-chave: Contato. Couraças Musculares. Psicologia Corporal.


REFLEXOLOGIA DAS PERNAS
Autor(es): HOGREFE, Horst; NASCIMENTO, Camila

RESUMO: A reflexologia é uma técnica específica de tratamento através de massagens nos pontos precisos localizados nos pés, com base na premissa de que as áreas reflexas dessas regiões correspondem a todas as áreas do corpo. A representação microcósmica de partes do corpo em diferentes áreas reflexas do corpo também se manifesta nas íris dos olhos, nas orelhas, nas mãos e nas pernas. Até então, acreditava-se que as zonas reflexas dos pés são mais fáceis de localizar, porque cobrem uma área maior e são mais específicas, tornando mais fácil trabalhar com elas.
Palavras-chave: Corpo. Energia. Reflexologia.


A INTERVENÇÃO DA PSICOLOGIA CORPORAL NO SERVIÇO ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA, AO ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES E SUAS FAMÍLIAS
Autor(es): LESCOWICZ, Flávia Maria; RUON, Dayane P. Rausisse

RESUMO: A violência e exploração sexual contra crianças e adolescentes vem crescendo significativamente em nosso país, e as consequências que essa violação de direitos trás é extremamente destrutiva. Sabe-se que para ela não ocorrer é necessário todo um trabalho de intervenção do sistema de garantia de direitos, mas que infelizmente, muitas vezes não consegue atingir essa proteção. Portanto quando a violação é consumada precisamos ter maneiras eficazes de tratamento, com o objetivo de minimizar ao máximo as consequências que a violação trás. E por isso pensou-se no processo da psicologia corporal como meio de intervenção para essa minimização.   
Palavras-chave: Adolescente. Criança. Desenvolvimento. Intervenção. Psicologia Corporal.


GRUPO DE CONTATO REVISITANDO OS VÍNCULOS PRIMÁRIOS
Autor(es): LIMA, Isa Wanessa Rocha

RESUMO:
A análise bioenergética contemporânea, com foco relevante na questão do vínculo e dos déficits, traz a oportunidade de formular adequações ao modelo clássico do grupo de movimento para contemplar questões tão primárias, da ordem da esquizoidia, da melancolia e do borderline. O grupo de contato traz em seu cerne a iniciativa de trabalhar, mais suavemente, a problemática do contato consigo mesmo e com o outro.

Palavras-chave: Bioenergética. Corpo. Contato. Vínculo.


EU ME VEJO EM MIM, EU TE VEJO EM TI
Autor(es): MACCARINI, Renato Moretto; TOSTA, Francisco

RESUMO: Sempre que conhecemos alguém temos uma impressão, uma sensação sobre aquela pessoa. Essa sensação pode ser boa ou ruim baseada em nossas próprias experiências, em nossas couraças, onde eu projeto nesse novo conhecido o que eu tenho ou o que me falta. Porém a partir do momento em que eu me encontro melhor comigo mesmo, mais autorregulado, posso ter uma sensação mais verdadeira de quem eu acabo de conhecer e “sentir” essa pessoa mais verdadeiramente como ela é, ou seja, se eu me conheço e sei também das minhas limitações poderei ter um encontro verdadeiro com  o outro, onde eu me mostro sinceramente e também o vejo sem filtros, esse é o verdadeiro encontro.
Palavras-chave: Autorregulação. Couraça. Encontro. Sensação.


EU SOU O ESPETÁCULO E VOCÊS, BEM OU MAL, NÃO IMPORTA, FALEM DE MIM
Autor(es): MACCARINI, Renato Moretto

RESUMO: Novas formas de comunicação – como o e-mail – vieram a ocupar a lacuna deixada pela “lentidão” dos correios e a necessidade de velocidade tornou-se cada vez mais presente. Logo os sites de relacionamento encontraram seu espaço no mundo cibernético, servindo não só como e-mail, mas também como forma de encontrar amigos e parentes há muito “esquecidos”. Depois vieram as comunidades onde pessoas com objetivos comuns encontravam-se e trocavam experiências. Nesse mundo tudo é “aberto”, qualquer um pode ver o perfil de quem quiser por causa disso o autoespetáculo teve início. Mais notadamente na última década temos assistido a um número crescente de “canais” expositivos, quer seja através de reality shows, blogs ou sites de relacionamento na internet como twitter, facebook, orkut e outros. A necessidade da autoexposição fez crescer esses canais onde a custo para ser visto beira à vulgaridade. No afã de tornar-se o espetáculo pessoas antes comuns expõem-se para deleite de curiosos famintos por algo que alimente seu desejo por comentar, discutir ou simplesmente difamar os “corajosos” indivíduos que se mostram às vezes sem pudor algum.
Palavras Chave: Ansiedade. Autoespetáculo. Autoexposição. Relacionamento Vulgar.


VIVENCIANDO A EMOÇÃO ATRAVÉS DO CORPO EM UM ESPAÇO ARTETERAPÊUTICO
Autor(es): MAGALHÃES, Carla Isaltina

RESUMO: Esta vivência tem por objetivo propiciar aos participantes que reproduzam as sensações sentidas no seu dia-a-dia causadas pela raiva, medo, alegria, tranquilidade e satisfação demonstradas através da expressão corporal e, em seguida projetadas plasticamente por meio de desenho e pintura. O nosso corpo é uma caixinha de memórias, que guarda várias consciências no decorrer de nossa vida. O processo arteterapêutico possibilita a re-construção e a re-integração da personalidade da pessoa, onde esta consegue compreender seu processo e transcender seus traumas, sensações, medos, assim, conquistando uma melhoria de vida.
Palavras-chave: Arteterapia. Corpo. Emoção. Sensações. Auto-Imagem.


TRANSFORMAÇÕES BIOPSICOSSOCIAIS NA ADOLESCÊNCIA: GRUPO TERAPÊUTICO DE DEFICIENTES VISUAIS
Autor(es): MARGHETI, Silvana da Silva

RESUMO: A adolescência é uma fase de transição no desenvolvimento entre a infância e a idade adulta, que envolvem bruscas e interligadas mudanças físicas, cognitivas e psicossociais. Tendo em vista estas mudanças foi criado um espaço de escuta, partilha de experiências com adolescentes deficientes visuais que participam da Associação de Deficientes de Orleans e Região – ADORE.  O grupo, coordenado por psicóloga objetivou oferecer suporte psicológico a estes adolescentes diante das transformações biopsicossociais, além disto procurou-se trabalhar a construção da identidade, ressaltando a visão social da deficiência; refletir sobre a sexualidade como um todo; integrar a família e proporcionar ao adolescente seu autoconhecimento, correlacionando seus interesses e as tendências ao mercado de trabalho por meio da Orientação Profissional.
Palavras-chave: Adolescência. Biopsicossociais. Deficientes. Transformações. Grupo.


VISÃO SOCIAL E CULTURAL DO HOMEM: CORPO E EMOÇÃO
Autor(es): MARGHETI, Silvana da Silva

RESUMO: A psicologia corporal percebe o homem como um todo, soma (corpo) e psique (mente). Nessa perspectiva, Reich aponta as influências corporais que as emoções exercem no homem e afirma ainda que as emoções bloqueadas, ou seja, não exteriorizadas, ocasionam as chamadas couraças. Em consonância com esta perspectiva, salienta-se a trajetória social e cultural do homem. Sendo assim, suas escolhas e decisões, bem como, seu ciclo de vida transita em meio aos padrões socioculturais e as pressões ambientais. Retomando a visão histórico-cultural do homem, percebe-se sua perspectiva evolutiva, ressaltando assim, as posturas, enfim, o processo dinâmico envolvendo suas emoções e seu corpo. Portanto, o homem está deixando a postura jurássica para uma postura mais afetiva, humana, não tão rude e mascarada. 
Palavras-chave: Corpo. Emoção. Homem. Sociocultural.


CONVERSANDO SOBRE ALEXANDER LOWEN E O DESENVOLVIMENTO DA ANÁLISE BIOENERGÉTICA
Autor(es): MELO, Cynthia

RESUMO: A Análise Bioenergética é uma abordagem psicoterapêutica muito difundida e reconhecida no mundo, muito se sabe a respeito das bases sobre as quais a abordagem é apoiada. No entanto, não é dada a mesma ênfase quando se trata da vida de Alexander Lowen. Talvez seja mais justificável falar sobre sua teoria e prática. Mas afinal, quem foi o homem que fundou a Análise Bioenergética? Quais foram os motivos que levaram Lowen a desenvolver sua abordagem da forma como aconteceu? Realizei um estudo sobre Alexander Lowen, com o intuito de ter uma visão abrangente sobre o teórico. Como são poucos os comentadores de Lowen, trata-se de uma tarefa necessária. Dessa maneira, o estudo pretende focalizar a obra de Alexander Lowen, fazendo um paralelo com sua vida. Trata-se de uma breve investigação a respeito da trajetória percorrida pelo fundador da Análise Bioenergética.
Palavras-chave: Análise Bioenergética. Corpo. Lowen.


CONTRIBUIÇÕES REICHIANAS FRENTE AOS DESAFIOS DO TRABALHO DOCENTE NA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: DE CONCEITOS INTERDISCIPLINARES ÀS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS SUSTENTÁVEIS
Autor(es): MIRANDA, Daniela Janaína Pereira

RESUMO: Perante os desafios do trabalho docente na educação ambiental, a contribuição Reichiana torna-se de grande importância para a formulação de conceitos às práticas sustentáveis, tendo por base, sua preocupação com a integração disciplinar. Para tanto, a complexidade educacional se faz da soma das partes, ou seja, a arte do ensinar e do aprender, promovida por teorias e práticas, visando atender um modelo pedagógico sustentável através de conhecimentos que estão além das carteiras escolares, e, assim, fundamentar conceitos e práticas para se refletir e compreender o “pensar e o agir” sobre o seu “fazer” cotidiano.
Palavras-chave: Conceitos sustentáveis. Educação Ambiental. Meio ambiente. Práticas pedagógicas. Reich.


ATIVIDADES PSICO-CORPORAIS APLICADAS A PORTADORES DE MÚLTIPLAS DEFICIÊNCIAS: RELATO DE EXPERIÊNCIAS
Autor(es): MORO, Giovana de Souza; JULIANI, Rita do Rocio

RESUMO: Este artigo procura relatar experiências de trabalho com pessoas que apresentam múltiplas deficiências, físicas e/ou mentais, sob o enfoque da psicologia corporal. Utilizar-se-á referências que falam do comprometimento energético que atinge o organismo como um todo e não, em especial ou unicamente, o comprometimento intelectual. Este trabalho não tem a pretensão de ser conclusivo, mas, tem um caráter investigativo que talvez possa despertar para um campo pouco explorado no campo da psicologia corporal ou mesmo das neurociências de um modo geral.
Palavras-chave: Comprometimento intelectual. Deficiências. Psicologia Corporal.


CONSTRUINDO A RESILIÊNCIA NO CORPO: EXERCÍCIOS BIOENERGÉTICOS PARA O TRATAMENTO DO TRAUMA
Autor(es): NASCIMENTO, Périsson Dantas; MOURA, Eugenice Paula

RESUMO: A vivência tem como finalidade experienciar diversos exercícios da psicoterapia corporal que são utilizados para o tratamento do Transtorno de Estresse Pós Traumético e estados de choque emocional intenso. Pesquisadores em neuropsicologia têm desenvolvido pesquisas comprovando as mudanças cerebrais e psicofisiológicas nocivas que os eventos traumáticos podem ocasionar, acarretando sintomas como: ansiedade generalizada, isolamento social, fobias, alucinações, transtornos psicossomáticos, entre outros. Levando em consideração esses aspectos, as psicoterapias corporais têm desenvolvido uma metodologia consistente, em termos teóricos e técnicos, para o tratamento desses sintomas, enfocando o grounding, a respiração e o trabalho com o músculo psoas, que geralmente encontra-se em contração crônica em decorrência do choque traumático e do colapso da resposta natural do organismo em enfrentar o estresse. Temos a intenção de realizar um grupo de movimento, demonstrando exercícios e técnicas que podem ser utilizados nas diferentes fases do tratamento dos pacientes traumatizados, com o objetivo de resgatar a pulsação que foi bloqueada pela hiperexcitação do sistema nervoso, bem como construir recursos de resiliência para a superação do trauma.
Palavras-chave: Exercícios de Bioenergética. Resiliência. Transtorno de Estresse Pós Traumático. Tratamento Psicoterápico.


TRANSTORNO DE ESTRESSE PÓS TRAUMÁTICO NA ÓTICA DA PSICOTERAPIA CORPORAL
Autor(es): NASCIMENTO, Périsson Dantas

RESUMO: Esse trabalho tem como objetivo central uma revisão de literatura sobre a compreensão diagnóstica e procedimentos específicos do tratamento do Transtorno de Estresse Pós Traumático (TEPT) numa ótica da Psicoterapia Corporal de inspiração neoreichiana, fazendo parte de uma tese de doutorado mais ampla sobre o tratamento e diagnóstico dos transtornos psicossomáticos em Análise Bioenergética. Serão abordadas, nessa apresentação, as contribuições de diversos sistemas teóricos psicoterapia corporal, numa perspectiva de diálogo e integração de conceitos e técnicas que configuram uma compreensão global do assunto.  Alterações da memória, mudanças distorcidas na fisiologia cerebral e falta de controle emocional são efeitos freqüentes do choque traumático nos seres hu manos, que dificilmente são acessados através de intervenções verbais. 
Palavras-chave: Diagnóstico e Tratamento Psicoterápicos. Psicoterapias Corporais. Transtorno de Estresse Pós Traumático.


A SENSIBILIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE NO ATENDIMENTO A PESSOA IDOSA – “UM NOVO OLHAR”
Autor(es): NERY, Maria de Nazaré Carvalho

RESUMO: O idoso sofre hoje por não existir na ponta final do Sistema de Saúde um profissional treinado especificamente para lidar com as demandas. Como sanitarista, observo que as equipes técnicas das Secretarias Municipais de Saúde precisam sensibilizar-se para um novo olhar ao atendimento da pessoa idosa a partir do seu próprio processo de envelhecer. Como especialista em Análise Bioenergética. e com vasta experiência em Saúde Pública, decidi formar pequenos grupos de Profissionais de Saúde, utilizando técnicas de grupo de movimento em bioenergética. Objetivando a sensibilização destes profissionais para o atendimento ao idoso.
Palavras-chave: Análise Bioenergética. Envelhecer. Profissionais de Saúde.


ESPIRAL DA VIDA
Autor(es): PARABONI, Josiane

RESUMO: Espiral da vida é uma meditação ativa que trabalha: a mente, o corpo, a energia, além de comportamentos que adquirimos conforme as vivências que temos desde o nascimento e de que forma isso foi assimilado e registrado em nosso inconsciente influenciando nossa identidade, comportamentos e atitudes. O trabalho é realizado através de uma mandala humana com o objetivo de vivenciar o autoconhecimento vinculado as estruturas de caráter. É o encontrar-se e ao mesmo tempo o sair de si mesmo por meio de um novo caminho construído pelos próprios desejos, sentimentos e percepções.
Palavras-chave: Autoconhecimento. Espiral. Meditação Ativa


A ANÁLISE REICHIANA SOBRE A REALIDADE ENERGÉTICA E PSICO-CORPORAL
Autor(es): PAULA, Maria Beatriz

RESUMO: A natureza da terapia psico-corporal é basicamente energética. Essa energia esta presente no corpo e no movimento afetivo do sujeito nas relações. O método de trabalho incluir esses dois movimentos: um primeiro movimento focado na distribuição do fluxo energético no corpo e sua expressão psíquica e um segundo movimento pela maneira como as relações afetivas são estabelecidas durante a vida do sujeito e no processo terapêutico.
Palavras-chave: Analise Reichiana. Corpo. Reich.


APLICAÇÃO DO PENSAMENTO FUNCIONAL ENERGÉTICO NA CLÍNICA REICHIANA
Autor(es): PAULA, Maria Beatriz

RESUMO: O Pensamento Funcional é um método de observação da natureza da realidade do micro ao macrocosmos. Durante o processo terapêutico, o método do pensamento funcional auxilia o terapeuta a observar a maneira como o sujeito estabelece suas relações com o meio ambiente na flecha do tempo em cada segmento corporal.
Palavras-chave: Corpo. Pensamento Funcional. Psicologia Corporal. Reich


NARCISISMO ENTRE O EGO E O SELF – UMA VIVÊNCIA
Autor(es): PEDROSO, Marina Ricco

RESUMO: Esse trabalho tem como objetivo levar os participantes a um contato maior com seu corpo, visando perceber as partes que estão mais ligadas à defesa (bloqueios, estases) e depois levar essa percepção à instâncias mais profundas do corpo e da alma, ou seja, o self. Para Lowen, o narcisismo nada mais é do que um corpo que não pode proporcionar ao indivíduo entrar em contato com seus próprios sentimentos. O narcisista não tem uma auto imagem que corresponda ao que ele realmente é. Se vê de forma falsa, geralmente com características de grandiosidade para compensar a falta de auto estima que esse tipo de indivíduo tem. Essa vivência pretenderá levar os participantes a uma “viagem” do ego para o self, através de técnicas corporais e outros tipos de recursos e técnicas psicológicas.
Palavras chave: Ego. Narcisismo. Self. Psicologia Corporal.


CONTEXTUALIZANDO HISTORICAMENTE WILHELM REICH
Autor(es): PILATI, Ricardo

RESUMO: No presente estudo procura-se traçar um paralelo comparativo entre o contexto histórico vivenciado por Freud e como este pode ter influenciado a natureza e condicionantes de seu trabalho na criação de uma nova área do conhecimento: a psicanálise e simetricamente a trajetória de Reich em seu contexto histórico com equivalente impacto sobre traços de sua personalidade e trajetória. Acredita-se que este exercício possa ser rico no sentido de permitir a avaliação da relevância deste fator denominado contexto histórico na época em que os escritos reichianos surgiram.
Palavras-chave: Freud. Historia da psicanálise. Reich.


CRIANÇAS VITIMIZADAS O TRABALHO CORPORAL AJUDANDO A ELABORAR TRAUMAS INFANTIS
Autor(es): PINTO, Raquel Horie

RESUMO: Crianças que experienciaram rupturas significativas na primeira infância, onde as extensões do eu e do não-eu ficaram esgarçadas, necessitam do estabelecimento de um vínculo seguro, para que através de experiências compartilhadas, a confiança básica possa emergir. O trabalho corporal pode representar um rico instrumental para o tratamento de crianças vitimizadas, onde o brincar pode ir além da finalidade interpretativa, podendo intervir objetivamente na flexibilização de um self em processo de encouraçamento.
Palavras-chave: Bioenergética. Crianças vitimizadas. Psicologia Infantil. Terapia infantil.


O JOGO DE AREIA NA CLÍNICA BIOENERGÉTICA
Autor(es): REVOREDO, Luiza

RESUMO: Criado por Dora Kalff dentro do referencial junguiano, o Jogo de Areia é a oferta de um espaço livre e protegido, onde o paciente insere no mundo a imaginação através do corpo, com o uso da areia e de miniaturas. Ao tornar os conteúdos da psique reais e visíveis favorece a convivência com os símbolos, convida à elaboração espontânea e ativa o princípio de auto-regulação. O propósito deste artigo é fundamentar o uso deste recurso na clínica bioenergética.
Palavras-chave: Caixa de areia. Clínica bioenergética. Imaginação. Jogo de areia.


“EU NÃO QUERO MAIS BATER PERNAS!” / “MAS EU QUERO!” – O IDIOMA PESSOA E A TÉCNICA DA ANÁLISE BIOENERGÉTICA
Autor(es): REVOREDO, Luiza

RESUMO: Contextualizo a técnica da Análise Bioenergética no seu campo teórico, fazendo uma leitura história desde sua criação dentro do paradigma pulsional até a inclusão do paradigma relacional. Foco a diferença entre trabalhar com caráter como estrutura e como função, numa aproximação do conceito de idioma pessoal, utilizado por Gilberto Safra.
Palavras-chave: Análise Bioenergética. Caráter. Caracterologia. Idioma pessoal. Paradigma pulsional. Paradigma relacional.


PSICOLOGIA CORPORAL E PILATES: TRABALHANDO CONTRA A ANSIEDADE
Autor(es): ROSSET, Janine

RESUMO: O objetivo deste artigo é apresentar uma proposta de tratamento que reúna em seu trabalho os aspectos da psicologia corporal e do método pilates, como forma de auxiliar a pessoa que apresenta ansiedade. Através do trabalho psicoterapêutico desenvolvido na área da psicologia corporal e, do método pilates, feito por educadores físicos ou fisioterapeutas é possível oferecer um alívio a ansiedade. O artigo visa também enfatizar a importância do processo respiratório na busca de uma vida mais saudável e equilibrada, longe de tanta ansiedade.
Palavras-chave: Ansiedade. Pilates. Psicologia Corporal.


EXPRESSANDO AS EMOÇÕES ATRAVÉS DO CORPO, DA MÚSICA E DA ARTE
Autor(es): ROSSET, Janine; MALGARIN, Jenifer

RESUMO: A expressão de emoções, sejam elas as que sentimos como agradáveis ou não, é feita pelo nosso corpo. Porém, muitas destas emoções são bloqueadas ou impedidas de ser expressas pelos mais diversos motivos. Dessa forma, a música e a arte podem ser utilizadas como facilitadores deste processo de expressão que também inclui liberação de energia, na medida em que nos permitem sair de um modelo basicamente racional, onde nosso corpo é percebido e sentido como externo a nós, tornando-se possível concretizar e experienciar as mais diversas emoções.
Palavras-chave: Autorregulação. Corpo. Musicoterapia.


OS ASPECTOS PSICOLÓGICOS DA PROFISSÃO DE MODELO SOB O OLHAR DA PSICOLOGIA CORPORAL
Autor(es): RUDA, Juliana. DIERKA, Leandro. SCHIAVAN, Marcos. SILVA, Penélope Cristina da. SPOSITO, Fabiana

RESUMO: A profissão de modelo apresenta algumas especificidades que chamaram a atenção e despertaram o interesse para a pesquisa. O mercado da moda estabelece padrões estéticos e comportamentais ao indivíduo desta profissão, para que estes os transmitam para a população. O papel do modelo de fato é transmitir por meio de sua imagem algo a ser desejado, vendido e posteriormente consumido. Desta maneira, a relevância da imagem na profissão recai sobre o corpo, que deve ser muito bem “cuidado” e está em primeiro plano nas preocupações do modelo. Todavia a questão que se coloca é que o status que o corpo tem na vida profissional dos modelos é justamente o que compromete a saúde na sua compreensão mais ampla. O corpo, neste contexto, é a imagem do ego, das exigências e expectativas sociais e assim se constrói um afastamento do verdadeiro self. Investigar quais os fatores psicológicos que perpassam a profissão do indivíduo que segue a carreira de modelo foi o objetivo do trabalho desenvolvido, buscando relacionar os preceitos da Psicologia Corporal para análise de tais fatores.
Palavras-chave: Análise Bioenergética Modelo. Profissão. Psicologia Corporal.


MEDITAÇÃO, SAÚDE E HEALING
Autor(es): SAMPAIO, Cynthia

RESUMO: A prática da meditação é reconhecida há milênios como sendo altamente benéfica tanto para a manutenção da saúde física quanto para a transformação e desenvolvimento da consciência. Hoje em dia, neurocientistas têm comprovado, através de sofisticados equipamentos, que esta prática tem influência sobre o sistema nervoso central, modificando a atividade cerebral e o metabolismo do indivíduo, provocando, inclusive, alterações estruturais em áreas do cérebro que favorecem a melhoria das funções cognitivas e emocionais da pessoa.  A metodologia do Healing sistematizada pelo professor Bob Moore trabalha no campo energético humano, que é altamente dinâmico e multidimensional, utilizando uma série de práticas meditativas que buscam integrar e harmonizar as diferentes dimensões nele contidas. A saúde do físico e o bem estar do indivíduo dependem do fluir da energia em todas as suas dimensões, sendo o conceito de saúde, aqui, fortemente ancorado no contato que cada um pode estabelecer com sua energia espiritual.    
Palavras-chave: Cérebro. Healing. Meditação. Neurociência. Saúde.


EMAGRECIMENTO, PSICOLOGIA CORPORAL E PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA
Autor(es): SILVA, Anabel de Sales

RESUMO: A obesidade e sobrepeso são alvo de preocupação na área da saúde. O comportamento das pessoas que procuram emagrecimento se mostra totalmente contrário do que as mesmas gostariam de ter, principalmente quando estas apresentam uma vontade crônica em reduzir o peso. A falta de informação acerca dos métodos milagrosos e rápidos de emagrecimento provoca uma adesão extraordinária àqueles métodos, o que resulta em distúrbios metabólicos e o chamado efeito sanfona. Alimentação saudável, exercícios físicos e intervenção terapêutica são fundamentais nos processos de emagrecimento.  Muitos são os profissionais que seguem uma linha saudável em tal acompanhamento. A intervenção da Psicologia Corporal nesses processos é fundamental. No entanto, a maioria, dos profissionais não percebe que a linguagem que utilizam carrega mensagens subliminares negativas, permitindo resultados contraproducentes.
Palavras-chave: Emagrecimento. Obesidade. Programação Neurolinguística.  Psicologia Corporal.


PSICOLOGIA CORPORAL E ESTRESSE NO AMBIENTE EMPRESARIAL
Autor(es): SILVA, Andressa Melina Becker

RESUMO: Quem nunca conheceu alguém ou se deparou com uma situação estressante? Parece-nos tão comum, é algo tão comentado que acaba gerando certa conformidade. Mas será que a resignação é coerente ao ser humano? Logicamente não. Então, gera-se outra questão: porque aceitamos o que é socialmente imposto? Com o passar dos anos a sociedade vêm exigindo cada vez mais dos seres humanos, seja na educação ou no trabalho. A concorrência exacerbada faz com que haja um estresse jamais observado. Muitas patologias são encontradas em nosso mundo devido à correria diária, a globalização e inúmeras horas que nos expomos aos elementos estressores. Esse trabalho tem por objetivo verificar a relação da Psicologia Corporal e o Estresse no ambiente empresarial, apresentando como o estresse está envolvido no ambiente empresarial, qual a influência do mesmo para o psicológico de funcionários e contratadores e ainda, como a Psicologia Corporal pode ser utilizada para reduzir esse processo.
Palavras-chave: Empresas. Estresse. Psicologia Corporal.


MEIO AMBIENTE E A OBESIDADE: UMA ANÁLISE REICHIANA SOBRE A COMPULSÃO ALIMENTAR
Autor(es): TOSTA, Francisco

RESUMO: O consumismo baseado na compulsão alimentar, que acomete muito dos indivíduos obesos, vem repensar se a obesidade pode ou não influenciar o que se chama de percepção-ambiental. Sendo assim, este estudo surge com a necessidade de se analisar a existência desta influência (obesidade e ambiente), justificando com isso, a possibilidade de novos pensamentos de âmbito interdisciplinar, seja no estudo de estratégias econômicas, de saúde, da agroecologia, psicológicas, de saúde mental, social e ambiental.   
Palavras-chave: Caráter. Compulsão. Cultura. Meio Ambiente. Obesidade.


MASSAGEM INTEGRADA LIBERTANDO EMOÇÕES, ACORDANDO PARA A VIDA
Autor(es): VERONESE, Liane

RESUMO: O trabalho visa mostrar a dinâmica da Massagem Integrada (massagem que unifica técnicas de Fisioterapia, Massoterapia e Psicologia Corporal), evidenciando a importância do toque terapêutico como meio de facilitar a expressão das emoções reprimidas, contidas no corpo. As couraças que vão sendo flexibilizadas através da massagem realizada no sentido céfalo-caudal, dão ao corpo nova mobilidade e graciosidade. O trabalho com o diafragma desperta para a vida, enquanto o grounding nutre, dá consciência, acalma e revitaliza, auxiliando o processo de autoconhecimento e crescimento pessoal.
Palavras-chave: Couraça. Desbloqueio. Massagem. Mobilidade tecidual. Psicología Corporal. Terapia manual.


O TRABALHO PSICO-CORPORAL COM CASAL, FAMÍLIA E GRUPOS
Autor(es): VOLPI, José Henrique

RESUMO: O corpo se comunica por meio de gestos, posturas, tom de voz, etc. Portanto, é imprescindível conhecer essa linguagem para que possamos desenvolver um bom projeto terapêutico. Realizar um trabalho psico-corporal com casal, família e grupos é extremamente motivador, mas requer alguns cuidados. A proposta deste seminário é abordar alguns tópicos importantes que devem ser levados em conta na construção de um projeto terapêutico, bem como demonstrar algumas técnicas que podem ser usadas como recurso psicoterápico.
Palavras-chave: Análise Reichiana. Campos energéticos. Terapia de Casal. Dinâmica de Grupo. Reich.


COMPREENSÃO REICHIANA DO CÂNCER COMO EXPRESSÃO SOMÁTICA DA NEUROSE
Autor(es): VOLPI, José Henrique; NACCARATO, Angela Maria Elizabeth Piccolotto

RESUMO: É certo que há uma variedade de fatores que contribuem para a manifestação do câncer, mas dentre eles, não podemos deixar de lado os emocionais, que além de influenciar na sua manifestação, também afetam a qualidade de vida do paciente e de seus familiares. Contrapondo-se à visão mecanicista que encara o câncer apenas como um tumor que precisa ser extirpado, abordaremos os aspectos emocionais envolvidos no processo da somatização dessa doença no corpo humano, bem como a qualidade de vida que precisa também ser considerada.
Palavras-chave: Análise Reichiana. Câncer. Corpo. Couraça. Psicologia Corporal. Reich.


O ESPECTRO DO CRESCIMENTO CONTATO, COMUNICAÇÃO, INDEPENDÊNCIA, PRODUTIVIDADE, AUTONOMIA, IDENTIDADE
Autor(es): VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: Corpo e mente, conectados, são vistos na Psicologia Corporal sob o prisma do fluxo energético que lhes perpassa. Da concepção à formação do caráter, corpo, mente e energia dão o tom e a direção de um enraizamento que nos guia desde o contato – conosco mesmos, com o mundo ao nosso redor, com outras pessoas, com a natureza… – até o estabelecimento de uma identidade única (do ponto de vista de sua peculiaridade) e múltipla (considerando-se suas variadas facetas). Neste artigo, são apresentadas as etapas do desenvolvimento psicoemocional, as quais se fazem presentes nos primeiros anos de vida e se reproduzem no processo psicoterápico, direcionando o cliente à conquista de si mesmo, de suas emoções, de sua expressividade e vitalidade.
Palavras-chave: Corpo. Desenvolvimento psicoemocional. Psicologia Corporal.


O VOO ÀS AVESSAS DO GOOFUS BIRD: A MODERNIDADE SEM RAÍZES E O CONTROLE DA SEXUALIDADE NA EXPERIÊNCIA BURGUESA
Autor(es): VOLPI, Sandra Mara D.; MARIANI, Sérgio Luiz Soares

RESUMO: Ao invés de promover uma identidade enraizada em valores naturais, como os existentes no próprio corpo, a experiência burguesa  moderna  tornou  recorrentes não apenas sensações como também atitudes antagônicas e ambivalentes. Em outras palavras: a experiência burguesa moderna acabou originando uma ambitendência que mantém mulheres e homens  presos, a um  só tempo, à necessidade de segurança e à premência de libertação; homens e mulheres agrilhoados tanto à necessidade de poder – e consequentemente ao risco da solidão – quanto ao medo da incapacidade e da dependência. O presente estudo pretende alçar voo à maneira do Goofus bird – o pássaro mitológico descrito pelo escritor argentino Jorge Luis Borges – que  voa para  trás, uma vez que lhe interessa mais a sua origem do que o seu destino. Evidentemente, não pretendemos desconsiderar as características do nosso presente ou negar análise às possibilidades do nosso futuro. Ao contrário. Este artigo considera, simultaneamente, a experiência burguesa que nos precedeu e aquela que em seguida se instituiu, ambas envolvendo o  controle  da sexualidade como um dispositivo do poder.
Palavras-chave: Análise histórica. Controle da sexualidade. Experiência Burguesa. Narcisismo.


O PRAZER ALEM DO ORGASMO: KAMA SUTRA E A PSICOLOGIA CORPORAL
Autor(es): WEIDMANN, Rafaela; SCHIGUNOV, Vanessa

RESUMO: No senso comum o Kama Sutra se refere apenas a posições amorosas e outras maneiras de atingir o prazer sexual, porém ao analisarmos nos damos conta de se tratar de um livro sobre a arte de viver que aborda diversos aspectos da vida humana: como relacionar-se com outras pessoas, agir e se comportar em diferentes circunstâncias, fazer amigos, e outros. Já o orgasmo, pode ser definido como o mais alto grau de excitação sexual, portanto, o prazer físico que o ser humano pode experimentar. Reich expande o conceito de orgasmo para o de potência orgástica que representa a possibilidade de entrega e expansão na vida, nos processos vitais e nas relações interpessoais. Nesse sentido esse trabalho pretende apresentar um pouco da relação entre o Kama Sutra e a Psicologia Corporal
Palavras-chave: Kama Sutra. Orgasmo. Potência Orgástica. Reich


TERAPIA CORPORAL E ARTETERAPIA – UMA EXPERIÊNCIA NUM PROJETO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIO
Autor(es): WOSIACK, Raquel Maria Rossi; BECKER JUNIOR, Benno; PUFFAL, Diana Celina

RESUMO: Este estudo buscou investigar se a terapia corporal coligada a arteterapia desenvolvida com crianças e adolescentes em situação de risco participantes de um projeto de extensão de um centro universitário na cidade de Novo Hamburgo (RS) poderia levar a compreensão e superação de conflitos, estimulando o desenvolvimento da resiliência. A população participante deste estudo foi de 292 crianças e adolescentes em situação de risco, com idades variando de 7 a 16 anos. O estudo constituiu-se de uma pesquisa quase-experimental, longitudinal de corte qualitativo. Melhoras foram percebidas em toda população estudada em ambos os grupos (experimental e controle). Oitenta por cento das escolas envolvidas foram afetadas positivamente pelas atividades propostas, ou seja, reduziram as queixas sobre as dificuldades apresentadas pelas crianças e adolescentes.
Palavras-chave: Resiliência. Terapia corporal. Arteterapia. Projeto de extensão.