Anais 2012

Anais do Congresso Brasileiro de Psicoterapias Corporais, são coletâneas de textos enviados pelos autores que apresentaram seus trabalhos nos Congressos organizados anualmente pelo Centro Reichiano. O texto é de inteira responsabilidade de cada profissional e não expressa necessariamente a opinião dos diretores do Centro Reichiano.

Para ler os artigos é necessário ter instalado em seu computador um leitor de PDF. Se você não tiver o programa instalado em seu computador, pode fazer o download clicando no endereço: http://www.baixaki.com.br/site/dwnld71431.htm

Clique no título para abrir o PDF

A PRÁTICA DA ANÁLISE REICHIANA: DO MANEJO TRADICIONAL AO TRABALHO BREVE/FOCAL
Autor(es): VOLPI, José Henrique

RESUMO: A análise reichiana é uma forma de tratamento que utiliza como instrumentos a análise do caráter, a vegetoterapia e a orgonoterapia, que buscam compreender as funções da mente e do corpo, bem como libertá-los de suas couraças. Quando falamos em análise reichiana breve e focal, estamos nos referindo a uma forma de intervenção mais imediatista e pontual, trabalhando especificamente sobre a demanda do paciente e num curto espaço de tempo. Acreditamos ser um recurso que podemos utilizar em várias situações para abrandar momentaneamente o conflito neurótico do paciente e posteriormente.
Palavras-chave: Analise Reichiana. Vegetoterapia Breve. Terapia focal.


AS EMOÇÕES E SEUS IMPACTOS SOBRE O CORPO NA VISÃO DO AYURVEDA
Autor(es): ELIAS, Marcos Teixeira

RESUMO: Este artigo tem por objetivo apresentar alguns dos conceitos básicos do milenar sistema de saúde e longevidade conhecido como Ayurveda. Abordaremos o tema dos 5 elementos e dos 20 atributos na constituição do organismo humano, mostrando como a partir da proporção em que se combinam, determinarão uma tipologia corporal e mental específica. Abordaremos então a relação entre as variadas emoções e estes 5 elementos e 20 atributos, mostrando como certos “tipos” de emoções geram impactos sobre determinados órgãos, tecidos e sistemas do corpo humano proporcionando doença ou saúde, e como cada pessoa, de acordo com o seu tipo constitucional, é mais ou menos propensa ao impacto de cada uma destas emoções. Ao término, apresentaremos alguns dos recursos utilizados no ayurveda para a promoção do equilíbrio emocional tanto pelas vias da mente como pelas vias do próprio corpo.
Palavras Chave: Ayurveda, Psicologia Corporal, Emoções, Biotipos, Psicossomática.


A ENERGIA DO BRINCAR: UMA ABORDAGEM BIOENERGÉTICA
Autor(es): RUON, Dayane Pricila Rausisse; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: O brincar é um tema bastante discutido e de muita importância no desenvolvimento infantil. Esse é o tema que se pretende discutir em relação ao desenvolvimento infantil e a contribuição da Psicologia Corporal por meio da Analise Bioenergética. Através deste artigo, busca-se saber de que forma a Psicologia Corporal pode auxiliar no desenvolvimento infantil a partir de suas técnicas e do brincar. Brincar é vital, primordial e essencial, pois esta é a maneira que o sujeito humano utiliza para se estruturar. Brincar faz parte das rotinas infantis e, assim sendo, o brinquedo é um meio que favorece o
desenvolvimento da criança. Brincar é coisa séria e indispensável na vida da criança. O modo de brincar é uma método bastante positivo na mudança de comportamento da criança.
Palavras-chave: Brincar. Bioenergética. Desenvolvimento Infantil. Psicologia Corporal.


ADOLESCÊNCIA: UM DESAFIO DE TODOS NÓS
Autor(es): CUOCOLO, Patricia

RESUMO: A adolescência inaugura o movimento de separação e diferenciação do mundo parental para que a nova identidade possa nascer. Para que isso aconteça, tanto os filhos como os pais necessitam realizar a morte simbólica. A Jornada do Herói relata os passos para a iniciação e auto – superação do jovem em busca de seus ideais. A maneira como a sociedade vem conduzindo o processo de educação desde a infância, vem criando patologias no desenvolvimento sadio do adolescente, dificultando a busca de seus ideais. A cisão corpo/mente representada principalmente pela intelectualização precoce na infância, impede o processo natural de evolução e causa inúmeros distúrbios e desvios nas várias etapas do desenvolvimento humano. O papel do educador, e entende-se por educador todo aquele que lida com crianças e jovens, é de fundamental importância neste processo.
Palavras-chave: Adolescência.Corpo.Educação.Separação. Iniciação.


A ILUSÃO NOS ADOECE E A REALIDADE NOS CURA. O ENIGMA DA DOENÇA E DA CURA
Autor(es): FREITAS, José Fernando

RESUMO: Os doentes têm uma relação especial com suas doenças. A mente diz que quer se curar, mas, na realidade, continuam apegados a elas. A mente e o corpo falam linguagens diferentes e é preciso compreender e solucionar esse enigma. A mente constrói e vive no mundo da ilusão. Cheio de explicações e justificativas, mantém o processo doentio. O corpo está ligado à realidade e traduz a fala da criança interna. Essa criança fala o tempo todo à mente, mas ela não ouve e deturpa suas mensagens. Só quando tivermos a coragem de ver a realidade é que poderemos retirar a criança do trauma e curarmos nossas
doenças.
Palavras-chave: Adoecer. Corpo. Cura.


A PRÁTICA CORPORAL COMO MEDIADORA DO ESTRESSE: CONSTRUINDO A RESILIÊNCIA DO CORPO FRENTE AO ESTRESSE
Autor(es): SILVA, Andressa Melina Becker; LEITNER, Priscilla de Castro Campos

RESUMO: Com o avanço da tecnologia o mercado de trabalho vem se tornando cada vez mais competitivo. Juntamente com as horas prolongadas de trabalho vem uma carga de estresse que tem lotado os consultórios em busca de estratégias para redução do mesmo. Não se pode combater o estresse de forma cartesiana. É necessário um acoplamento físico e psíquico, para que então, holisticamente, haja um entendimento de que aquele estresse excessivo não é necessário e não condiz com a fisiologia humana. Essa vivência visa proporcionar ao participante entender e sentir o estresse para então sugerir técnicas de gerenciamento deste, agregando corpo e mente, proporcionando ao participante vivenciar em si, para que depois possa reproduzir suas sensações em auxílio ao paciente necessitado.
Palavras-chave: Corpo. Energia. Estresse. Resiliência. Vivência.


A PSICOLOGIA CORPORAL COMO INSTRUMENTO NA FORMAÇÃO DE GESTORES DE PESSOAS
Autor(es): ZANELLA, Silvia Aparecida; Volpi, José Henrique

RESUMO: Este artigo tem por objetivo fazer uma reflexão sobre o difícil caminho para a formação de novos gestores de pessoas dentro das empresas e a criação de climas organizacionais mais harmônicos, verdadeiros e criativos. Para encontrar as respostas, busquei principalmente nas figuras de Wilhelm Reich e Federico Navarro alguns conceitos que podem ajudar nesta busca. A base para o enfoque do problema é a Análise do Caráter, desenvolvida por Reich, e a Caracterologia Pós-Reichiana, criada por Navarro. Tudo começa porque somos seres humanos e temos uma natureza humana; como parte desse sistema orgânico do nosso ser, temos o temperamento e a nossa caracterialidade.
Palavras-chave: Caracterialidade. Empresas. Gestores. Reich. Navarro.


A INFLUÊNCIA DOS TRAÇOS DE CARÁTER NA INFIDELIDADE
Autor(es): ANDREASSA, Eloá; VERDUGO, Hugo César Gaete

RESUMO: A infidelidade é um dos motivos de maior desgaste nos relacionamentos de casal, causando danos muitas vezes irreversíveis. Na atualidade existe maior liberdade pois ninguém mais é obrigado a permanecer numa relação em que não é feliz. Portanto, hoje fidelidade é uma opção e não mais uma imposição. Assim, revisarmos as origens da infidelidade analisando as estruturas de caráter pode ser um auxílio importante para ajudar os casais a tomar o caminho do compromisso, da lealdade e a redescoberta da confiança e da intimidade. Os traços de caráter nos dão algumas chaves importantes para este autoconhecimento e descoberta.
Palavras-chave: Infidelidade. Traços de caráter. Compromisso.


A DANÇA DO VALOR E O IDOSO
Autor(es): CAMPOS, Wanda Maria Palmeira

RESUMO: Neste estudo foram identificados e vivenciados os valores pró-vida dos idosos que colaboram para a compreensão dos movimentos vitais no âmbito interpessoal, familiar, profissional e/ou existencial, considerando os processos bio-psico-sociais nos quais se inserem. O objetivo deste trabalho foi analisar a percepção dos idosos sobre suas atividades e os valores que lhes são favoráveis à saúde, autonomia, alegria de viver e sentido de vida. Como resultados, foi verificado que doenças e valores estão relacionados ao estilo de vida. Os idosos conscientizaram-se da necessidade de reverem constantemente seu modo de vida, buscando o equilíbrio entre atividade e repouso. Concluiu-se que pró-vida são repensados ao longo do tempo.
Palavras-chave: Autonomia. Gerontologia. Idosos. Valores. Vida.


ANÁLISE FISIOLÓGICA DO GROUNDING
Autor(es): NAKAYAMA, Gustavo Kyiosen; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: O grounding é uma das técnicas mais famosas e utilizadas da Psicologia Corporal de Lowen – a Bioenergética. Esta técnica tem como objetivo levar a pessoa a movimentos espontâneos, coordenados e efetivos, à qualidade da graça natural. Para isso a técnica propõe que o praticante vibre durante a posição do grounding. Mas o que é essa vibração? Fadiga? Algo normal? Através do baropodômetro, que analisa o comportamento do centro de gravidade da pessoa, do frequencímetro, que nos dá uma noção do gasto energético e intensidade do exercício; da análise do lactato, que dá uma noção do esforço do exercício, pode-se ver a complexidade de variáveis que podemos verificar durante o grounding e a grande possibilidade de novas pesquisas que
podem ser realizadas.
Palavras-chave: Bioenergética. Grounding. Lowen. Vibração.


APERFEIÇOAMENTO HUMANO PARA O DIFERENCIAL PROFISSIONAL
Autor(es): LIMA, Carolina Mulek; BARBIERI, Daniele

RESUMO: Vivemos em um mundo corporativo cada vez mais competitivo. Hoje, o profissional, para ser bem sucedido, necessita de conhecimentos especializados e atualizados, bem como ter as suas habilidades pessoais desenvolvidas. A proposta deste trabalho é demonstrar como os conhecimentos da Psicologia unidos com os conhecimentos da Fisioterapia podem ser utilizados para que as pessoas se diferenciem no mercado de trabalho. A junção do conhecimento da Psicologia por Alexander Lowen e da Fisioterapia por Godelieve demonstram que o autoconhecimento aliado ao conhecimento humano em seus aspectos físicos, comportamentais e emocionais propiciam um profissional amplamente capacitado para as relações interpessoais e desta forma atender melhor o seu cliente, seja na área de saúde, em uma instituição ou empresa.
Palavras-chave: Aperfeiçoamento. Corpo. Godelieve. Fisioterapia. Lowen. Psicologia.


A PELE QUE HABITO: CONSTRUÇÕES CONTEMPORÂNEAS DA IDENTIDADE
Autor(es): LEITNER, Priscilla de Castro Campos; TEIXEIRA, Rafael Tassi

RESUMO: Um dos maiores paradoxos na era da globalização, da Internet e da mídia é sem dúvida o ressurgimento das identidades como princípios essenciais de vida pessoal e de atuação social. Este processo é acompanhado de uma exacerbação das identidades particulares e da reinvenção da diferença. Como pano de fundo para esta discussão trazemos a mais sombria obra do espanhol
Almodóvar, “A Pele que Habito”, que por um lado retrata a pele como identidade e por outro como a mutação do corpo. Se contemporaneamente ancoramos a identidade de forma patológica à pele e aceitamos que o corpo é transformável, este Eu que habita a pele está de certa forma distorcido e esvaziado de si. Na formação desta identidade moderna, o corpo, quando
moldado segundo uma imagem, distancia-se do self e de qualquer traço da identidade original.
Palavras-chave: Contemporaneidade. Identidade. Pele.


A DANÇA DO CARÁTER
Autor(es): HENRIQUES, Antonio Roberto de Souza; EISENREICH, Alessandra da Silva, DE NADAL, Luciana Garbini

RESUMO: Reich descobriu que tudo o que é vivo está em constante movimento. Os traumas e frustrações que as pessoas vivem ao longo de seu desenvolvimento emocional causam bloqueios no fluxo de energia do organismo, limitando a espontaneidade de movimentos corporais. Este artigo tem objetivo de esclarecer como ocorre o encouraçamento e como através do movimento podemos liberar a energia do nosso corpo, tendo mais vitalidade, amadurecendo o caráter e chegando à potência orgástica.
Palavras-chave: Caráter. Desenvolvimento. Energia. Movimento. Potência Orgástica.


BIOENERGÉTICA E AYURVEDA
Autor(es): CHAVES, Tiago de Oliveira; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: A proposta deste trabalho é relacionar duas práticas terapêuticas: Bioenergética e Ayurveda. Além disso, realizar um paralelo entre fundamentos e traçar uma analogia ente o caráter esquizoide descrito pela Bioenergética e o biótipo ayrvédico vata, através de uma análise das constituições corporais, mentais e energéticas.
Palavras-chave: Ayurveda. Bioenergética. Biotipo. Caráter.


CONTRIBUIÇÕES PARA A PRÁTICA CLÍNICA COM ADOLESCENTES
Autor(es): CUOCOLO, Patricia

RESUMO: Os adolescentes em geral estão sentindo-se solitários e incompreendidos. Os pais por sua vez estão perdidos e não encontram ajuda na sociedade, que tem a tendência a fazer críticas severas e a não se abrir ao diálogo, à reflexões genuínas e à busca de soluções que auxiliariam o desenvolvimento sadio desta fase. Necessitamos transformar com urgência nosso discurso com os adolescentes, despir-nos dos preconceitos que impedem o encontro, a alteridade, a relação verdadeira. O contato do adulto com a própria fragilidade e a humildade em reconhecê-la é elemento transformador nesta relação. A construção da própria identidade e a busca por autonomia é o que impulsiona o adolescente a opor-se aos valores pré-estabelecidos. Com o intuito de ilustrar, apresento um caso clínico e cito algumas técnicas que utilizo na prática clínica.
Palavras-chave: Adolescentes. Sociedade. Preconceitos. Identidade.Técnicas.


CORPO: UMA PREMISSA BÁSICA PARA A SAÚDE MENTAL
Autor(es): SILVA, Glaucelly Di Paula Fernandes

RESUMO: Este trabalho visa compartilhar observações a partir do grupo de expressão corporal, no contexto de Hospital – Dia, na instituição de Saúde Mental Nossa Senhora da Luz. O contexto da Saúde Mental desafia a pensar práticas multidisciplinares para atingir o objetivo de uma melhor qualidade de vida e estabilização dos transtornos mentais. Através da mobilização corporal é possível observar efeitos importantes na saúde que auxiliam a integração entre corpo, mente e emoção, sendo que a prática tem apontado que este trabalho surte efeitos diretos nos sentimentos de bem-estar e equilíbrio, resultando no alívio de tensões, relaxamento e melhora nos sentimentos desestabilizadores da saúde como a ansiedade, angústia e irritabilidade, contribuindo então para a saúde integral.
Palavras-chave: Ansiedade. Corpo. Massagem. Saúde. Relaxamento.


CONSTELAÇÃO SISTÊMICA FAMILIAR COMO FERRAMENTA PARA DIAGNÓSTICO E AVALIAÇÃO DE EVOLUÇÃO E DE RESULTADO NO TRATAMENTO DE DOENTES
Autor(es): FREITAS, José Fernando

RESUMO: Técnica de constelação aplicada no tratamento de doentes com câncer. Ferramenta para supervisão e orientação dos casos atendidos por alunos do Curso de Analista em Psicossomática. Esse modelo propicia fazer diagnóstico e avaliar a conduta a ser tomada, além de observar o resultado final, mostrando onde o processo psicoterápico foi eficaz.
Palavras-chave: Constelação Sistêmica. Corpo.


CATADORAS DE SI: O CORPO COMO CANAL DE INTEGRAÇÃO
Autor(es): KUHN, Daniela Isabel; ZYCH, Valleska

RESUMO: Este artigo versa sobre o processo de autoconhecimento gerado pela composição da personagem Maria Teresa interpretada pela bailarina ValleskaZych no espetáculo “Catadoras de si”, dirigido por Daniela Kuhn. O processo de criação artística foi fundamentado na metodologia “bailarino-pesquisador-intérprete”, sendo o ponto de partida uma pesquisa de campo numa associação de catadores de material reciclável. Norteado pela questão central”o que você faz com seu lixo?”, o mote principal do texto são as revelações que ocorrem na prática da poética de lidar com o lixo material e o lixo “interno” da bailarina. “Catadoras de si” foi um caminho duramente e prazerosamente trilhado. Mover os lixos internos é parte do processo da vida de quem almeja o seu desenvolvimento humano.
Palavras-chave: Autoconhecimento. Bailarino-Pesquisador-Intérprete. Corpo. Desenvolvimento Humano. Processo de Criação.


CAPOEIRA INTEGRADA: UM DESPERTAR PARA A AUTOCONSCIÊNCIA
Autor(es): MACZUGA, João Paulo; ZYCH, Valleska

RESUMO: A Capoeira Integrada surgiu devido à união das qualidades da Educação Física, Dança e Psicologia Corporal e pode ser classificada como uma prática libertadora. São trabalhadas as relações humanas em formas de dinâmicas, massagens, interação, jogos e conversas. Através destes contatos, a pessoa é desafiada a superar seus medos e dificuldades de relacionamento perante a sociedade e a vida. Os movimentos são executados de forma consciente. Isso faz com que os alunos também se conscientizem de seus sentimentos e emoções, pois ao mesmo tempo em que o corpo vai sendo reconhecido, as emoções estão sendo expressas de acordo com o progresso de cada pessoa para o despertar da autoconsciência.
Palavras-Chave: Autoconhecimento. Autoconsciência. Capoeira Integrada. Educação Física. Psicologia Corporal.


CORPO: ÁRVORE DA VIDA
Autor(es): RIBAS, Gabriele de Oliveira; ROCHA, Virginia Maria Pereira

RESUMO: O corpo humano pode ser compreendido a partir do símbolo da árvore da vida. O grounding é um dos principais conceitos da psicoterapia corporal, e significa enraizamento, o contato com a terra, com a realidade. A árvore representa esse enraizamento, e ao mesmo tempo simboliza a ligação entre o céu e a terra, pois seus galhos apontam para o alto. O corpo se assemelha a uma árvore, na qual percorre a seiva, sendo que pelo corpo percorre a energia orgone. O corpo passa por estágios, tal qual a natureza, com suas fases de desenvolvimento. Fazer a leitura do corpo, a partir dos pés que tem formato de semente, é fazer uma viagem através desse templo vivo e criativo.
Palavras-chave: Corpo. Árvore da Vida. Grounding. Psicologia.


CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA CORPORAL AO ENSINO DA DANÇA
Autor(es): THON, Bárbara Machuca; CAMARGO, Maria Isabel Saczuk

RESUMO: A importância do papel do professor de dança pode ir muito além do que é apresentado nos palcos e sala das academias. Muitas vezes o professor de dança exerce um papel de espelho para o aluno, influenciando nas estruturas corporais e psicológicas. Pode tanto auxiliar positivamente no livre pulsar deste aluno, como reprimir a expressão e reforçar couraças musculares e psicológicas já existentes. Pensando nestes aspectos que envolvem o ensino e aprendizagem da dança, a Psicologia Corporal pode contribuir para um trabalho no qual o professor de dança venha considerar todos os aspectos que envolvem a formação do caráter e os bloqueios dos anéis de couraça.Contribuindo desta forma com a prática de um trabalho preventivo.
Palavras-chave: Couraças. Consciência. Corporal. Dança. Expressão.


DANÇAS POPULARES BRASILEIRAS: A BIOENERGÉTICA CULTURAL
Autor(es): BALDAN, Eduardo; BORGES, Paulo; CHAVES, Tiago

RESUMO: A dança é uma forma de expressão corporal e sua utilização é bem variada. Em algumas culturas a dança é utilizada em cunho religioso, mas a principal forma de uso é para o lazer, e também pelo fato de gerar prazer em nível de corpo, mente e energia. Dançar sem sentir prazer é como comer sem ter fome. O principio básico da Bioenergética é que o prazer é a razão que dá sentido a vida.
Palavras-chave: Corpo. Dança. Energia. Mente.


ENERGIA: DIFERENTES OLHARES SOBRE O CONCEITO
Autor(es): GOMES, Clara dos Santos Soares e outros

RESUMO: O conceito de energia é abordado por diversas teorias de campos de conhecimento cientifico diferentes. O objetivo deste trabalho é expor a visão conceitual sobre energia de sete teorias, abrindo uma possibilidade de comunicação entre estas no que tange as congruências e divergências quanto ao conceito de energia. As teorias pesquisadas foram medicina tradicional
chinesa, parapsicologia, bioquímica, física quântica, teoria freudiana, teoria reichiana e bioenergética de Alexander Lowen.
Palavras-chave: Energia. Teorias. Psicologia Corporal.


FAZER SAÚDE NA CIDADE: CONTRIBUIÇÕES DA CLINICA REICHIANA PARA A FORMAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA

Autor(es): HOFFMANN, Catharina

RESUMO: Nos últimos anos há uma inserção maior do psicólogo no campo da saúde pública mas, mesmo com as formações acadêmicas acompanhando as mudanças, ainda é possível notar nos alunos uma “colagem” das abordagens psicoterápicas tradicionais nas situações coletivas de saúde. O Grupo de Movimento era uma possibilidade de diversificar tal intervenção em saúde. Entretanto, ela esbarrou no pouco conhecimento dos alunos e da instituição de ensino sobre Reich. As alternativas ao trabalho prático com o corpo eram as atividades que privilegiam a apropriação pelos sujeitos das cidades que habitam, de uma forma corpopoética, criando e recriando o corpo na cidade, como forma de realização do desejo e da existência.
Palavras-chave: Cidade. Corpo. Formação. Reich. Saúde Pública.


GRUPO DE MOVIMENTO PARA USUÁRIOS DE DROGAS: A EXPERIÊNCIA NO CAPS AD DE VITÓRIA
Autor(es): RASCH, Scheila Silva; GARCIA, Maria Lúcia Teixeira

RESUMO: Analisa o grupo de movimento como estratégia terapêutica para usuários de drogas. Utiliza enfoque qualitativo com entrevista semiestruturada, tendo como sujeitos do estudo os participantes do grupo de movimento realizado de novembro de 2002 a maio de 2003, no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas, da Prefeitura de Vitória. Traz a interpretação dos sujeitos sobre essa experiência como as sensações de vitalização e de relaxamento. Aponta o grupo de movimento como recurso terapêutico para esses usuários, resguardando a singularidade dessa clientela, por exemplo, a oferta de gruposabertos e não fechados.
Palavras-chave: Droga. Grupo de movimento. Política pública sobre álcool e outras drogas. Saúde coletiva.


HEALING E DESENVOLVIMENTO HUMANO
Autor(es): SAMPAIO, Cynthia

RESUMO: A prática com “Healing e Desenvolvimento Humano” foi sistematizada por Bob Moore através de uma série de pesquisas realizadas no Psykisk Center, Dinamarca. Tem como princípio básico que o ser humano é um campo energético multidimensional, composto de vários níveis de consciência, sendo o corpo físico a parte mais densa deste todo energético. O conceito de saúde está vinculado ao equilíbrio da totalidade do ser. A metodologia atua na integração deste complexo campo energético humano, numa direção de crescimento e desenvolvimento pessoal que busca a transcendência e a abertura para a expressão da essência de cada um. Envolve uma série de práticas de relaxamento, respiração, centramento, meditação e balanceamento das polaridades. São utilizados exercícios de autopercepção e de circulação da energia da pessoa, através de áreas e pontos nos corpos físico e sutis, que possibilitam o conhecimento e a liberação dos bloqueios energéticos e emocionais e, simultaneamente, processam o fortalecimento da expressão do seu potencial criativo.
Palavras-chave: Energia. Healing. Meditação. Polaridade. Saúde.


INSPIRE, EXPIRE… RESPIRE
Autor(es): ALENCAR, Cristian; MACCARINI, Renato Moretto

RESUMO: Respirar. Função autônoma de nosso organismo que tentamos controlar na tentativa de amortecer nossas emoções, sem sequer nos darmos conta de estarmos paulatinamente nos amortecendo como pessoa. Ao final desenvolvendo uma couraça através do enrijecimento do peito e do diafragma e mais, deixando de nutrir com eficiência todo o nosso corpo, a consequência
final dessa desnutrição é a morte… lenta e certa, muitas vezes causada por uma doença de contração – já que nosso corpo não pulsa mais livremente.
Palavras-chave: Corpo. Couraça. Emoção. Energia. Respiração.


LABORATÓRIO DE PESQUISA E VIVÊNCIA SOBRE CORPO
Autor(es): CARVALHO, Maria Luiza Mello; ALMEIDA, Marcus Vinícius Machado

RESUMO: A graduação dos cursos voltados para a saúde e educação pode oferecer condições para que os alunos aprendam a partir da integração entre suas funções intelectuais e suas vivências corporais e emocionais. Com o objetivo de estimular a reflexão científica sobre a compreensão integral do ser humano e a formação vivencial dos alunos, desenvolve-se o Laboratório de Pesquisa e Vivência sobre Corpo do Curso de Graduação em Terapia Ocupacional da Faculdade de Medicina da UFRJ. Este Laboratório reúne as ações de ensino, pesquisa e divulgação científica em torno da reflexão teórica e vivencial sobre a unidade psicocorporal humana, na perspectiva da filosofia, da psicologia corporal, das práticas corporais, da saúde e da educação. Suas ações visam contribuir para que os alunos estejam mais aptos para a produção de habilidades e sensibilidades cuidadoras integrando mente e corpo, aspectos objetivos e subjetivos, o singular e o coletivo, o sujeito e o mundo. São ministradas disciplinas teórico-vivenciais e realizados projetos de extensão em saúde do trabalhador, pesquisa e seminários abertos.
Palavras-chave: Educação. Corpo. Oficinas vivenciais. Integralidade.Formação.


LOWEN E DEJOURS: JUNTOS A FAVOR DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO
Autor(es): LARA, Camila Veiga de; VOLPI, José Henrique

RESUMO: Christophe Dejours em sua teoria e técnica concede à palavra lugar de destaque. Alexander Lowen, sem desvalorizar a palavra, enfatiza o corpo e a intervenção corporal. Nesta proposta, aliamos Análise Bioenergética de Lowen a Psicodinâmica do Trabalho de Dejours como estratégia de atuação profissional na melhoria da qualidade de vida no trabalho e dos trabalhadores. Embora o corpus desta pesquisa tenha sido profissionais de enfermagem, a junção das duas teorias proporcionará aos trabalhadores de qualquer área recursos para nomear e elaborar o sofrimento causado pelo trabalho.
Palavras-chave: Bioenergética. Enfermagem. Psicodinâmica do Trabalho. Qualidade de vida.


LIMITES E LIBERDADE: NOVOS CAMINHOS DENTRO DO CORPO
Autor(es): RODRIGUES, Estela Rubia de Paiva

RESUMO: Este trabalho desenvolveu-se a partir de alguns questionamentos intrínsecos à clínica psico-corporal. Por vezes indagava-me sobre a premissa básica reichiana da nossa capacidade de estarmos modulados e ressonantes com o meio ambiente e nossa demanda interna. Algumas questões foram colocadas: De que modo nosso sistema de auto-regulação é suficientemente consistente dentro de nosso desenvolvimento para que tenhamos sinais perceptivos claros de contenção e expansão em nosso comportamento emocional, muscular e cognitivo? Quando devemos parar ou avançar? O que determina uma boa moldura que enquadra a acção? Como desenvolvemos limites adequados? Essas questões serão utilizadas como premissas básicas para este estudo.
Palavras-chave: Formação de limites. Auto-regulação. Grounding. Pulsação. Territorialidade.


MOVIMENTOS DO CORPO-VIDA DE MULHERES USUÁRIAS DE DROGAS
Autor(es): RASCH, Scheila Silva; ANDRADE, Angela Nobre

RESUMO: Analisa a experiência do uso de drogas por mulheres, com padrão de consumo abusivo ou dependente de sustâncias psicoativas e a interferência desse consumo em seus corpos, suas vidas. Emprega metodologia qualitativa para o estudo, mediante pesquisa etnográfica, com análise de dados baseada na análise de conteúdo, tendo como sujeitos mulheres em tratamento, no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS ad), de Vitória, Espírito Santo. Destaca a relevância de pesquisas enfocando mulheres e o consumo de drogas, com vistas à ampliação de abordagens terapêuticas nessa área de trabalho.
Palavras-chave: Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas. Corpo. Droga. Mulheres. Tratamento.


MULHER MODERNA ATRAPALHA?
Autor(es): SILVA, Andressa Melina Becker

RESUMO: Muitas mulheres apresentam funções múltiplas: ser mãe, esposa, mulher, amiga, dona de casa, tem um cargo bom, é bem sucedida financeiramente, é bem instruída nos estudos e apresenta um lugar de destaque na sociedade. Tudo isso será que aproxima ou intimida os homens na hora de vir à ter um relacionamento estável? Esse trabalho visa instigar a discussão sobre o
comportamento afetivo de mulheres e homens diante dessa situação e como a psicologia corporal pode estar sendo inserida no manejo dessas situações.
Palavras-chave: Energia. Modernidade. Mulher. Relacionamento.


NEUROCIÊNCIA E CORPOREIDADE: INTERFACE COM REICH
Autor(es): GONÇALVES, Clézio

RESUMO: Este artigo abordará as pesquisas nas Neurociências e suas relações com o conceito de corporeidade a as interfaces e implicações com os conceitos que Reich desenvolve em sua teoria, buscando ampliar as possibilidades de compreensão dos fatores que contribuem na formação do ser humano.
Palavras-chave: CorporeidadeNeurociências. Reich.


O BULLYING SOB A PERSPECTIVA DA PSICOLOGIA CORPORAL
Autor(es): SHIGUNOV, Vanessa

RESUMO: O presente artigo abordará um assunto extremamente contemporâneo e de imensa relevância principalmente no âmbito educacional. O bullying, conhecido como um conjunto de comportamentos agressivos intencionais, físicos ou psicológicos que acontecem repetitivamente entre colegas sem motivação evidente, vem sendo um fenômeno muito presente nas escolas e outras instituições. Neste trabalho serão traçados os perfis tanto da vítima quanto do bullie (agressor), mencionando suas principais características. Para a compreensão de como se forma o caráter de uma pessoa, uma breve explicação sobre o assunto complementará o estudo. Em seguida, pontos chave como a depressão da vítima e a agressividade e a raiva encontradas no bullie direciona para a idéia de que ambos os sujeitos dividem um mesmo traço de caráter, o oral.
Palavras-chave: Agressividade. Bullying. Depressão. Oralidade. Raiva.


O CONFLITO ESTÉTICO MEDIADO PELO MOVIMENTO CORPORAL
Autor(es): CHIOCCA, Carmen Maurer Simon

RESUMO: De que forma a arte-terapia pelo movimento corporal, pode vir a dissipar o conflito estético, promovendo uma
melhor qualidade de vida? Fundamentado na compreensão de que o conflito é apreendido e não preexiste, ele passa a existir por força da cultura que valoriza a racionalidade e reprime a emoção. A apreensão do objeto estético constituise pela via do afeto, da emoção e do sentimento. Esse modelo idealizado do qual o indivíduo se apropria desde a fase não verbal do seu desenvolvimento, passa a ser sua referência de valor. O valor estético-afetivo do objeto idealizado imprime no indivíduo padrões únicos de julgamento sobre a realidade, e de relação com o mundo que o cerca.
Palavras-chave: Arte-terapia. Conflito Estético. Movimento. Psicologia Corporal.


O IMAGINÁRIO CULTURAL: CONTRIBUIÇÕES PARA UMA PSICOPEDAGOGIA REICHIANA
Autor(es): BORGES, Paulo Frederico Cysneiros; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: Esta comunicação versa sobre a pesquisa e os resultados da prática do “O Imaginário Cultural” e propõe um ensaio teórico reflexivo acerca da relação entre o trabalho e a teoria reichiana vinculada à educação e suas relações com a aprendizagem e desenvolvimento humano. O Imaginário Cultural é uma atividade psicopedagógica realizada com crianças entre cinco e 14 anos que tem em sua base a Psicologia Corporal, a Musicoterapia, a cultura popular brasileira e o meio ambiente.
Palavras-chave: Cultura popular. Educação. Musicoterapia. Psicologia Corporal. Psicopedagogia reichiana.


O PODER DAS EMOÇÕES
Autor(es): LOPES, Rosangela

RESUMO: No ocidente, até muito pouco tempo atrás as emoções eram consideradas caóticas, prejudiciais e de difícil controle. No entanto, pesquisas recentes têm indicado que elas são forças poderosas que quando bem compreendidas e utilizadas podem nos levar a ter comportamentos que nos auxiliam a alcançar nossos objetivos, pois fazem parte de nosso raciocínio, influenciam a tomada de decisões, a resolução de problemas, além de, com toda certeza, ser o que reforça ou destrói a nossa saúde. Este artigo tem por objetivos mostrar os alguns avanços importantes obtidos no conhecimento das emoções, de modo que possamos vislumbrar a possibilidade de uma vida mais plena e cheia de significado.
Palavras-chave: Emoções. Saúde. Contágio emocional. Expressões faciais. Sinais de Ação.


O CARÁTER DA INSTITUIÇÃO: UMA LEITURA DA PSICOLOGIA CORPORAL NA PRÁTICA INSTITUCIONAL
Autor(es): MOREIRA, Weslley Marques; VOLPI, José Henrique

RESUMO: Tanto Reich quanto Bleger no desenvolvimento de suas propostas tiveram claro o objetivo de buscar a saúde elucidando as questões referentes à consciência. Cada um buscou entender essa consciência em lugares diferentes: Reich conseguiu perceber as manifestações da consciência e do caráter no corpo, enquanto Bleger a analisou nas instituições. Aproximando a técnica da análise do caráter à prática da psicologia institucional, nos deparamos com uma nova prática capaz de analisar o caráter das instituições buscando a capacidade de flexibilidade e a qualidade de pulsação.
Palavras-chave: Análise do Caráter. Instituição. Psicologia Institucional.


PSICOSE: A DESESTRUTURAÇÃO DO EU EXPRESSA PELA FUGA DA REALIDADE
Autor(es): CORRÊA, Cairu Vieira; VOLPI, José Henrique

RESUMO: Inúmeros esforços já foram destinados para se compreender o ser humano no que diz respeito ao seu mundo interno. Porém, a complexidade deste tema ocasiona a necessidade constante da aquisição de novos saberes. O estudo de doenças como a psicose, respaldado pela Psicologia Corporal, evidencia-se como possibilidade de auxílio no entendimento dos processos psíquicos primários. Como também, no processo de construção da identidade e os prejuízos envolvidos durante o percurso de vida que impossibilitam a sua formação.
Palavras-chave: Identidade. Psicologia Corporal. Psicologia do desenvolvimento. Psicose. Vida intra-uterina.


PSICOLOGIA CORPORAL NO DESENVOLVIMENTO DE RESILIÊNCIA A CRIANÇAS EM SITUAÇÃO DE RISCO
Autor(es): DUARTE, Simone Rockembach; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: Durante a infância o indivíduo passa por diferentes etapas de desenvolvimento. As experiências vividas neste período são responsáveis pelo caráter do sujeito adulto. Assim, a qualidade da educação e dos cuidados designados à criança
durante seu desenvolvimento define o modo de se comportar, suas emoções, seu corpo, psique e a sua energia vital na fase adulta. Muitas crianças vivenciam estas etapas de desenvolvimento em situações de risco, ou seja, encontram-se em meios onde estão vulneráveis a diversos tipos de violência e maus tratos. Estas situações podem gerar bloqueios que impossibilitam a criança a viver de forma plena, capaz de reconhecer em si as necessidades naturais e atuar no meio para satisfazê-las. Há crianças, contudo, que passam por situações de violência e continuam vivendo de forma saudável. Estas são
consideradas resilientes, pois são capazes de sair fortalecidas de situações adversas. A Psicologia Corporal pode contribuir para o desenvolvimento da resiliência em crianças que vivem em situação de risco, possibilitando a elas permanecerem saudáveis em meio às adversidades que vivem no cotidiano.
Palavras-chave: Desenvolvimento. Psicologia Corporal. Resiliência. Situação de risco.


PARTO HUMANIZADO: EVIDÊNCIAS SOBRE A SAÚDE DA MÃE E DO BEBÊ
Autor(es): SILVA, Andressa Melina Becker

RESUMO: Vários tipos de partos e maneiras diferentes de se tratar a vida humana. Esse grandioso gesto de dar à vida a um novo ser pode trazer implicações psicológicas para o resto da vida, sendo assim, dever-se-ia haver uma maior atenção primeiramente das autoridades públicas, para incentivo do que beneficiará mãe e bebê e principalmente uma maior orientação dessas gestantes sobre o que de fato ocorre nesse momento único da vida. Para isso, esse trabalho vem a contribuir para ampliar a visão dos participantes desse congresso sobre o que vem acontecendo no Brasil e no mundo em termos de saúde e patologias vinculadas ao parto.
Palavras-chave: Bebê. Mãe. Parto Humanizado. Saúde.


PLEXO SOLAR. ÁREA DE CENTRAMENTO, TRANSMUTAÇÃO E PASSAGEM
Autor(es): SAMPAIO, Cynthia

RESUMO: A metodologia do “Healing e Desenvolvimento Humano”, sistematizada por Bob Moore, trabalha no multidimensional campo energético humano buscando a integração dos vários níveis do ser. O Plexo Solar é um centro energético (chakra) importante dentro do trabalho com o Healing. Sua função mais profunda é a transmutação, processo fundamental quando se trabalha com energia. Sem transmutação não ocorre transformação. O chakra do Plexo Solar reflete o emocional, a personalidade do indivíduo e o seu ego. Quando o ego está muito defendido este chakra pode ficar desequilibrado, manifestando bloqueios que dificultam o processo da transmutação e a passagem do fluxo energético entre a parte inferior e a parte superior do corpo, gerando uma separatividade no organismo. É necessária uma folga nesta área para que estes processos possam ocorrer. Quando o chakra do Plexo Solar equilibra seu movimento energético e se abre, é possível criar novos caminhos internos, com novos pensamentos, sentimentos e atitudes. Criar liberdade.
Palavras-chave: Bob Moore. Energia. Healing. Plexo Solar. Transmutação.


PÂNICO, REGULAÇÃO E VÍNCULO: UM ENFOQUE INTEGRATIVO
Autor(es): SCARPATO, Artur

RESUMO: Apresento um tratamento especializado para pessoas com Transtorno do Pânico. Esta proposta parte da psicoterapia corporal, articulando conceitos e técnicas de terapia cognitivo-comportamental e práticas de atenção plena. A proposta terapêutica é estruturada em torno de quatro eixos: (1) psicoeducativo, (2) desenvolvimento da capacidade de auto-gerenciamento, (3) dessensibilização e (4) elaboração psicológica. São utilizados recursos que as pesquisas científicas e a prática clínica apontam como mais eficazes no tratamento deste transtorno de ansiedade. Os resultados clínicos tem sido
muito positivos.
Palavras-chave: Ansiedade. Atenção plena. Psicoterapia. Terapia cognitivo-comportamental. Transtorno do pânico.


REICH E A CIÊNCIA MODERNA – A ATUALIDADE DA TEORIA REICHIANA
Autor(es): AMUD, Margareth Veltrini

RESUMO: A Teoria Reichiana entende a vida a partir de uma energia biológica específica que influencia a construção do ser vivo e participa ativamente do seu desenvolvimento ontológico. Da mesma forma, ao nos defrontarmos com as mais recentes teorias nos campos da Biologia, da Química e da Física, vemos que elas se adéquam perfeitamente à visão de mundo proposta por Reich. São entendimentos que, ao tempo em que transcendem o mecanicismo e nos oferecem novas possibilidades, também nos alertam para nossa responsabilidade e participação nos processos da vida.
Palavras-chave: Biofísica. Ciência. Emoção. Energia. Saúde.


SAHARASIA: A PASSAGEM DA CULTURA MATRIARCAL DESENCOURAÇADA PARA A CULTURA PATRIARCAL ENCOURAÇADA
Autor(es): CASTRO, Gisele Fontenelle de Oliveira

RESUMO: Através dos estudos do antropólogo Malinowski sobre as culturas matriarcal e patriarcal dos povos da Oceania, Reich confirmou sua tese de que a origem da repressão sexual é socioeconômica e não biológica, como havia postulado Freud. Atualmente, os estudos sobre o matriarcado destacam-se como uma nova ciência sociocultural, cujo objetivo principal é alcançar uma sociedade igualitária e sustentável. É dentro desta ótica contemporânea que se destacam contribuições como a do pesquisador reichiano, Dr. James DeMeo. Através de uma abordagem geográfica do comportamento humano, os estudos de DeMeo indicam que as origens do patriarcado remontam ao surgimento de uma área por ele denominada de Saharasia. Associando suas descobertas aos achados de Reich sobre a repressão sexual e emocional e seus reflexos sobre o comportamento humano, DeMeo traça um curioso contraste entre as culturas patriarcal (encouraçada) e matriarcal (desencouraçada).
Palavras-chave: Matriarcado. Patriarcado. Saharasia.


SOMATODRAMA: CORPO, PSIQUE E A EXPERIÊNCIA PERCEPTIVA HUMANA
Autor(es): FREIRE, Maria Christina

RESUMO: Iremos abordar a importância dos recursos psíquicos mobilizados pela percepção visual, auditiva e cenestésica, nominados como mentalizações (representação e simbolização) e sensações (energias pré- verbais instintivas, libidinais) como reguladoras da economia psicossomática, técnicas e manejos estudados pelo somatodrama, como interações entre percepção, sistema visual, leis da física e estética como recursos utilizados em pessoas que tendem a reagir aos conflitos internos e externos através de manifestações somáticas.
Palavras-chaves: Percepção. Psicossomática. Sensações pré-verbais. Somatodrama.


SAINDO DA ARMADURA
Autor(es): LEMOS, Kelly Cristine Vieira

RESUMO: Nosso corpo está sempre em transformação, de acordo com a experiências moldamos, formamos, encouraçamos e desencouraçamos nosso corpo. O corpo possui os movimentos de expansão e de contração que seriam naturais e fisiológicos, porém podem tornar-se crônicos originando as couraças. A Terapia Reichiana tem uma proposta de abrandamento das couraças através de intervenções verbais e corporais onde há liberação de sentimentos e impulsos a muito reprimidos. O método Feldenkrais traz nova possibilidade através de movimentos suaves e pouco habituais no trazer formas novas de nos movermos física e psiquicamente, atua como uma educação somática. O processo de consciência pelo movimento afia a ligação da pessoa com a inteligência do seu organismo. Você não sabe o que não sabe e só quando se permite experimentar uma maneira de agir que nunca tenha tentado antes é que será capaz de sentir que está acontecendo algo novo, logo, não faça algo bem, faça de outro jeito.
Palavras-Chave: Couraças. Método Feldenkrais. Terapia Corporal.


SEXUALIDADE – TERAPIA – ESPIRITUALIDADE
Autor(es): PAIVA, Alexandre Jacques

RESUMO: A clínica reichiana tem apresentado, ao longo dos seus anos de existência, inúmeros procedimentos e intervenções corporais oriundos de Reich, seus discípulos e seguidores. A proposta desse artigo é apresentar uma técnica de intervenção terapêutica corporal que tem se mostrado eficaz no processo de desencouraçamento com os nossos pacientes, em trabalhos individuais na clínica, bem como em trabalhos terapêuticos em grupo. Trata-se de uma contribuição do oriente, através de um procedimento criado pelo Professor de Filosofia da Universidade de Jabalpur, Índia, Bhagwan Shree Rajneesh, durante as décadas de 70 / 80 do século passado. Após a sua morte, em 1999, o mencionado professor passou a ser conhecido pelo nome de Osho. Através da observação de certos padrões de condicionamento presentes na personalidade, Osho desenvolveu uma técnica baseada em procedimentos das psicoterapias corporais do ocidente, mesclados à sabedoria oriental de desenvolvimento espiritual.
Palavras-Chave: Espiritualidade. Potência Orgástica. Sexualidade. Terapia.


TOQUE, MOVIMENTO E REFLEXO ORGÁSTICO
Autor(es): LELLO, Gabriel; CHAVES, Tiago

RESUMO: Nossos sentimentos em relação à vida, ao amor e ao prazer não mudam à medida que crescemos. Embora nossa forma de expressar esses sentimentos mude, em nossos corações permanecemos crianças. Prontos para movimentar-se livremente, sentir o prazer através de diversos toques pelo corpo, sem travas, bloqueios ou inibições.
Palavras-chave: Amor. Prazer. Sentimentos.


UMA INTEGRAÇÃO ENTRE PSICOSSOMÁTICA E PSICOLOGIA CORPORAL APLICADA EM VERTIGEM
Autor(es): LELLO, Gabriel Eduardo Maia; VOLPI, Sandra Mara

RESUMO: É crescente o número de pessoas com doenças crônicas que não alcançam uma melhora significativa da saúde com tratamentos convencionais. Existe uma necessidade de buscar uma maneira mais efetiva de tratar estas pessoas, e para isso é preciso um melhor entendimento do processo de adoecer e do manejo do desequilíbrio mental e físico. Este artigo pretende reunir informações da Psicossomática e da Psicologia Corporal, que consideram os aspectos físicos e mentais que influenciam o desenvolvimento de distúrbios como a vertigem. Através da integração destes conhecimentos, o intento é proporcionar as bases para diferentes maneiras de pensar o tratamento da vertigem e outros males, que considerem o indivíduo um ser integrado em suas múltiplas manifestações.
Palavras-chave: Bioenergética. Ground. Psicologia Corporal. Psicossomática. Vertigem.


VIVER É AFINAR UM INSTRUMENTO
Autor(es): GOMES, Maria José Barroso

RESUMO: A Música “Serra do Luar”, composição de Walter Franco cantada por Leila Pinheiro é musa inspiradora para a vivência. Prestando atenção na letra e em todo o desenrolar da música, no ritmo, nas batidas e sons das notas musicais,
nos remete ao que vivenciamos no trabalho terapêutico da Análise Bioenergética. Nosso corpo se enche de energia, verbera, vibra, pulsa se movimenta, expressa e tem prazer ouvindo, dançando e vivenciando.
Palavras-chave: Corpo. Energia. Lowen. Música. Prazer. Vivência.