Terceiro Dia

DIA 02/06/2018 – SÁBADO
09:00h – 09:30h Grupo de Movimento – Engenheiros do Corpo. Alunos do Centro Reichiano
09:30h – 10:45h

PALESTRA – 4

La vergüenza y su importancia en la Psicoterapia Corporal. Fabian Llanos/Argentina
La vergüenza puede transformarse en una emoción sumamente dolorosa, debido a que se sustenta en la autocrítica negativa de la “expresión” y del “ser” del individuo, pudiendo llegar a concebirse como indigno de ser amado. Así surge la raíz tanto de la crítica interna como del perfeccionismo del sujeto, desplegándose de forma entrelazada y escondida con otras emociones como la ira, y el miedo. En tanto emoción, es una reacción fisiológica no consciente, mediada por el sistema nervioso autónomo, que de ser crónica puede configurarse como fuerza patógena en el desarrollo y el mantenimiento de varios desordenes clínicos como depresión, trastornos alimenticios, desordenes de la personalidad, fobias y adicciones.
10:45h – 11:15h Intervalo para cafezinho, Apresentação dos Pôsteres e Beco dos Autógrafos
11:15h – 12:30h

PALESTRA – 5

Burnout: queima o corpo, queima a alma! Esdras Guerreiro Vasconcelos/SP
Até os anos 90 o estudo dos efeitos deletérios do stress foram amplamente investigados. Atualmente é importante que estudemos a falha dos mecanismos de coping que geram o Burnout, o qual desponta como sendo a “doença de stress” mais frequente. A Neurociência e a Psiconeuroendocrinoimunologia oferecem premissas mais pragmáticas para o entendimento do processo. Adoece somente aquele cujo coping falhou. Sendo Burnout uma síndrome que se caracteriza pela queima de energias de resistências, ele se inicia no corpo, em forma de exaustão e fadiga e se intensifica na alma através de processos psicológicos específicos: depressão, pânico, apatia emocional. Uma enfática inversão dos hormônios do prazer (dopamina, serotonina, ocitocina) pelos hormônios do desprazer (adrenalina, cortisol, ACTH, GABA) afeta a energia vital biológica e psicológica, comprometendo o corpo e a alma.
12:30h – 14:00h Intervalo de almoço
14:00h – 14:30h Grupo de Movimento – Engenheiros do Corpo. Alunos do Centro Reichiano
14:30h – 15:45h

PALESTRA –  6

Orgonomia e Espiritualidade: a direção do tratamento na psicoterapia corporal reichiana. Antonio Ricardo Teixeira/DF
A proposta desta palestra é refletir sobre a compatibilidade ou não, entre ciência orgonômica e espiritualidade e a direção do tratamento tendo em consideração as fases implicadas no mesmo, a idade e as necessidades do(a) paciente, as tendências regressivas ativadas pela transferência e pela abertura para liberação de emoções reprimidas, o falso-self e a maturidade do caráter genital a ser desenvolvida, os aspectos caractereológicos a serem elaborados e os pontos de fixação energética a serem desbloqueados. Discutiremos o orgasmo como função de união com a totalidade, semelhanças e diferenças entre os processos meditativos e as práticas terapêuticas de base reichiana. As tendências malignas e destrutivas subjacentes ao encouraçamento que confundem a sexualidade tornando-a perversa e falsamente orientada para a espiritualidade. A ética e a importância da superação do desejo do desejo do outro.
16:00h – 17:30h

ENCERRAMENTO

Danças Circulares – Adriana Bisconsin/PR e colaboradores

Encerramento – José Henrique Volpi/PR e Sandra Mara Volpi/PR

APRESENTAÇÃO DE PÔSTERES

Dia 02/06/2018 – 10:45h às 11:15h

Hall do Auditório – Os pôsteres ficarão expostos juntamente com seus autores e apresentadores.

Interessados em apresentar Pôster devem enviar suas propostas até o dia 27.05.2018, considerando que nessa mesma data devem enviar o artigo completo para os Anais.

Certifiquem-se antes no menu Apresentação de Trabalhos se ainda há vagas para pôsteres.

01 – Stress, Corpo e Alma: o preço da modernidade. Antonio Carlos Rocha Botelho/SP

O stress do corpo e da alma pode ser considerado como preço que se paga pela modernidade. Objetivo: fazer uma revisão bibliográfica sobre o stress do corpo e da alma como preço que se paga pela modernidade. Material e Método: revisão de literatura em páginas eletrônicas disponíveis na Internet e livros. Resultado e Discussão: quando desenvolve-se um sentido para o ciclo emocional percebe-se que se pode viver durante a dor e atingir o prazer de novo. Conclusão: na multidimensionalidade do ser, quanto mais forte a pressão, mais forte os sintomas e mais forte o potencial de cura.

02 – Reich e a Infância: uma proposta criativa de trabalho com crianças. Gislaine Gomes/PR

Reich nos propõe muito mais que simples processo terapêutico através do corpo, com possibilidades de alcançarmos ao máximo nosso potencial, mobilizar livremente nossas emoções e consequentemente potencializar o cognitivo. Como fazer isso com nossas crianças? É possível fazer uso de vários recursos criativos. 

03. Trabalhos lúdicos em oncopediatria e psicologia da saúde hospitalar: uma revisão sob o olhar da Psicologia Corporal. Fernanda de Souza Fernandes/SC

Como resultado de um trabalho de conclusão de especialização em Psicologia Hospitalar, este intenciona apresentar resultados de uma pesquisa bibliográfica sobre os trabalhos lúdicos em oncologia pediátrica. E discutir sobre a importância desses trabalhos a luz da Psicologia da Saúde Hospitalar e Psicologia Corporal.

04. Self Care – práticas integrativas e complementares em pós-operatório de cirurgia bariátrica/obesidade. Marjana Monteiro da Silva/SC

O Projeto Self Care Práticas Integrativas e Complementares nasceu através da compreensão da necessidade de propor estímulos aos mecanismos naturais de prevenção de agravos e recuperação da saúde, enfatizados na promoção global do cuidado humano, especialmente do autocuidado. Os objetivos deste projeto são de oferecer técnicas integrativas e complementares: Reiki, escalda pés e técnica de visualização criativa no pós-operatório (imediato) no processo de internação hospitalar a pacientes de cirurgia bariátrica/obesidade, em hospitais do extremo sul de Santa Catarina. Considerando que o pós-operatório da cirurgia de obesidade vem acompanhado de vários desafios, necessitando cuidado integral e autocuidado. Há que se oferecer além dos atendimentos da equipe multiprofissional, a atenção com terapias integrativas.

05. What’s your story? Mônica da Silva Braga/PR

Nos conectamos através da linguagem e criamos vínculos através de histórias. Foi pensando nisso que o projeto “What’s your story?” surgiu. Quanto mais conexões neurais construímos através das sensações, mais fácil lembrar dos conceitos e seus significados. Atividades memoráveis e repetição com propósito tornam o aprendizado muito mais fácil. Resignificamos a finalidade do aprender e evoluir através de outra língua. Mas nem sempre isso acontece com naturalidade, especialmente com o público adulto que chega com seus medos, ansiedades e bloqueios e a parte mais afetada por consequência disso é a fala e a audição. Estimulados através das rodas de conversas e histórias aliado às técnicas dos contadores de histórias os aprendizes vão adquirindo novas formas de discurso ampliando o vocabulário, exercitando a pronúncia e aumentando significantemente a criatividade e imaginação. Aumentando sua confiança e suto-estima o aprendizado e aperfeiçoamento da língua ocorrerá de forma mais eficaz, rápida e prazerosa.

Clique nas imagens abaixo para abrir o folder.