Monografias

A partir de 2012, a proposta do Centro Reichiano foi para que os alunos da Especialização em Psicologia Corporal apresentassem suas monografias em forma de Comunicação Oral nos congressos que organizamos anualmente, e transformassem suas monografias em artigos, os quais você poderá conferir no link Anais dos Congressos.

Para ler as monografias e teses é necessário ter instalado em seu computador um leitor de PDF. Se você não tiver o programa instalado em seu computador, pode fazer o download clicando no endereço abaixo: http://www.baixaki.com.br/site/dwnld71431.htm

Se desejar publicar aqui seu trabalho – Artigo, Monografia ou Tese, envie-nos por e-mail para avaliação.


2011

Psicossomática reichiana: entendendo a teoria à luz do paradigma quântico
Autor: AMUD, Margareth Veltrini

RESUMO
Por todos os tempos a doença tem sido objeto de interesse e preocupação, e seu entendimento, no decorrer da história, sempre foi influenciado pela cultura e pelo conhecimento científico de cada época. Buscando entendê-la, a Psicossomática, que teve seu desenvolvimento estreitamente vinculado à Medicina, trilha hoje um caminho próprio, compondo-se de diversas teorias, dentre elas a teoria Reichiana que, apesar de pouco conhecida, mostra-se de uma atualidade surpreendente, podendo ser entendida à luz dos mais recentes conhecimentos científicos.
Palavras-chave: Ciência. Doença. Energia. Psicossomática. Reich.


Depressão, o contraste do prazer na visão da Psicologia Corporal
Autor: GORGES, Giselle


RESUMO
É no olhar, no sorriso, nas expressão corporal que se vê uma pessoa deprimida. Um deprimido não tem vida, não tem energia para superar e enfrentar os obstáculos que a vida impõe. É um ser que vive por viver, que não sente prazer. Na visão da Bioenergética criada por Alexander Lowen o corpo deprime porque o ser humano está ausente de suas emoções.
Palavras-chave: Corpo. Depressão. Energia. Prazer. Sentimento.


Cor e saúde: o efeito das cores nas somatopsicopatologias
Autor: HOGREFE, Horst

RESUMO
Nesta monografia pretendo apresentar as cores e a sua utilização como terapia complementar convergente no tratamento das somatopsicopatólogias, na ótica da Psicologia Corporal Reichiana. Penso que saúde se entende como um estado energético harmônico entre corpo, mente e psique, sendo que, é a energia a 
responsável primeira pela saúde ou pelas doenças, isto é, antes de haver uma doença física, temos uma doença a nível energético. A intenção é mostrar neste trabalho a relação das cores com a energia do corpo humano, pois cores significam diferentes comprimentos e frequências de ondas, emitidas por uma fonte qualquer, especialmente o Sol e as estrelas. A energia num corpo saudável flui livremente, nutrindo energeticamente as células do organismo de forma que não haja excessos nem carência desta. As plantas captam a energia solar através da fotossíntese e a armazenam em cadeias de glicose. Os animais, incluindo o ser humano só conseguem captar uma parte da energia que necessita, diretamente, através da respiração e exposição direta à fonte de luz, por cromóforos. Assim, desenvolveu um complexo sistema digestório para absorver os elementos químicos formadores do corpo, como também, captar a energia necessária para mantê-lo vivo e saudável, a qual chamamos na Psicologia Corporal de Orgônio.
Palavras-chave: Cores. Fisiologia. Orgônio. Psicologia Corporal. Saúde.


Bioenergética e meditação aplicadas no controle da ansiedade em dependentes de substâncias psicoativas
Autor: PATITUCCI, Daniel

RESUMO
Os estudos acerca dos programas destinados à prevenção de recaída de pacientes dependentes de substâncias psicoativas tem sido um tema cada vez mais abordado por diversos autores de diferentes especialidades. A importância dessas pesquisas se deve pelo crescente número de usuários a cada dia e por toda complexidade em torno da problemática em questão.
Palavras-chave: Ansiedade. Bioenergética. Fissura. Meditação. Prevenção de Recaída.


Interação familiar na anorexia nervosa: contribuições da Psicologia Corporal
Autor: ROSSET, Janine

RESUMO
A Anorexia Nervosa é o transtorno alimentar mais preocupante na atualidade. Marcada por comportamentos de restrição alimentar, distorção na imagem corporal e alterações na menstruação, a anorexia não pode ser vista como fator isolado do contexto familiar ao qual ela surge. A Psicologia Corporal, que compreende o ser humano como uma unidade de energia e trabalha em conjunto o corpo e a mente, permite uma reflexão acerca do desenvolvimento infantil, traços de caráter e possibilidades de intervenção terapêutica em casos de anorexia. Desta forma, o presente trabalho procurou identificar sob o olhar desta abordagem, características comuns de interação familiar neste transtorno. Para isso utilizou-se a pesquisa bibliográfica de cunho qualitativa, pois permite examinar um tema sob novo enfoque ou abordagem. De acordo com a discussão das informações constatadas fica evidenciada a importância da família com um fator, entre tantos outros, que pode contribuir no desencadeamento ou manutenção deste transtorno e peça chave na recuperação, demonstrando a necessidade em considerar este aspecto na intervenção terapêutica.
Palavras-chave: Anorexia Nervosa. Interação Familiar. Psicologia Corporal.


A arte do tocar para a cura da depressão sob a perspectiva da Psicologia Corporal
Autor: SEUBERT, Fabiano

RESUMO
O presente trabalho tem como foco a Massoterapia e a maneira como possibilita ao sujeito vir a ter prazer através de seu corpo, bem como auxilia na depressão, pela compreensão da Psicologia Corporal. A depressão tem como fundo um traço oral gerado por traumas logo após o nascimento indo até um ano e meio. O sujeito depressivo tem como característica a falta de prazer, que se constitui pela falta de acolhimento para as suas necessidades. A Massoterapia se demonstra como uma terapia complementar à psicoterapia por dar sentido e sensação ao corpo do depressivo.
Palavras-chave: Análise Bioenergética. Depressão. Massoterapia. Psicologia Corporal.


Estilo de vida: da saúde ao adoecimento na perspectiva da Psicologia Corporal
Autor: SILVA, Glaucelly Di Paula Fernandes

RESUMO
Com base nos estudos da Psicologia Corporal, este trabalho propõe-se a estudar a relação entre estilo de vida – social, emocional e cultural – e a saúde dos seres humanos. Serão explorados aspectos da dinâmica e influência mútua entre corpo e mente com base em Navarro, Reich, Lowen, Meneghetti, que fundamentam a ideia de saúde como um estado de autorregulação possível de se alcançar através de um processo de autoconhecimento e hábitos saudáveis, sendo cada sujeito protagonista de sua histórica, desde sua forma de se alimentar, seus padrões de resposta emocionais, etc.
Palavras-chave: Caráter. Saúde. Sociedade. Somatização.


Influência da Análise Bioenergética para redução de estresse em motoristas de ônibus
Autor: SILVA, Andressa Melina Becker

RESUMO
A Análise Bioenergética trabalha principalmente com o centramento do indivíduo, sua proximidade com o self e um livre fluxo de energia para obter saúde vibrante. Utiliza para tanto uma parte analítica e exercícios corporais.
Palavras-chave: Bioenergética. Estresse. Psicoterapia Corporal.


O impacto das emoções nas organizações: um olhar da Psicologia Corporal
Autor: SILVA, Juliana Serra Gomes

RESUMO
Este trabalho teve o objetivo de fazer uma discussão sobre como as emoções podem vir a afetar o ambiente de trabalho nas organizações. Para isso realizou-se uma pesquisa teórica correlacional. Apresentaram-se as mudanças mais significativas que ocorreram nos últimos dois séculos no mundo organizacional e como estas afetaram os trabalhadores, bem como a emocionalidade predominante em cada época e as suas consequências.
Palavras-chave: Comunicação. Emoções. Psicoterapia Corporal. Psicologia Organizacional.


Pedagogia Corporal: o corpo como facilitador de aprendizagens
Autor: THIELE, Cassiana Egg

RESUMO
Atualmente, nos ambientes escolares, professores encontram em suas salas de aula um grande número de crianças e adolescentes que não se apropriaram adequadamente de seu corpo, sensações e percepções, apresentando dificuldades de alfabetização, leitura, escrita e raciocínio lógico-matemático. As dificuldades de aprendizagem apresentadas pelos alunos são geradoras de um índice alto de reprovações no final do ano, provocando o fracaso escolar.
Palavras-chave: Aprendizagem. Corpo. Desenvolvimento infantil. Dificuldades de aprendizagem.


2010

Casamento e a escolha do parceiro – análise caractereológica e sistêmica
Autor: ANDREASSA, Eloá

RESUMO
O relacionamento de casal proporciona as experiências mais belas, mas também as mais desafiadoras dentro dos relacionamentos humanos. Lidar com as carências mais profundas um do outro enquanto, ao mesmo tempo, se aprende a conhecer melhor a si mesmo, faz do relacionamento de casal uma aventura compartilhada e intensa na busca de amadurecimento pessoal e criação de uma relação duradoura e feliz. Compreender o que cada um busca no parceiro, as expectativas, as decepções, as carências é muito mais do que buscar o amor. Este, o amor, muitas vezes vem disfarçado, esmagado, escondido, procurando aflorar entre as tramas emocionais criadas pela falta de amadurecimento e pelas defesas construídas para sobreviver. O destino do amor tem caminhos tortuosos e que ao mesmo tempo são irresistíveis, provindo de uma força que atrai uma pessoa para outra sem explicação aparente. Mas amar é muito mais que fugir das neuroses e talvez o maior anseio humano. Compreender o que liga as pessoas, se o amor ou a neurose é a proposta deste trabalho, analisando as estruturas de caráter dentro da ótica da Psicologia Corporal, e observando quanto estas relações são sistêmicas, através dos efeitos da imaturidade no encontro amoroso, que justamente torna as relações tão (im)perfeitas.
Palavras-chave: Análise do Caráter. Casamento. Visão Sistêmica.


Moradores em situação de rua. Uma leitura segundo a Psicologia Corporal
Autor: ENGEL, Alberto

RESUMO
O presente estudo teve como objetivo identificar os fatores corporais e psicossociais implicados na vida de um morador de rua na cidade de Lages no Estado de Santa Catarina. Trata-se de um estudo qualitativo de natureza descritiva. A pesquisa teve sua abordagem teórica à luz da psicologia corporal. A amostra da pesquisa foi efetuada com a participação de 08 pessoas em situação de rua. Para a coleta de dados foram utilizados roteiros de entrevistas, com 16 perguntas que contemplaram questões relacionadas aos fatores psicossociais e sócio-histórico relacionados ao objetivo da pesquisa. O contato com os participantes da pesquisa foi efetuado em três etapas, nas ruas e praças do município. Quanto à coleta de dados, foi realizada através de um acompanhamento da vida e da rotina das pessoas em situação de rua com o intuito de criar um vínculo com os sujeitos, proporcionando fidedignidade nas respostas. Constatou-se que o principal motivo, que levou os sujeitos a viver em situação de rua é o consumo de drogas associado a desestrutura psicológica. Os motivos que implicam na permanência dos mesmos nesta condição é a rede formada pelos próprios moradores de rua, além da forte dependência química e da falta de uma rede de apoio psicossocial. A relevância social e científica da pesquisa é compreender a realidade dos moradores de rua e sua condição de vida, o que determinou tal escolha do tema e os fatores que mantém e alimentam esta situação, afim de contribuir com a Teoria Reichiana e instrumentalizar os profissionais da área da saúde a criar políticas públicas coerentes com os valores subjetivos dos sujeitos em questão.
Palavras-chave: Couraças. Morador de Rua. Psicologia. Sociedade.


Compreendendo a prevenção de neuroses a partir da concepção
Autor: FERNANDES, Gisele Jacinta Rodrigues Calegari

RESUMO
Esta pesquisa busca mostrar um pouco da trajetória da Psicologia Corporal, com o intuito de reunir dados teóricos que embasem nosso objetivo principal nesse trabalho, que é mostrar como a Psicologia Corporal pode contribuir na prevenção de neuroses a partir da concepção. Sabe-se que atualmente existe um alto índice de pessoas com conflitos emocionais, conflitos esses que se apresentam também no corpo por meio de psicossomatizações. Conhecer as etapas do desenvolvimento emocional, e sua relação com a caracterologia pós-reichiana pode contribuir muito para que possamos gerar e criar nossos filhos de maneira mais saudável. São conhecimentos complexos, que trazem medidas simples, porém valiosas, para a manutenção da saúde da família e da sociedade.
Palavras-chave: Gestação. Psicologia Corporal. Neurose. Caráter. Prevenção.


Autorregulação através da Psicologia Corporal
Autor: HENRIQUES, Antonio Roberto de Sousa

RESUMO
Segundo Reich, a autorregulação do organismo seria o caminho para a genitalidade, uma forma de diminuir os processos neuróticos na transformação do indivíduo. Seu trabalho clínico visava alcançar o Reflexo do Orgasmo e a Potência Orgástica em seus pacientes. Atingido este objetivo (potência orgástica), o individuo já teria condições de se manter em um nível menos neurótico. Através dessa perspectiva teórico-clínica ele passa a aprofundar suas pesquisas no campo da relação entre o psiquismo e as correntes vegetativas biológicas.
Palavras-chave: Autorregulação. Potência Orgástica. Reflexo do Orgasmo.


Transtorno do pânico: reações corporais e seu significado emocional
Autor: MONTANHER, Maria Aparecida

RESUMO
Este trabalho fala sobre o transtorno do pânico e suas reações corporais e psíquicas, como também sua descoberta entre os diversos transtornos de ansiedade, através de seus sintomas específicos. Sendo que agorafobia é uma ansiedade que acompanha este transtorno e ao mesmo tempo é gerada por ele. O enfoque tanto teórico como da prática, será em relação à psicologia corporal e através desta, buscar a causa emocional das reações tão comuns e incompreendidas pelos portadores desta patologia, bem como o sofrimento e limitações provocados aos portadores deste transtorno.
Palavras-chave: Pânico. Agorafobia. Psicologia Corporal. Reich. Vegetoterapia.


A depressão sob a ótica da Psicologia Corporal
Autor: OLIVEIRA, Mariana Bastos

RESUMO
Os índices epidemiológicos da depressão em suas múltiplas formas vêm aumentando gradualmente. A questão da perda da fé, dos objetivos de vida e da energia é presente nos novos tempos. Entrar em contato com o próprio corpo e com os próprios sentimentos é questão primordial na sociedade contemporânea que não tem tempo para nada. A questão da amamentação e do contato energético com a mãe é uma das bases psico-afetivas para a prevenção da depressão nos indivíduos.
Palavras-chave: Depressão. Psicoterapia Corporal. Reich.


Análise Bioenergética para além do Yoga: saúde integral rumo à espiritualidade
Autor: PEREIRA, Christiano de Oliveira

RESUMO
Os conceitos da teoria reichiana, quando propõem uma evolução do homem rumo ao caráter genital, e da Análise Bioenergética, quando define como objetivo terapêutico a integração entre a mente e o corpo – através da mobilização energética corporal -, em muito se assemelham à filosofia milenar do Yoga, sobretudo quando resgatamos os conceitos de saúde e espiritualidade vinculados ao aumento da consciência e da integração entre corpo, mente, emoção e espírito. entretanto, acreditamos na Bioenergética como um método psicoterapêutico para além do Yoga, uma vez que inclui, no seu repertório de técnicas, o método analítico.
Palavras-chave: Bioenergética. Espiritualidade. Respiração. Yoga.


A integração psíquica através da Psicologia Corporal e da Psicologia Analítica
Autor: TESTA, Ana Luísa

RESUMO
Neste trabalho coloco uma parte daquilo que envolve minha própria identidade enquanto psicoterapeuta. A psicologia analítica e a psicologia corporal a meu ver possuem imensas congruências e é como se ambas tivessem um olhar muito parecido sobre o que é o ser humano. Suas diferenças residem que enquanto uma olhou o homem de uma forma mais concreta e incluiu o corpo no processo psicoterapêutico a outra olhou através do lado simbólico e mais obscuro do inconsciente e é com essas duas visões que o tema da integração psíquica é discutido durante o texto.
Palavras-chave: Psicologia Analítica. Psicologia Corporal. Wilhelm Reich.


A massagem como agente facilitador da expressão das emoções encouraçadas
Autor: VERONESE, Liane

RESUMO
O presente trabalho visa analisar e discutir sobre a massagem terapêutica e sua influência na facilitação da expressão de emoções retesadas nas couraças psíquica e muscular descritas por Reich. Através da consciência corporal e do toque terapêutico questiona se o toque através da massagem pode ajudar na recuperação do tônus normal do corpo (eutonia), mesmo que o paciente não tenha consciência da relação entre o físico, emocional e mental e o como o terapeuta corporal pode influenciar na aquisição desta consciência pela integração nas intervenções verbal e não-verbal.
Palavras-chave: Consciência. Corpo. Couraça. Massagem. Psicologia Corporal. Wilhelm Reich.


Saúde mental do trabalhador: a Bioenergética como proposta de intervenção
Autor: WEBER, Henrique Alexandre Pereira

RESUMO
Este trabalho procura mostrar que a Bioenergética é um adequado instrumento de intervenção para a promoção, a prevenção e a recuperação da saúde do trabalhador. Assim, parte-se da Economia Sexual de Reich (1922) para entender a formação da neurose, e da Psicologia Formativa de Keleman (1992) para elucidar a forma que o estresse afeta o organismo do trabalhador e seus mecanismos de defesa diante da agressão. Entendendo a forma como o corpo adoece, o trabalhador pode escolher exercícios bioenergéticos para agir em seu corpo agredido e manter-se frente à ambiguidade existente entre fugir ou permanecer em meio a agressão. Assim, é importante mostrar que existe nexo causal entre o estresse de fábrica (modos de gestão, processo e condições de trabalho) e doença ocupacional, invalidez, acidentes e morte no trabalho. Diante disto, pode-se dizer que a Bioenergética tem um grande potencial para agir nestes problemas. Para dar conta desta proposta, faz-se uma discussão sobre saúde do trabalhador e a rede de proteção do SUS; faz-se uma leitura das condições psicossociais encontradas na fábrica, basicamente sob o modo de produção taylorista; apresenta-se as abordagens das psicologias reichianas como um paradigma diferente do modelo biomédico para entender a formação da doença ocupacional; aponta-se elementos importantes para uma intervenção na fábrica com os instrumentos da Bioenergética; e, faz-se uma discussão crítica abordando todos estes elementos.
Palavras-Chave: Bioenergética. Doença Ocupacional. Estresse. Saúde. Trabalhador.


2009

As organizações, a sociedade atual e os tipos de caráter descritos pela Bioenergética: inter-relações e intersecções
Autor: BILOBRAN, Juliane

RESUMO
O presente trabalho tem por objetivo discutir a sociedade atual, com suas contradições e dificuldades, sob a ótica da Psicologia Corporal. O capitalismo, as relações de poder, as redes de controle em massa, o narcisismo e a mecanização do trabalho são aspectos citados e comentados no texto, tomando-se por viés de análise principal a Bioenergética.
Palavras-chave: Caráter. Modernidade. Trabalho


Mentes e corpos agressivos: uma visão da Psicologia Corporal
Autor: CARDOZO, Aline

RESUMO
O objetivo desta pesquisa é compreender da onde vem tanta agressividade quem vem sido exposta pelas pessoas em atos que acabam em tragédias. O que leva alguém matar um ser humano por dinheiro? O que leva pais a maltratar seus próprios filhos? Adolescentes estragam seu futuro agredindo outro mais fraco acabando com a vida ou levando a invalidez. Notícias sobre assassinatos, maus-tratos e abuso sexual acontecem diariamente na mídia provocando sérios questionamentos. Neste trabalho irei expor o que é a agressividade e suas possíveis causas, fazendo uma leitura dessa situação sob a perspectiva da Psicologia corporal.
Palavras-chave: Agressividade. Peste emocional. Vegetoterapia caracteroanalítica.


Olfato: Uma sensação mágica compreendida sob o prisma da Psicologia Corporal
Autor: CARDOZO, Maria Salete Mueller

RESUMO
Neste estudo apresento o olfato, um dos sentidos de extrema importância, mostrando que o ser humano deve ser tratado em sua totalidade, mental, emocional e espiritual. Nosso corpo é Energia onde a vida se expressa. A essência do vivo é funcionar, isto é, investigar o vivo enquanto força natural, aprende-lo e protege-lo. Para restabelecer o equilíbrio, ativar e restaurar as energia naturais do ser humano, a proposta é a consciencização de que só percebemos se sentimos, que a sensação está no nosso corpo. é isso que vai configurar em nossa vida.
Palavras-chave: Energia. Olfato. Reich. Sensação.


Reich, Lowen, Jung e o transcendente  

Autor: CORRÊA, Isabela Siegel

RESUMO
Esta monografia buscou investigar de que forma Reich e Lowen, os principais autores da Psicologia Corporal abordaram o tema da espiritualidade e da busca do transcendente na sua obra. O principal objetivo desta pesquisa foi fazer um levantamento sobre o que já havia sido falado sobre a espiritualidade dentro da Psicologia Corporal, na visão desses autores, assim como fazer um contraponto destas visões sobre a espiritualidade em relação à posição de Jung.
Palavras-chave: Jung. Lowen. Reich.


A agressividade infantil sob o prisma da Psicologia Corporal
Autor: CRISTOFOLINI, Glória Maria Alves Ferreira

RESUMO
A necessidade deste trabalho decorre da possibilidade de aprofundar os estudos sobre a agressividade humana que tanto preocupa a sociedade atual. O mundo está imerso na violência e é preciso buscar os mais variados meios de minimizar esta situação. A agressividade é fruto de um contexto histórico-social em que antagonismos e contradições estruturais precisam ser considerados na tentativa de compreensão e solução desse fenômeno. A psicologia corporal, como uma abordagem humanista, nos traz possibilidades de revermos comportamentos agressivos manifestados nos indivíduos de vários aspectos caracteriais, principalmente os do tipo oral. O indivíduo cujos traços de caráter são tidos como oral, é caracterizado pela falta de satisfação de suas necessidades fisiológicas e afetivas durante o período de desenvolvimento psico-afetivo de incorporação. Como conseqüência, um dos padrões de comportamento observados é a agressividade, um assunto bastante amplo, mas que apresenta suas raízes desde o início em que se estabelecem as primeiras relações da criança com o mundo que a cerca.
Palavras-chave: Agressividade. Corpo. Criança. Emoção. Raiva. Violência.


Prevenção de couraças em crianças
Autor: DREWS, Angela Maris Kowalski

RESUMO
Esta monografia objetiva apresentar uma proposta para prevenir couraças em crianças, associada ao trabalho com os pais. Está norteada por pressupostos reichianos, tratando-se de um trabalho de cunho educativo e preventivo. Para o desenvolvimento do tema, propõe abordar as necessidades mínimas das crianças baseando-se no estudo de dois especialistas em desenvolvimento infantil, Bazelton e Greenspan.
Palavras-chave: Couraça. Crianças. Prevenção. Psicologia Corporal.


O resgate da energia do sagrado feminino: pulsação energética dos arquétipos das deusas do século XXI
Autor: FONTANELLA, Tamaris de Campos

RESUMO
Há um mundo novo de possibilidades para a energia feminina em nossa sociedade. Já há algum tempo percebemos que as mulheres não precisam se restringir a ser somente uma “prenda do lar”. Atualmente podem ter acesso à carreira escolhida ao mesmo tempo em que são filhas, esposas e mães e, no momento, perguntam-se como manter todas essas atividades sem correr o risco de perder o equilíbrio, sem perder a conexão com o próprio self.
Palavras-chave: Arquétipos. Autorregulação. Caracterologia pós-reichiana. Energia. Pulsação. Sagrado feminino.


Profissionais de enfermagem e a morte de pacientes na Unidade de Terapia Intensiva: uma visão da Análise Bioenergética
Autor: PEPES, Lucimara

RESUMO
Para os profissionais de enfermagem que são educados para cuidar da vida, a morte se torna uma grande vilã. A presente pesquisa elucidou as percepções que os profissionais de enfermagem têm de seus sentimentos diante da morte de pacientes na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na visão da Psicologia Corporal, por meio da Análise Bioenergética, de Alexander Lowen.
Palavras-chave: Análise Bioenergética. Enfermagem. Morte de pacientes.


Clínica com gestantes: Foco na prevenção psico-corporal para o parto
Autor: PEREIRA, Mary Annie

RESUMO
A partir do pressuposto de Wilhelm Reich sobre a origem do sofrimento e das psicopatologias humanas, resultados de práticas nocivas nas fases iniciais da vida, este trabalho aborda a psicoprofilaxia com gestantes conferindo especial atenção à psicologia Corporal com foco na preparação psico-corporal para o parto. A proposta deste trabalho foi desenvolver um processo psicoterapêutico baseado no modelo da vegetoterapia e momento do parto consciente.
Palavras-chave: Gestantes. Psicologia. Psicologia Corporal. Psicoprofilaxia.