Mapeamento emocional e massagem reichiana

A prática terapêutica em Psicologia Corporal evidencia a relação do trabalho corporal, tanto quanto o trabalho analítico, e busca a relação entre ambos, tendo como objetivo o desenvolvimento psicoemocional dos pacientes. Alguns pressupostos são fundamentais para a compreensão do processo terapêutico em psicologia corporal: a formação das couraças musculares, o mapeamento emocional, a compreensão do método através da massagem reichiana.

Continue Reading

O corpo na psicoterapia

Wilhelm Reich foi o precursor das psicoterapias corporais. Primeiramente, focou seus estudos na teoria da libido e aos poucos percebeu que o paciente também expressava seus conteúdos inconscientes por meio do corpo, pela postura, tom de voz, vestimenta, etc. Tirou o paciente do divã e sentou-se frente a frente com o mesmo, o que lhe permitiu entrar em contato com a pessoa num nível além do da neurose em tratamento. Reich propõe uma abordagem psicoterapêutica onde a análise verbal deveria se somar aos trabalhos corporais e energéticos. Sua intenção era uma forma de psicoterapia que considera o corpo, a mente e a energia como uma unidade que deve ser tratada como um tripé, de forma conjunta e indivisível.

Continue Reading

Teoria e práticas reichianas: estruturas psicológicas, traços de caráter e coberturas caracterológicas

De acordo com Reich, caráter é a forma como a pessoa se mostra e se relaciona os aspectos que foram gravados, inscritos, em cada indivíduo desde a concepção, até os primeiros anos de vida. Já o traço caracterial será a solução que a pessoa encontrou para reprimir uma situação de conflito. Esses traços de caráter […]

Continue Reading

Temperamento, Personalidade e Caráter segundo a Psicologia Corporal Reichiana

O temperamento diz respeito á constituição biológica. A personalidade à construção do psiquismo, mundo interno da pessoa e o caráter é a expressão da personalidade que se dá por meio do comportamento (gestos, postura, tom de voz, etc). Nada está separado e por esse motivo é que Wilhelm Reich inseriu o corpo dentro da psicoterapia, numa proposta que ele denominou de Análise do Caráter.

Continue Reading